03 junho 2013

15

Racks Sharki 2013 - Um dia especial



Olá meninas!!!

Depois de uma longa semana lutando bravamente contra todos os duendes que zoaram o Movie Maker no meu PC e Notebook, tentando desvendar os mistérios do Adobe Premiére Pro, chorando lágrimas de sangue... (nossa que drama!) Eis-me aqui para falar do Racks Sharki 2013, realizado em 26/05/2013 no Externato Nossa Senhora Menina, no tradicional bairro da Móoca, em São Paulo

Preciso dizer que foi um domingo bastante especial pra mim porque pude relembrar a sensação de estar em um colégio de freiras (estudei no São Pio X - alô galera salesiana!!!), e o Nossa Senhora Menina é parecido DEMAIS com o colégio que estudei, o formato do pátio, da cantina, a quadra, meu Deus. Que nostalgia deliciosa!

Antes de falar sobre o evento propriamente, fiquei pensando em algo que queria compartilhar com as professoras:

1. Você seleciona os eventos para os quais leva a sua aluna?
2. Procura saber sobre as organizadoras, sua conduta como bailarina, como coach, e como organizadora de eventos?
3. Pesquisa sobre a qualidade do palco, das acomodações para os familiares que eventualmente irão assistir à sua aluna?
4. Investe tempo para averiguar sobre o público alvo do evento, sobre os concursos, sobre o esquema de avaliações?

Avaliar cada um desses itens individualmente pode parecer preciosismo desnecessário, porque, afinal, para desenvolver o "gosto" pela coisa a aluna precisa do palco, mas será que a aluna precisa realmente de "qualquer" palco, de "qualquer" local para apresentar o trabalho que é SEU?

A gente conversa melhor sobre isso qualquer hora dessas.



Clique na engrenagem para assistir o vídeo em HD.

Pensei nas perguntas acima, porque, se eu ainda fosse professora e estivesse avaliando os itens acima, o Racks Sharki é um evento para onde eu levaria minhas alunas seguramente.

Organizado pelas bailarinas Fátima Braga e Nira Lucchesi (que já foi entrevistada aqui no blog, confira nesse link) está em sua terceira edição, e é realizado no auditório do Externato Nossa Senhora Menina. Confiram no vídeo acima o tamanho do auditório, a qualidade do palco, a iluminação, enfim. Tudo absolutamente I.N.C.R.I.V.E.L., 10 a 0 em muitos palcos por aí. 

O Racks Sharki é um evento um pouco diferente dos demais, pelo fato de que 100% das danças apresentadas são avaliadas. Mesmo se a professora não tem nenhuma intensão em relação a prêmios, a dança é avaliada e pode sim ser premiada. Acredito que, por essa característica, o sistema de premiação  obedece ao critério de nota mínima - se o participante não atingiu a nota mínima exigida para aquela determinada colocação, ninguém é premiado. Um exemplo: para ter direito ao primeiro lugar, a nota mínima é 9. Ninguém atingiu nota 9 - não há primeiro lugar. Simples assim. 

No momento da premiação pode parecer frustrante o fato de ninguém levar o caneco em algumas categorias, mas por outro lado é bom, porque conscientiza aos participantes que realmente estão lá para competir que, pelo menos para aquele grupo de jurados, é preciso fazer mais e melhor. Acaba nivelando por cima, mesmo que "Por cima" não tenha nenhum candidato. 

As premiações para todas as categorias são entregues, somente, no final do evento, pontualmente às 19 horas. Para os grupos que iriam se apresentar mais para o final, isso é ótimo, porque garante público no final do evento - todos sabemos que algumas pessoas só ficam até o final para saber o resultado das premiações. Por outro lado, se você se apresentou de manhã, e quer saber o resultado da premiação, ou tem que esperar o final do evento, ou tem que sair e retornar. 


Mesa de jurados 100% operante. Fiquei tão impressionada com a "farra do boi" dos jurados no MP, que me peguei olhando para a mesa de jurados do Racks MUITAS vezes, porém não posso falar "A" dos jurados, pelo menos no quesito concentração. Nas diversas vezes que olhei, todos estavam em silêncio, concentrados, trocando poucos comentários. 

