31 janeiro 2012

9

Amando as bailarinas antigas - A Rainha do Baladi - Nabaweya Moustafah





"O que devemos aprender com os antigos, é como fazer o novo
(Bertold Brecht)



Hoje é dia de (finalmente) dar continuidade aos posts "Amando as bailarinas antigas" (Beijo Lívia!!!)

Para você que ainda não leu os posts anteriores, clique aqui:


Eu prometi que a terceira parte seria da Nagwa Fouad, Nelly e Taheya Karioka, mas vou abrir aqui um parêntese para uma bailarina que adoro, a aclamada "Rainha do Baladi": Nabaweya Moustafah. 

Às vezes me pergunto o que sobraria da performance de uma bailarina nos dias de hoje se tirassem dela o figurino luxuoso, os movimentos ocidentais e a leitura percussiva. O que me vêm à cabeça são tremidos intermináveis, poucos movimentos de ombro, e alguma coisa de expressão. O entusiasmo para assistir uma performance assim é nenhum. Entretanto, Nabaweya Moustafah concentra seu potencial artístico no quadril "mais chacoalhento" dos anos dourados do cinema egípcio, movimentos de ombro, e uma expressão extremamente carismática. E consegue manter o expectador ligado em suas apresentações do começo ao fim. 

Qual será a fórmula mágica?

Eu adoraria falar mais do início da carreira dessa bailarina, quem eram suas inspirações, porém o material biográfico disponível na internet é nulo. No entanto, comparando o trabalho dessa bailarina com suas contemporâneas famosas (Anos 40 e 50 - Taheya Karioka, Samia Gamal, e nos anos 50 Naima Akef), em especial com as bailarinas que passaram pela preparação artística de Badia Masabni, é muito nítido o diferencial dessa bailarina: Nabaweya Moustafah não apresenta elementos ocidentais em sua dança, usa e abusa de seu quadril poderoso e tem muito, mas muito carisma. Sua expressão facial é um show à parte, ela lança mão de muitas caras e bocas durante a dança. 


O que é mais interessante no estudo dessa bailarina, é que ela faz questão de executar os movimentos percussivos de forma bem proeminente, movimentos "grandes", acentos fortes, no entanto, seus movimentos sinuosos são médios ou pequenos, porém executados de forma perfeita. É reconhecida também por sua flexibilidade, nos vídeos abaixo vocês verão alguns cambrês de dar medo (todas shora de inveja!).


Em muitos vídeos ela é descrita como "A Rainha do Baladi". Não discordo nem por um minuto.


Estudar Nabaweya Moustafah é experimentar uma dança que começa primeiro no contato visual com o público, e que é executada não só com o corpo, mas que se expande em um momento de comunicação genuína com os expectadores. Ela dança, encanta e seduz com o que muitas consideram "o mais simples" da técnica. E é isso que faz dela ÚNICA e ETERNA.


Viva Nabaweya!









E vocês, o que acham?????

Beijos a todas!!!

28 janeiro 2012

10

A Dança para o Grande Público - Programa Mulheres TV Gazeta 27/01/2012



Olá meninas!!!

Tantas são as aparições de "dar medo" na TV brasileira quando se fala em Dança do Ventre, que quando existe uma oportunidade boa de exibir boa dança, boa plástica e excelente técnica, e essa chance é bem aproveitada, deve ser divulgada. Em 27/01/2012, no programa "Mulheres" da TV Gazeta (não tenho certeza se possui afiliadas em outros estados, o que sei é que na antena parabólica não pega, e também não é transmitido pela Via Embratel, minha TV a cabo) foi exibido o especial "Cultura Árabe", com participação das bailarinas Vivi al Fatna, Mayara al Jamila, Julli, Jamili Khalih, além dos bailarinos Ali Khalih e Thomas Maxwell. O programa contou também com a participação de Tony Mouzayek, e da equipe do Café Zeinab, da Shangrilá House, chefiado por Edlamar Moustafah. 



Fiquei muito feliz de poder rever duas bailarinas extremamente talentosas, da "velha guarda" da dança de São Paulo, que possuem carreiras um pouco mais "low profile" do que estamos acostumadas, porém dançam demais e merecem todo o destaque: Vivi al Fatna e Mayara al Jamila.

