08 novembro 2012

5

Festival Nacional Shimmie 2012 - Minhas impressões


Olá meninas!!!

O bafão do feriadão (02, 03 e 04/11) foi, sem dúvida, o Festival Nacional Shimmie, realizado no Teatro Cleide Yáconis, em São Paulo. Esta foi a segunda edição do evento, e acabou por consolidar a posição que a produção da Revista Shimmie e dos produtos relacionados à marca Shimmie vêm trabalhando duro para alcançar: em primeiro lugar a aceitação de produtos pagos, porém de qualidade, por um público (mal) acostumado à pagar somente por aquilo que lhe traz status. E ocupar o lugar que lhe cabe: este é, sem dúvida, um dos maiores eventos do Brasil, cujos troféus são cobiçados por bailarinas de norte a sul do país.

Sexta, 02/11/2012 - 20ver Dançar


O evento começou na sexta feira, com o "20ver dançar", realizado no Shangrilá House, evento que reuniu uma banca de peso composta por: Lulu Brasil, Carlla Sillveira, Esmeralda e Ju Marconato, cujo objetivo é a avaliação da bailarina, a portas fechadas, com feedback ao vivo. São apenas 15 vagas, que deveriam mesmo ser disputadas à tapa, porque a banca estava muito boa, e, sinceramente, eu prefiro um quadrilhão de vezes participar do "20ver dançar" do que de um concurso nas categorias amadora ou profissional, porque, embora os comentários  das profissionais somem para o aprendizado, o rótulo da nota acaba por cometer injustiças que nem sempre engolimos. 

Minha dica: já reserva a vaga para o "20ver dançar" de 2013 A.G.O.R.A.!!!!!!


Sábado, 03/11/2012 - Concursos, Mostras e Show de Gala

A locação

Um dos mantras inabaláveis dos organizadores de eventos em qualquer área é "idealize o evento sob a ótica do convidado (imagine-se chegando e observando cada detalhe)".  O Teatro Cleide Yáconis, que fica dentro do Centro Empresarial do Aço em São Paulo foi um achado. Em primeiro lugar por conta da localização, embora meio "longe de tudo", a saída do prédio dá para a porta do Metrô Conceição. E, principalmente, por conta do luxo das instalações. O hall de entrada, onde foi instalada a feira árabe era um luxo, o teatro, embora fosse pequeno é muito bonito e chique. 



Os camarins eram um luxo só. Dá uma olhada no meu momento DIVAH no camarim mega luxo:


Sem dúvida isso foi um carinho para as participantes, já cansadas de banheiros mal cheirosos e camarins improvisados lotados, sem ventilação, sem espaço e sem luz apropriada. 

Os concursos

Eu só consegui acompanhar 2 concursos: o do Grupo Clássico, e (como sempre) o Solo Profissional. Meu primeiro comentário é: o nível, tanto do concurso de Grupos, quanto do Solo Profissional estava INCRÍVEL. Deu gosto de ver e constatar que os concorrentes foram pro palco do Festival Shimmie com garra, com uma vontade enorme de levar o troféu pra casa. 

O Grupo Clássico campeão foi o do "Estudio K", de Karina Galasso, que está se tornando o grande bicho papão dos concursos São Paulo afora. Vitória merecidíssima. 

(Se a coreografia não foi a mesma do Yalla não tem problema, só observe o trabalho coreográfico primoroso de Karina Galasso e a qualidade técnica dessas meninas).



Agora o concurso Solo Profissional.

Eu achei o nível das candidatas de fato muito bom. Acredito que o sorteio de músicas na hora do concurso deve se tornar um padrão para os concursos, porque possibilita ao júri avaliar não somente a técnica da bailarina, mas seu conhecimento em relação à repertório e principalmente sua capacidade de improviso

Primeiramente eu gostaria de falar da edição das músicas. Infelizmente não poderei elogiar a edição, porque os cortes foram ruins, e em alguns momentos a edição das músicas prejudicou a performance de algumas bailarinas. O que me marcou foi uma concorrente, se não me engano a Andréa Gaia, que a música "insinuou"  o começo de um soudi, a bailarina se empolgou no khalige, porém o soudi durou uns 4 segundos, e o corte já passou para uma parte que pedia deslocamento. Na platéia não teve um que não comentou tipo festa junina:  "Opa, olha o khalige... Ah, é mentira!!!" 

Alguém pode dizer: "tá, mas tudo bem, vamos avaliar como a bailarina sai dessa". Mas, pensando do lado da concorrente é ruim, vc pensa que está dominando a música, e uma virada dessa tira toda a sua autoconfiança.

No concurso profissional, o top 3  "Oficial" foi:

1o. Lugar: Allana Alflen - BA
2o. Lugar: Andréa Gaia - MG
3o. Lugar: Elaine Jalilah - SP

Não, eu não concordei com o resultado final (tirando a vencedora, que foi muito bem), mas não consigo avaliar a decisão dos jurados, porque a soma de pontos da prova teórica tirou um pouco da visibilidade da decisão final do juri.

O meu top 3 seria o seguinte:

1o. Lugar: Bruna Borges




Sim, Bruninha é da minha escola. Sim, eu torço muito por ela, e a admiro como bailarina e como pessoa. Não, essa não é uma opinião parcial. Bruna conseguiu adequar muito bem suas sequências aos diversos momentos da música, cresceu quando tinha que crescer, desacelerou quando havia necessidade, "entrou" muito bem no clima do taksim, foi energética, meiga, sensual, muitas mulheres em uma só, em uma única música.
Sua leitura musical foi um primor, apresentou todos os "fundamentos" da dança do ventre,  e ela foi a ÚNICA bailarina que arrancou palmas espontâneas da platéia. Não entendi, sinceramente, porque ela não está no top 3, a tarde foi da Bruna.