Por outro lado, esse sistema de avaliação contínua demanda uma quantidade enorme de jurados, para que sejam trocados a cada etapa, ou o cansaço pode acabar influenciando nas avaliações. 

Enquanto público, minha única reclamação é em relação à divisão das "estações" no evento. Foram 6 baterias, sendo que cada bateria tinha um tema, e, claro, todas as apresentações obedeciam ao tema. Pessoalmente achei cansativo. Por exemplo, a bateria de Taksim foi um pouco depois do almoço. Depois do terceiro Taksim, poderiam colocar a Mahaila no palco que eu iria dormir do mesmo jeito. No tribal, poderiam colocar a Joline ou a minha amiga Mari Garavello, na quinta ou sexta apresentação de tribal, que eu não conseguiria me concentrar. Mas, claro, essa é minha opinião pessoal e intransferível. 

CATEGORIAS

Confira no link abaixo os vencedores do Racks Sharki 2013:


Letícia Alves - Primeiro Lugar Solo Amador - Estúdio Ana Claudia Borges




Muito bacana ver um evento que finalmente separou as amadoras das semi profissionais. Fiquei super feliz de ver a Letícia ganhar o primeiro lugar porque conheço a batalha dessa menina, e ela rala DE VERDADE pra dançar bem. Sábado estava com crise de asma, e ainda assim ensaiou horrores para dançar no Racks e levou o caneco pra casa. Super merecido. 


Sobre as demais premiações, eu pessoalmente não concordei com vários resultados, mas também não assisti a todas as apresentações de todas as baterias. Percebi várias manifestações negativas  no Facebook, mas ninguém comentou sobre as avaliações das fichas - a informação seria realmente útil para entendermos o porquê de não haver primeiros lugares em diversas categorias.

Meu único senão ABESURDO vai para o Grupo Fusão, porque fiquei absolutamente apaixonada pelo Ventre Brasil da Pandora Danças de Cristina Antoniadis, e não aceitei muito bem o terceiro lugar. Confiram vocês:




Clique na engrenagem para assistir o vídeo em HD.

A sexta e última bateria do evento começou com a emocionante apresentação do Grupo Malak de Nira Lucchesi. Era aniversário da Nira, e ela se emocionou muito no palco, arrancou lágrimas dos olhos de todos. Meu marido costuma dizer que a única palavra que ele consegue pensar quando ele vê o trabalho que a Nira desenvolve é "GRANDE". Nira Lucchesi é uma grande bailarina, uma grande profissional, grande professora, GRANDE SER HUMANO. Grande. 




Clique na engrenagem para assistir o vídeo em HD.

E, por último, o grupo sensação dos eventos de dança do ventre em São Paulo - o Grupo Mater, idealizado por Natália Salvo e Juliana Leme, que busca uma aproximação maior entre mãe e filho através da dança do ventre. Conheça melhor o trabalho dessas meninas lindas em: http://grupomaterdv.blogspot.com.br/




Clique na engrenagem para assistir o vídeo em HD.

*********************************************************************************

Para finalizar quero encorajar você, professora de dança do ventre de São Paulo, da Grande São Paulo e interior,  a conhecer o Racks Sharki, levar seu grupo ano que vem para esse evento, dar à sua aluna uma oportunidade de se apresentar em um teatro bacana, num palco excelente e apropriado para a dança, com conforto para o expectador, em um ambiente agradável, muito propício à interação saudável entre as bailarinas das mais diversas escolas. O Racks Sharki é um evento diferente, cujo foco não está na premiação e nem na competição, mas na confraternização entre os profissionais, alunas e amantes da dança do ventre. 

Quero agradecer imensamente à Nira que só faltou me colocar no colo, de tanto cuidado e atenção, obrigada querida, você é que merece todo o aplauso e reconhecimento. Foi um dia muito especial pra mim, pelo ambiente que me trouxe tantas lembranças boas, e ainda ter o privilégio de rir com as amigas, rever as pessoas queridas, abraçar minhas leitoras amadas, e ainda prestar uma homenagem à dança do ventre que eu amo tanto. Um dia feliz!

Confira o álbum de fotos do evento no meu Facebook:


E vocês, o que acharam do Racks Sharki 2013???