Vivi al Fatna e Tony Mouzayek

Vivi al Fatna é uma das bailarinas mais talentosas que pude assistir em toda a série de vídeo aulas da Lulu. Sua dança na vídeo aula é bem próxima do que podemos chamar de estilo libanês: alegre, viva, de movimentos fortes e habilidosos. Pra você que gosta de uma dança bem "concentrada" no ventre e no quadril, ela é a bailarina perfeita.









Mayara al Jamila
Mayara al Jamila é a "Dama das Espadas" da Khan el Khalili, dona de uma flexibilidade invejável e de uma técnica primorosa. Uma bailarina com uma técnica de dança extremamente tradicional, que consegue harmonizar tradição e encantamento de uma forma perfeita. Ela é a única mulher que eu deixo meu marido falar que é "torrrrrrta de gostosa" sem ficar p.... da vida, porque ela é muito linda e sensual mesmo. 








Tony Mouzayek cantou as festejadas "Ya Ghayeb" e "Azez Alaya". Fiquei triste porque acho que no lugar de Ya Ghayeb ele poderia cantar Maaoul, uma das músicas em que a versão dele é melhor do que a original, mas acredito que ele quis manter um clima "O Clone" no ar.

(Atenção para o câmera que estava absolutamente apaixonado pela Julli)


O folclore árabe ficou por conta de Márcio Mansur, Téo Versiani, Fael Rabello e as bailarinas Bruna Nassif, Mahira Hasan e Nara Sá. 




Confiram no vídeo abaixo a dança especial de Ali Khalih, Vivi al Fatna e Thomas Maxwell com Fan Veil, Espada e Tanoura:



Diante de apresentações tão bonitas, elaboradas, com excelentes profissionais, espero que outras emissoras se motivem a fazer também uma homenagem para a dança e a cultura árabe, e a nossa dança alcance cada vez mais pessoas!

Beijos a todas!!!



Agradecimentos:
Fotos - Paolla Buracoff (Facebook)
Vídeos - Alana Johari (Youtube - http://www.youtube.com/user/TheAlana004?feature=watch)

21 janeiro 2012

14

Paródia Bellydance por Aleksei Riaboshapka


Olá meninas!!

Estou escrevendo rapidinho porque caí no mundo de férias!!! Mas vi esse vídeo do bailarino Aleksei Riaboshapka no Facebook da Camilla D´Amato (http://camilladamato.blogspot.com) e não pude deixar de compartilhar aqui com vocês.

O vídeo é uma paródia às bailarinas Elena Ramazanova, Aida Hassan, Maria Shashkova, Dina e Orit Maftsir. É muito engraçado, e a versão de Hava Nagila que ele dança em paródia à Orit Maftsir é IMPAGÁVEL! Ele está fazendo uma versão engraçada de algumas bailarinas russas e egípcias, mas minha pergunta é: quantas brasileiras você consegue enxergar na performance dele? Eu te respondo: VÁAAAARIAS!!!!!!!





E a qualidade técnica dele é um show à parte. ARRAZÔ BANGU, PARIS, DUBAI e adjacências....

E vocês, o que acham???

Grande beijo.

20 janeiro 2012

3

E-Ventre 2012 - Esquentando as turbinas...



Olá meninas!

Estão abertas as inscrições para o E-Ventre 2012, evento organizado pela querida Deborah Macedo, que vem se consolidando como um dos eventos mais sérios e respeitados de São Paulo. O E-Ventre nasceu com uma proposta moderna e interessante, de ser sustentável - nada de inscrição por fax ou papel, e a organizadora se empenha cada vez mais em manter um ambiente agradável e aconchegante. Nada de disputas sangrentas ou competição acirrada - ali reina um clima de amizade!

Este ano, o E-Ventre acontecerá em 10 de Junho, domingo, na Associação Aichi - Liberdade - SP. 

Deborah, figurinha carimbada do meio bellydance, alto astral a toda prova!