2o. Lugar: Allana Alflen



Allana é linda, possui uma aura calma ao dançar, é muito fluida, mas eu fiquei esperando o acarajé apimentado, e ele não rolou, achei que a dança poderia ser bem mais energética. A música também não "ajudou" muito, no sentido de que era aérea demais, exigia muito deslocamento (e na interpretação ela foi perfeita, fez tudo o que a música mandava, vamos dizer assim), e eu queria ver um pouquinho mais dos fundamentos da dança.

3o. Lugar - Lisleine Diniz



Como não se apaixonar pelas linhas perfeitas e pela expressão dessa bailarina??? Eu ADOREI a dança da Lisleine, movimentos muito limpos, sequências bem criativas e uma diversidade muito boa de movimentos. O detalhe que tirou o título dela foram algumas finalizações indecisas, mas "a olho nu" é imperceptível. Muito simpática em cena, também levantou a galera. Belíssima apresentação.

****

Nos demais concursos, o comentário geral foi que todas as decisões foram tomadas com muita justiça, ponto pra Shimmie, que convocou profissionais sérias para participar das bancas e, em contrapartida, essas profissionais cuidaram para que o resultado não colocasse em cheque nem o seu profissionalismo, a lisura do concurso e a competência da equipe que organizou o evento. Parabéns.

O Show de Gala - Sentimentos

Para falar do show de gala, vou usar as palavras da equipe do Marketing da empresa em que trabalho, que esteve presente para filmar a apresentação do meu grupo: "Foi um show inesquecível, me fez rir, chorar, gritar, suar, instigou minha curiosidade, abalou minhas estruturas internas. A Dança do Ventre entrou na minha vida através dessas bailarinas, e a porta de saída estará fechada por muito tempo. Esse show deveria ser destaque no Caderno 2 da Folha de São Paulo, temos que lutar para que o ano que vem até as escadarias estejam lotadas." (Marta Benígna - minha colega de trabalho que agora me manda vários e-mails por dia sobre todas as escolas de dança do ventre que ela encontra na internet!!!).

Foi realmente um show memorável, e olha que eu só assisti até a metade - o segundo ato vi apenas pelo youtube. Todas as bailarinas participantes foram incríveis, mas quem tocou meu coração de uma forma muito profunda com suas apresentações foram Maíse Ribeiro, Fernanda Guerreiro, minha prô Ana Claudia Borges, e, acima de todas, Chrystal Kasbah! Que número intenso, que interpretação. Um primor.

Vendo o enorme encantamento dos meus colegas de trabalho, consigo enxergar um futuro promissor para os espetáculos especializados de dança do ventre em São Paulo. Existe preconceito quanto à dança? Sim, existe, mas ainda assim convide seu vizinho, seu colega, dê a ele a oportunidade de se encantar também, de apreciar a Dança do Ventre enquanto arte. Um show com profissionais desse nível, idealizado para despertar tantas reações no expectador pode convencer até o mais cético dos homens. É possível sim. YES WE CAN.

Todas as apresentações tem um trechinho na Central da Dança do Ventre, depois dá uma passadinha lá: www.centraldancadoventre.com.br

Outros vídeos:

Mahaila e Tárik:  http://www.youtube.com/watch?v=SqxZHYFsy9c
Rhazi Manat: http://www.youtube.com/watch?v=9mU9OO8Wc7I&feature=relmfu
DUST IN THE WIND. AAAAAAAAAAAAA!!!

Chrystal Kasbah: http://www.youtube.com/watch?v=yzNEslD18oo
Esmeralda: http://www.youtube.com/watch?v=NRgqMa7Dgws
Carla Silveira: http://www.youtube.com/watch?v=4jKDhTIaGFc

Minhas filmagens:

Najwa Zaidan



Sahu e Rhazi Manat

 

Suheil

 

Ana Claudia Borges

 

Fernanda Guerreiro

 

E vocês, o que acharam do Festival Shimmie??? Vamos?




5 comentários:

  1. Enfim, no antigo sistema de comentários do blogger!!! Os posts de 2012 serão republicados, para que seja possível comentar. Muito obrigada pela visita meninas!!!

    ResponderExcluir
  2. Testando, 1, 2, 3... ;)
    Ai Vera, eu não quero comentar nesse post, pq eu tava em SP e não fui no festivaaaallll (lágrimas eternas), sério fiquei triste mesmo, minha super oportunidade de ver vários artistas...e eu não me liguei na data.

    ResponderExcluir
  3. Amei seu post, nao fui no sabado pois minha filha dançou domingo mas posso concordar com a vc q a Lisleine concerteza deveria estar entre o top 3 ví o vídeo e ela foi fantastica, alem de conhecer o seu trabalho de perto e seu empenho em td q se refere a essa arte de Dv, bjsss

    ResponderExcluir
  4. Adorei o posto, mas tenho uma dúvida: para ser da plateia tem que fazer a inscrição agora também? bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É só pagar a entrada que, se não me engano, foi R$ 10,00 por pessoa e por dia.

      Excluir

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...