15 comentários:

  1. De fato, a organização do evento foi impecável, a Fatima e a Nira estão de parabéns.
    Un palco digno, uma iluminação profissional, um clima super alto astral e uma conduta ética, transparente e respeitosa que deve ser exemplo pros eventos de dança oriental por aqui.
    So uma correção, as Taqsim foram no final da tarde, mescladas com os solod amadores.

    ResponderExcluir
  2. Oi Verinha...
    O Racks é um mega evento, e as Fatima e a Nira, alem de pessoas super do bem, são organizadissimas, o que torna o evento delas um dos melhores do meio. Qto as suas perguntas, eu sempre faço elas ( talvez não tão igual a suas, mas bem parecidas...kkk), ai da-se o fato de ultimamente eu ter diminuído e muito de ir a eventos. Fora a localização tão, pra mim que moro longe, é super importante isso. Eu tbm li e ouvi varias reclamações dos concursos, umas justas, outras... só reclamação, é impossível agradar a todos. Qto os vídeos de fusão... vc ( e outras...kkk), vão me linchar, mas eu concordei, PRA MIM... EU...Nanda, não gostei da apresentação, e achei que um 3° foi lucro, mas isso é a minha opinião pessoal, não estou menosprezado o trabalho de ninguém, e nem dizendo que estava feio ou errado, só que a minha pessoa, não agradou...

    ResponderExcluir
  3. Fátima e Nira, vcs são incríveis, eu qria mto ter ido, nao me conformo nunca ter conseguido ir num dos eventos mais bem comentados da DV...
    quanto a julgamentos quem sou eu pra julgar alguem, sou uma mera aprendiz, mas a minha opinião é a mesma da Nanda...

    ResponderExcluir
  4. De fato, em se tratando da queridissima e talentosissima Cris Antoniadis, a coreografia estava aquém do brilho dessa linda q eu gosto muito. Dançaram super bem, mas faltou o brilho da Cris na coreo. Assim como a Nanda disse muito bem, não quero desprezar o trabalho das meninas, só que na minha opinião pessoal, a dança delas poderia ter mais glamour.

    ResponderExcluir
  5. Faço minhas as palavras da Nanda, da Emiliana e a Haiyat... porém descordo de uma única coisa... e me perdoem se estiver sendo ilusória demais... Porque essa preocupação condoída por 1º, 2º ou sei lá que raio de lugar na competição? Sei que isso é uma cultura no ocidente, mais acho que muitas vezes competições denigrem a imagem da arte, acredito que são importantes sim, a nível de descobrir onde melhorar, mais não é isso que vemos na maioria das participantes... o que se vê é frustração e única e exclusivamente vontade de ganhar o caneco kkkk né? Acho que deveríamos pensar também, antes de levar alunas para dançar em festivais nos preocupar com mais um detalhes (qual a elevação psicológica delas? E a sua como professora?) depois dessa pergunta respondida tudo, mais tudo mesmo é lucro, ganhar ou perder. AAAA saliento que acho realmente o Raks Shark um evento muito bem programado e lindo. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu, arrebentou Rakkasah! É justamente o q eu penso de competições! O nervosismo da avaliação muitas vezes embota o talento q muitas tem.

      Excluir
  6. Infelizmente eu tenho que concordar com a Nanda Salima e demais, e ainda ressalto que essa coisa de fusão acaba sempre gerando muita conFusão. Não gostei do vídeo em questão, não achei merecedor do título e penso ainda que esses eventos voltados a premiar bailarinas de dança do ventre precisam ser revistos urgentemente. O que está acontecendo é uma desfragmentação e desvalorização da DV. Eu, Kaliandra Kali, assino o presente.

    ResponderExcluir
  7. Gente, muito, mas muuuuuito mais amor nos comentários. O objetivo aqui não é avaliar negativamente o trabalho da artista, o que foi exposto foi a minha visão sobre a coreografia, que adorei, achei sensível, criativa, de execução refinada e extremo bom gosto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vera, ngm aqui está tendo falta de amor nos comentários minha flor! de minha parte pelo menos estou avaliando com maturidade e respeito! Não denegri a imagem de ngm, e muito pelo contrário, todos aqui pelo que vi estão dando um valor muito grande e respeitoso ao tudo que foi mostrado, agora se o mundinho BD só vive de elogios vazios e sem o devido cabedal avaliativo das próprias competições que estão tão em voga a tanto tempo, então não vale a pena nem a manifestação. A minha intenção e pelo que eu conheço de todas as profissionais que se manifestaram aqui é a VALORIZAÇÃO DA ARTE, e não o menosprezo ao trabalho de outrém. Uma andorinha só não faz verão, como diz o ditado, e todas nós aqui no Brasil somos o galhinho da árvore da arte árabe em terras tupiniquins! Estamos aqui pra SOMAR e MULTIPLICAR, nunca pra DIVIDIR e SUBTRAIR.

      Excluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Quem ama educa, já dizia não sei quem, por isso acredito que deva se estar aberta a receber o amor também na forma de críticas construtivas. Essa coisa de babar ovo nunca levou ninguém a não ser ao abismo. Somente quem tem amor pela Arte pode apreciar e entender o significado de uma crítica positiva ou negativa. E vou martelar até que alguém um dia entenda: fusão não é fácil. Manejar um estilo é difícil, ter controle sobre 2 estilos então é altíssimo nível. E complicado para ser executado. Afirmo que a dança do ventre HOJE encontra-se desfragmentada, virando qualquer coisa, menos DV.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Kali! Não posso falar por ngm a não ser por mim mesma, pois no que me diz respeito, estou aqui pra passar a minha impressão de uma forma construtiva, com o intuito de CONTRIBUIR e SOMAR pro progresso de todas as meninas, principalmente pq sempre valorizei E MUITO as críticas ao meu trabalho, à minha arte, enfim, só pedindo respeito nas colocações. Tanto que quando eu teço algum comentário sobre algo q não gostei, procuro ser o mais gentil possível, pq é assim que eu gostaria de ser avaliada, mas infelizmente as palavras por mais que se tente não carregam o sentimento do olhar, da entonação de voz, ou seja, do contato físico.
      No que diz respeito ao quesito FUSÃO, quem me conhece a mais tempo e acompanhou minha fase de pesquisas sobre as principais danças árabes e afins, bem como os ritmos, sabe por minhas 'zilhões' de afirmações de que eu sou tradicionalista e não curto muito fusões. Algumas são muito bonitas de se ver, mas eu, Haiyat, que comecei minha vida na dança com o Jazz, não vejo com bons olhos essa descaracterização da dança. Quem se aprofundou em pesquisas sabe que a própria Dança do Ventre é uma fusão do ballet clássico do sec. XVIII com as danças Ghawazee e Awalin, levadas para a França pela comitiva de Napoleão quando da sua incursão no Egito. A questão é q a DV tomou personalidade própria, características únicas e marcantes, e que vieram se desenvolvendo ao longo dos anos, tanto que podemos perceber nitidamente a diferença do estilo de dança das divas da Golden Era com as divinas bailarinas que temos na atualidade.
      Bom, mas tb não vou ficar enchendo vcs com meus papos de historiadora (risos), mas o fato é que fusionar determinadas danças consideradas étnicas é uma responsabilidade muito grande.

      Excluir
    2. Adoro esses papos de historiadora rsrs

      Excluir
  10. Haiyat concordo com sua opiniao. Quando viajei para o Líbano ,assisti na TV um clip da cantora Majida Houmi . Todas as dancarinas estavam vestidas de shorts,meia arrastao ,chapeu e realizavam movimentos de jazz e dança do ventre na cadeira Na minha opiniao isso e fusão
    arabe. Os encontros de cantores e
    musicos arabes com outros estilos
    musicais ou vice versa tambem e uma fusão Posso citar alguns exemplos como Charles Brow com Hakim, Mozart in Egipth, Led Zepelin in Marrocos..entre outros

    ResponderExcluir
  11. Quando pegamos uma musica qualquer e unimos com um pedacinho de musica arabe ou simplesmente pegamos qualquer musixa e dançamos con os movimentos da dança do ventre na minha opiniao e uma fusão estilo livre.  Dificil,ne! O Festival Racks Sharki acredita no trabalho do artista, na criatividade e na liberdade de
    expressao,mas sempre respeitando a essencia da Arte, filtrando as inovações do
    do mundo moderno. Faz parte buscar novas ideias com consciencia e conhecimento No fundo somos eternos aprendizes...un grande abraço. Fatima Braga

    ResponderExcluir

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...