O processo de inscrição é bem simples: basta acessar o site http://www.lojaeventre.com.br/ para fazer sua inscrição. O pagamento pode ser realizado através de depósito bancário, ou através do pagseguro, que permite, inclusive, parcelamento no cartão de crédito. Ótima pedida para quem quer participar em várias categorias, mas acha que o valor vai ficar muito pesado para suas alunas - você pode parcelar tudo no cartão e cobrar juntamente com a mensalidade. Os horários são definidos de acordo com a escolha de quem faz a inscrição, ou seja, quanto mais cedo você fizer sua inscrição, você terá a oportunidade de pegar os melhores horários. 

Beatriz Fernandes,
campeã da categoria profissional E-Ventre 2011

Outro diferencial do E-Ventre é justamente o sistema de avaliação da categoria profissional, onde a bailarina sorteia a música clássica que dançará na avaliação. A lista de músicas já está divulgada no próprio site do E-Ventre (esse ano as músicas não são tão conhecidas como no ano passado, ou seja, tem que batalhar mesmo), e a participante já pode ir estudando previamente para ter uma boa colocação no concurso. Os jurados também são divulgados previamente, com no mínimo 30 dias, com o máximo de lisura no processo.





Este ano eu tenho um motivo mais do que especial para estar no E-Ventre, porque a bailarina homenageada será minha prô Ana Claudia Borges, e vamos com a escola em peso, todos os grupos, para coroar essa merecida homenagem!

Quero te encontrar lá hein!!!

Grande beijo!

16 janeiro 2012

9

Dança da Leitora: El Hantour - Faridah Mahaila


Olá meninas!!

Hoje é dia de dança da leitora.

A convidada de hoje é Faridah Mahaila, de São Paulo-SP, aluna da Shangrilá House e uma figurinha carimbada em TODOS os eventos de São Paulo, seja dançando ou assistindo.

A música escolhida é "El Hantour" de Saad el Soghayar, o chamado "príncipe do Shaabi". A música é um shaabi beeeem caracterizado, um breve mawaal na introdução, e a letra mistura de forma divertida o romantismo inocente (o autor quer andar de carruagem - el hantour - para poder segurar no braço da amada, já que tal contato físico sem um bom motivo seria proibido), com alguns duplos sentidos que esse trocadilho da carruagem permite, sem que isso soe vulgar ou agressivo - tipo: estou cavalgando com meu amor para trás e para frente (ou o duplo sentido não existe - é só minha mente podre mesmo!!)

Vamos à dança?



Em primeiro lugar PRECISO parabenizar a Faridah, porque ela joga no meu time (o das gostosonas manequim acima do 46), mas não está nem aí, e se apresenta linda, leve, feminina e divertida. 

Antes do mawaal, a música traz um baladi bem cadenciado, e a bailarina escolheu fazer a entrada com passadas simples. Achei bem bonito, mas não posso deixar de comentar que o ritmo estava tão cadenciado, tão gostoso, que algum deslocamento que envolvesse oitos ou ondulações cairia melhor. 

No mawaal fiquei impressionada com a leitura sinuosa dessa bailarina. Ela simplesmente não perde nenhuma das flutuações do cantor, e sua execução sinuosa está rápida, porém os movimentos são muito limpos e definidos. 

Essa música é muito gostosa de se dançar, mas o feitiço do "dirigin-dirigin" é quase que inevitável, em todas as frases, se não tomar cuidado, você faz a leitura musical só do "dirigin-dirigin" e o resto fica prejudicado (fora que essa expressão estaria perto do nosso pocotó-pocotó, fala sério??? É fazer errado e passar ridículo). Achei que a Faridah administrou MUITO BEM a leitura musical dessa parte, mesmo ela estando presente na MÚSICA INTEIRA, ela deu mais ênfase para estas finalizações somente na primeira estrofe da música. Well done. 

Faridah tem um bom nível técnico, e a leitura musical é muito, mas muito boa. Minha crítica é que senti uma certa falta de fluidez, embora ela seja muito delicada, mas em algumas frases a execução estava bem cadenciada, e na finalização havia alguma mudança brusca para outro movimento, isso prejudicou demais a fluidez. Outro ponto de atenção é variar mais nos deslocamentos. Não sei se foi por causa da proposta da música, mas o deslocamento simples com os braços abertos em forma de "L" com os cotovelos próximos ao corpo deixou a apresentação previsível.

Os pontos positivos que devem ser exaltados e cantados em verso e prosa: sou só eu ou é possível PEGAR o prazer que ela está sentindo ao realizar essa apresentação? Ela se comunica com a platéia com gestos, olhares, uma belíssima expressão. Quadril preciso e SOLTINHO! Ela descreve o vídeo como um improviso, mas a leitura musical das frases foi excelente, um sinal claro de que ela conhece muito bem a música, e deixou essa impressão ao expectador.

É, sem dúvida, uma belíssima apresentação. Parabéns Faridah, você AHAZÔ BANGU!!

E vocês, o que acham??

14 janeiro 2012

6

Resoluções de Ano Novo na dança - contra o feitiço da zona de conforto



Você poderá estar pensando "a Verinha está escrevendo este post com, no mínimo, uns 15 dias de atraso". Na realidade não. No nosso caso, o ano termina lá para o dia 10 de dezembro, daí entra aquele "limbo engorda porco" das festas de final de ano (ops, brincadeirinha), e mais 10 dias de férias. As aulas de dança começam somente na segunda semana de janeiro. E é nesse período que eu paro para fazer um balanço do ano anterior e, em cima dos resultados, tento traçar um planejamento, uma meta para o ano seguinte na dança.

Contabilizo a rotina de estudos e as realizações no palco. No meu caso, dancei bastante em grupo e realizei 2 solos. Isso mesmo: o ano tem 365 dias e eu realizei dois MÍSEROS solos. Analisando individualmente cada solo: um deles foi uma coreografia requentada de Enta Omri remix, que foi dançado precariamente porque eu estava pisando na barra da saia e morrendo de medo de ficar pelada, e o outro foi Tahtil Shibbak que coloquei aqui no blog pra vocês avaliarem. Meus estudos foram focados em música clássica e snujs. As realizações foram música moderna e folclore. Embora tenha estudado muito sobre leitura musical na música clássica e treinado muito as finalizações (que considero o item mais difícil no estudo da música clássica árabe - as finalizações de frase), não consegui sair de minha zona de conforto e realizar um solo de música clássica. 

A chamada "Zona de Conforto" é um agente limitador no estudo da dança. O medo de se expor, o medo da crítica negativa atua em nossa mente como o criador de uma fronteira entre a dança que praticamos com a dança que consideramos ideal. Do outro lado só tem felicidade, aplausos, lindos figurinos e maquiagens, troféus de concursos, noite da conquista, essas coisas.... O resultado disso, e me incluo nessa lista, é que estamos no caminho certo, com o pé pertinho da linha, e cada vez avançando mais, porém falta coragem para passar para o outro lado. 

É muito importante traçar metas para aprender coisas novas, passos novos, músicas novas, um novo ano de estudo é uma promessa de novas possibilidades. Mas quero convidá-la a pensar em um caminho um pouco diferente em 2012: praticar tudo o que você estudou, mas por medo da crítica, não pode realizar no ano de 2011. Devemos nos lembrar sempre de que nossos críticos mais ácidos somos nós mesmos. NINGUÉM, absolutamente ninguém é capaz de uma crítica que já não tenha sido feita em nosso íntimo. Lembre-se que a dança é também um agente de diversão, de satisfação pessoal. Permita-se agradar com seu progresso, ao invés de ficar tão obcecada com os aplausos. Para sair da zona de conforto e pisar na fronteira, é importante ter a consciência de que nem tudo estará perfeito, e haverá correções a serem feitas, mas certamente houveram acertos, houve algum sucesso no aprendizado, não importa o tamanho. O mais importante é manter essa motivação em sair da zona de conforto, e desfrutar do aprendizado que este processo proporciona. 

Que este seja um novo ano, que nossas realizações contem a história de quem teve coragem de ousar sem o medo de ser feliz!!

Beijos a todas!!!

10 janeiro 2012

10

Música para acalmar o coração: Fi youm we leyla


Olá meninas!!!

Uma necessidade que verifiquei na votação dos melhores do ano é que precisamos falar mais de músicas e compositores. E esse ano falaremos MUITO de música árabe, prometo.

Pra começar com chave de ouro, escolhi essa música cuja cadência é de acalmar bebê com cólicas: Fi youm we leyla, de Mohamed Abdel Wahab.

Algumas músicas de Mohamed Abdel Wahab (agora ilustre compositor do Hino Nacional da Líbia pós era Gadaffi - sua música "Ya Beladi", também conhecida como "Líbia, Líbia, Líbia" está sendo utilizada pelo governo de transição como Hino Nacional)  possuem uma cadência inconfundível: quem não balança o tronco quando ouve "Zeina", ou resiste à batida de "El fen"? Dele também são as já conhecidas "Ya msafer wahdak", e "Aziza", já mencionadas anteriormente no blog. 

Mas, pra mim,  "Fi youm we leyla" está num nível completamente diferente, porque é uma música que pode ser dançada por todas, desde o nível iniciante até o profissional. Por que? Porque a maioria das versões cortadas é de poucas variações ritmicas, e a finalização das frases é de fácil identificação. Dá para coreografar com passos simples, com passos elaborados, e, principalmente, se a bailarina for daquelas que não tem medo de expor o sentimento, permite uma interpretação densa e expressiva.

É o Hino Bellydance das bailarinas argentinas!!!

Vamos às interpretações:

Samia - China



Taí algo diferente: uma apresentação de dança do ventre num palco que mais parece o templo do dragão. Não é uma apresentação brilhante, mas a bailarina tem uma leitura musical muito boa, e sua execução é muito delicada (abstraiam por favor o twist quase lateral, que coisa feia!!!). O início do taksim é uma cópia descarada da apresentação da Saida em seu DVD didático, mas tudo bem. Ela está do outro lado do mundo, ninguém vai descobrir, KKK...

Arabesque Dance Co.



Uma bela demonstração de como elaborar uma coreografia de uma música cadenciada sem deixar a platéia entediada. O expectador sempre fica com aquela sensação "o que será que esse povo aprontou agora?"

Saida - Argentina



E aqui está a apresentação mais famosa de Fi youm we leyla em terras youtubeanas, ganhando, inclusive da épica apresentação de Amani desta mesma música. Saida. Essa é uma de suas apresentações de que mais gosto, ela quebra o coco com sua perfeita leitura musical, mas esqueça toda aquela força que ela está acostumada a colocar nos movimentos: ela entende muito bem a proposta da música, e esta é uma de suas poucas apresentações leves e fluidas (quase sem nenhum chute ballético, uma verdadeira raridade em se falando de Saida). E extremamente feminina e sensual. MA-RA-VI-LHO-SA.

(Caiu uma agulha aqui: mas que pé horroroso, senhor Jesus!!!!)

Esmeralda - "All over the world" (Agora na Tunísia de novo!)




Esmeralda é a beleza do corpo em movimento. Nesta apresentação de Fi youm we leyla, eu sou capaz de ficar horas observando a anatomia do corpo realizando um redondinho. É sério. Esta é uma apresentação de leituras nada convencionais: onde a maioria faria tremido, ela realizou trabalho de braços. Onde outras bailarinas realizariam básico egípcio, ela marcou o ritmo com batidas do abdômen. Na hora dos lentos ela vai deslocar para a platéia, e onde a turma encheria de arabesques ela simplesmente SENTA no palco e faz a leitura somente com os ombros e braços. Coisa de quem domina o palco e sabe muito bem como surpreender o público. Hermosa!!!

*************************************************************************

Tem mais apresentações de Fi youm we lela pra mostrar pra nós?? Deixe na página de comentários e conta pra gente o que sentiu ao ouvir essa música tão linda!

Beijos a todas

05 janeiro 2012

46

Cartas de uma Bailarina de Dança do Ventre - Luciana Arruda



























Nestes anos de estudo percebi que quase todas as publicações sobre Dança do Ventre a que pude ter acesso tratam especificamente de história, técnica, metodologia e folclore. Poucos são os autores que se dedicam a escrever sobre a mulher dentro da bailarina - afinal, decidir assumir uma carreira artística, lidar com eventuais conflitos sociais, estéticos, aprender a conviver em um meio extremamente competitivo, tudo isso é MUITO MAIS DIFÍCIL do que aprender a nomenclatura dos passos. 

Fiquei muito feliz ao ver que "Cartas de uma bailarina de Dança do Ventre", lançamento de Luciana Arruda, é um livro completo neste sentido. São 5 capítulos que abordam assuntos que vão desde a escolha da professora até a organização de um evento inteiro. Se antes, para aprender sobre conduta da bailarina, sobre evitar as gafes, ter dicas para decorar coreografias, se para assimilar todas essas informações você dependia das conversas com a professora fora da sala de aula, agora você tem um material que trata todos esses assuntos de forma leve, porém bastante informativa, com uma linguagem bem clara e acessível, e pode levar a qualquer lugar, e revisitar quando as informações já não estiverem tão vivas na memória. 

Acredito que o fato da Lu ter o site ABailarina.com (www.abailarina.com), e escrever regularmente em seu blog (http://luciana-arruda.blogspot.com/) regularmente há tantos anos foi o ponto chave para que o livro tenha essa linguagem que procura ser tão próxima leitor. Todos os tópicos abordados no livro são dúvidas de alunas iniciantes, intermediárias, pré profissionais, são assuntos que estão na boca da galera, e nem sempre existe uma literatura confiável para solucionar estes questionamentos. Mas agora tem! Estou devorando loucamente o meu, e já triste porque vai acabar logo!!

E todos os capítulos são precedidos de lindos pensamentos! O meu preferido é esse aqui:


Recomendo a todas as professoras que incentivem suas alunas a adquirir o livro e transformá-lo em material de estudo em sala de aula. 

Para adquirir o livro, clique no link abaixo:


Presente para as leitoras:

A Lu mandou de presente para as leitoras do Amar el Binnaz um exemplar do livro "Cartas de uma bailarina de Dança do Ventre". É um presente EXCELENTE, que será muito útil a quem ganhar! Para concorrer ao livro é muito simples, basta comentar neste post deixando nome e e-mail. As inscrições vão até 30/01/2012. Boa sorte a todas

Update em 13/01/2012 (olha a Lu que chique na capa do jornal - adoro ver a Dança do Ventre mostrada ao grande público)




Pra quem pode benhê!!!! Vai lá: http://www.folhadaregiao.com.br/capaspdf/20120111.pdf

02 janeiro 2012

19

Resultados - Prêmio Amar el Binnaz Melhores do Ano 2011


Olá meninas!!!

Chegou a hora de conhecermos os vencedores das categorias. Vou divulgar o resultado da votação popular e, na sequência qual foi o vencedor da categoria na opinião da autora. No total, contabilizamos 122 participações. 

Primeiramente vamos falar do procedimento de votação. Em algumas categorias havia a descrição específica do critério de votação, tipo: "o Amar el Binnaz não pode ser votado", ou "colocar o link do vídeo no youtube" e o critério não foi seguido, o que me obrigou à desclassificação de alguns votos. 

Eu queria que a premiação fosse uma coleta de impressões, mas acabou se tornando uma competição. Tudo bem, o tempo foi curto. Ano que vem a gente melhora. 

Chega de enrolação, vamos aos vencedores:

Música do Ano - Votação Popular:

1.      1.  Azez Alaya – Tony Mouzayek – 35 votos
2. Ya Ghayeb – Fadel Shaker – 13 votos
3.   Ana Bastanak – Om Kalthoum – 11 votos

Música do Ano - Opinião da autora: Almini Kif - Mario Kirlis

Tárik dançou, Kahina dançou no MP, nas Super Noites do Harém, todo mundo dançou Almini Kif. Sem sombra de dúvida a música mais executada de 2011 disparaaaaaaaaado. 



********************************************************************************
Bapho do Ano - Votação Popular:

Aqui, antes de falar o resultado, tenho que comentar alguns votos do tipo: "Fofocas, tô fora!" ou "A dança do ventre seria melhor sem este tipo de coisa"... Ah gente, por favor!!!! Bapho não quer dizer só coisas ruins viu? E outra coisa: live a little!!!!

1. Lançamento do Sapato DancEsmeralda – 42 votos
2. Polêmica Ballet X Dança do Ventre – 12 votos
3. A desclassificação da ganhadora da categoria amadora no Festival Nacional Shimmie – 8 votos

Adorei que a categoria "Bapho do Ano" foi vencida pelo lançamento do sapato DancEsmeralda que virou uma verdadeira febre, eu mesma tenho dois! 

Bapho do Ano - Opinião da autora: Repercussão da ala "Passistas" no Desfile da Gaviões da Fiel

Muita gente vai achar que é porque eu sou corinthiana doente, mas não é não. Em todas as emissoras houveram comentários sobre a ala de passistas da Gaviões da Fiel como sendo uma das alas mais bonitas e bem coreografadas, e são nossas meninas sendo apresentadas para o grande público minha gente. Simplesmente de encher o peito de orgulho. 




********************************************************************************
Melhor Evento de 2011 - Votação Popular


São Paulo – Gala Extravaganza – Débora Valério – 46 votos
Minas Gerais – Congresso Mineiro de Dança do Ventre – 2 votos
Santa Catarina – Festival Santa Catarina Dança – 1 voto
Rio Grande do Sul – Glam Luxor – 4 votos
Paraíba - Universo das Fadas, Creative - Centro de Arte e Cultura, Paraíba. – 1 voto
Rio de Janeiro - Hórus - VFestival Nacional de Danças Arabes-RJ-Shaira Sayaad – 3 votos

Melhor evento de 2011 - Opinião da Autora - Alladin - Uma história de Amor (Julli e Tárik - SP)

Acredito que 2011 foi o ano dos espetáculos temáticos, um mais caprichado que o outro, mas nenhum espetáculo em São Paulo teve a magia e a qualidade cênica de Alladin. Foi um trabalho primoroso, tanto coreograficamente, quanto teatralmente. Simplesmente um épico. TO-MA-RA que vire DVD. 


******************************************************************************

Melhor apresentação de 2011 - Votação Popular

Votos que não continham o link para o vídeo no youtube foram desclassificados

1. Mahaila el Helwa – Festival 10 anos Elis Pinheiro – 12 votos
2. Suellem Morimoto – Super Noites do Harém – 9 votos
3. Hadara Nur e Bia Fernandes – Mercado Persa – 5 votos



Melhor apresentação de 2011 - Opinião da Autora - Mahaila el Helwa - Festival 10 anos Elis Pinheiro

Não havia nem o que discutir, e fiquei muito feliz de ver que minha opinião coincide com a da galera. Essa apresentação da Mahaila sem dúvida vai ficar marcada por muito tempo como uma das suas melhores apresentações ever!




********************************************************************************


Melhor Figurinista de 2011 - Votação Popular

São Paulo – Yasmin Hassanein – 20 votos
Minas Gerais – Rejane Mesquita – 5 votos
Rio Grande do Sul – Cristtiano Ferreira – 44 votos
Goiás – Willian Samad – 4 votos
Rio de Janeiro – Templo de Ísis – 4 votos


Melhor Figurinista de 2011 - Opinião da Autora - Willian Samad

Aqui em São Paulo já houve o tempo de que bailarina de sucesso usava apenas Tia Cecy, depois Tony & Robby, depois Simone Galassi... hoje a coisa é mais pulverizada, mas é só olhar fotos de eventos de São Paulo e do Brasil todo: tem MUITA gente usando William Samad. Não tenho nenhum figurino, mas a impressão ao olhar as fotos é: elegância, qualidade e bom gosto. Excelente!


*****************************************************************************

Blog do Ano de 2011 - Votação Popular

Gente, agradeço o carinho de todos os votos ao Amar el Binnaz, mas ele não poderia ser votado, ok?

1. A máfia da dança do ventre – http://mafiadadv.blogspot.com/ -  37 votos
2. Blog Dancesmeralda – http://www.dancesmeralda.com.br/blog/ - 5 votos
3. Blog da Luciana Arruda –  http://luciana-arruda.blogspot.com/ - 3 votos


Melhor Blog de 2011 - Opinião da Autora - Cadernos de Dança - http://cadernosdedanca.wordpress.com/

O Cadernos de Dança nos brindou em 2011 com muita, mas muita informação de qualidade, e merece todo o destaque. Eu gostaria muito de saber quem são as autoras desse projeto, estão de parabéns. Meu único nhé para o blog é que desde Outubro não tem atualizações e eu fico AFLITAAAAAA!!!! 

*******************************************************************************

Site do Ano de 2011 - Votação Popular

1. Central da Dança do Ventre – http://www.centraldancadoventre.com.br/ - 53 votos
2. Portal das Arábias – http://portaldasarabias.com/ -  12 votos
3. A Bailarina.com – http://www.abailarina.com/ - 8 votos


Site do Ano de 2011 - Opinião da Autora - Central da Dança do Ventre

É, sem dúvida, o maior canal de comunicação da Internet quando o assunto é dança do ventre. É plural, antenado e tem uma equipe muito esforçada e preocupada com o bom atendimento. Muito bom mesmo. 

**********************************************************************************

Workshop do Ano de 2011 - Votação Popular 

Nesta categoria não haverá opinião da autora, pois não frequento workshops.

São Paulo – FIEL – Amir Thaleb – 38 votos
Goiás – Jade el Jabel  - 3 votos
Rio de Janeiro – Mahaila el Helwa – 6 votos
Rio Grande do Sul – Raqia Hassan – Glam Luxor – 10 votos
Minas Gerais – Ju Marconato – Congresso Mineiro de Danças – 2 votos

********************************************************************************

Bailarina Revelação do Ano de 2011 - Votação Popular

1. Mahaila el Helwa – 34 votos
2. Esmeralda -  10 votos
3. Andressa Carluche – 6 votos

Bailarina Revelação do Ano de 2011 - Opinião da Autora - Chrystal Kasbah

O objetivo dessa categoria não é apenas apresentar a "nova bailarina", mas falar da bailarina que debutou em sua rotina de estudos do ano. Esse ano, Chrystal Kasbah praticamente que dominou minha rotina de estudos, assisti a diversos vídeos dessa bailarina e estou encantada pela sua dramaticidade, pela sua postura cênica e por seu quadril nervoso. Salve Chrystal Kasbah!!!




********************************************************************************

Bailarina Internacional do Ano de 2011 - Votação Popular

1. Raqia Hassan – 35 votos
2. Randa Kamel – 9 votos
3. Saida – 8 votos


Bailarina Internacional do Ano de 2011 - Opinião da Autora - Orit Mafsir


A primeira vez que ouvi falar de Orit Mafsir foi em 2006, alguém falando dela como uma cópia perfeita da Dina. A parte ruim é que a semelhança existe mesmo. A parte boa é que: Orit só se inspira na Dina "boa". Adoro a dança dessa bailarina que é fluida, leve, mas ao mesmo tempo forte e imponente. Vai explicar? Não consigo. Maravilhosa Orit Maftsir.




*********************************************************************************

E...... finalmente

Bailarina do Ano 2011 - Votação Popular:
Votos para bailarinas estrangeiras nessa categoria foram desclassificados.

























1. Mahaila el Helwa – 20 votos
2. Esmeralda – 16 votos
3. Nanda Salima – 13 votos


Bailarina do Ano de 2011 - Opinião da Autora - Mahaila el Helwa

O Ano foi dela. Mahaila el Helwa iniciou o ano em grande estilo recebendo altos closes da toda poderosa Rede Globo no desfile da Gaviões da Fiel, e fez de 2011 o ano de seu grande "Boom" no cenário nacional. O negócio é tão sério que ela venceu as categorias "Bailarina Revelação" e "Bailarina do Ano", ou seja, a cada dia que passa, as alunas e bailarinas do Brasil a estudam cada vez mais. Reconhecimento merecido para uma bailarina que não é só uma grande artista, mas uma pessoa totalmente do bem que dedica um enorme esforço para engrandecer a dança do ventre em nosso pais! 

********************************************************************************

EEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!!!!!!!! Mistério revelado, agora quero saber a opinião de vocês sobre os resultados!!!!

Beijocas a todas!!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...