28 julho 2011

13

OFF TOPIC - Você já viveu hoje?


Estou parafraseando o slogan da lindona Esmeralda – “Você já dançou hoje?”, minha pergunta para você querida leitora é “você já viveu hoje?”.

Hoje recebi a notícia de que uma colega de trabalho faleceu. 30 anos. Recém casada, profissional competente, cheia de talento, linda, repleta de sonhos e momentos a serem vividos. Fez uma cirurgia nas varizes mais por estética do que por necessidade, ficou sozinha em casa e por ocasião de um desmaio teve uma parada respiratória. Cérebro sem oxigenação. Embolia pulmonar. Morte cerebral. Morte. Fim.

Embora essa pessoa não fosse uma amiga pessoal, sua morte hoje mexeu demais comigo. Um desmaio, algo que eu e você consideraríamos bobo e superficial. Efeito rápido. Separação definitiva. 

Me levou a pensar: será que estou levando minha vida da melhor forma possível, semeando o melhor no coração das pessoas, deixando bons rastros por onde passo, gozando do que a vida tem me proporcionado? Porque amanhã você pode desmaiar e não mais acordar. Será que alguém se sentirá motivado a levar minha história adiante? Será que haverá doces lembranças da minha companhia?



Na minha mesa de trabalho tenho um quadro que diz assim:

1.       Crie filhos ao invés de dinheiro.
2.       Dinheiro só chama dinheiro, não chama para um cineminha, nem para tomar um sorvete.
3.       Não deixe que o trabalho sobre sua mesa tampe a vista da janela.
4.       Não é justo fazer declarações anuais ao Fisco e nenhuma declaração para quem você ama!
5.       Para cada almoço de negócios, faça um jantar a luz de velas.
6.       Por que as semanas demoram tanto e os anos passam tão rápido?
7.       Trabalhe, trabalhe, trabalhe. Mas não se esqueça que vírgulas significam pausas.
8.       Você pode dar uma festa sem dinheiro. Mas não sem amigos.



Es  Me vejo contaminada por esse movimento de "preciso ser mais e preciso ter mais", e um acontecimento desses me puxa para a realidade de que a vida é algo frágil demais e precioso demais para ser desperdiçada com supérfluos! Não são todos os que poderão entardecer na vida, ter seus filhos, acompanhar seu crescimento, ver reconhecido todo o esforço que você empenhou na vida profissional, viver a plenitude de um amor verdadeiro, encontrar-se como ser humano único no universo. Priscila não teve esse privilégio, essa dádiva. Mas você tem!!!


F  Faça a vida valer - AGORA, JÁ! Não perca tempo. Faça aquela viagem que há anos não sai do papel, peça perdão a quem você quer bem e por algum motivo pisou na bola, ofereça perdão a quem te ofende - ele precisa bem mais de paz do que você, diga EU TE AMO a quem tiver vontade. Valorize muito mais seus amigos - eles são a família que Deus lhe permitiu escolher. Honre a seus pais enquanto é tempo porque a vida não oferece segunda chance. Se algo aconteceu em nosso mundinho bellydance que te motivou a dispensar raiva e rancor, aguarde dois minutos - isso passa!! Não retribua nenhum tipo de energia a uma energia ruim, ela, por si, se dissipa!



     Coloque em seus projetos, em tudo o que for fazer a energia da ETERNIDADE. Faça tudo o que lhe vier às mãos da melhor e mais perfeita forma possível, faça como se não existisse segunda chance. Dance como se fosse a única vez! Viva como se este fosse o melhor momento de sua vida.

     Porque VOCÊ vale a pena.

     Beijos a todas!

13 comentários:

  1. Realmente o Post foi de arrepiar.
    Concordo com você Vera.
    Temos que viver enquanto há tempo , e principalmente agradecer ao nosso bom Deus por ter nos permitido viver mais um dia , e cada dia é uma vitória , estive essa semana com um garotinho de 12 anos que é palestrante , ele me emocionou quando disse , se você pegou um copo de água na mão fique feliz pois por um motivo ou outro existe alguma pessoa que por uma doença gostaria de estar pegando um copo de água mais não pode . Diga todo dia que seu dia foi maravilhoso e agradeça a Deus !
    São palavras que não vão sair jamais da minha cabeça.
    Lindo post , amei !

    ResponderExcluir
  2. Querida Verinha!

    Post muito belo, apesar da circunstância triste.
    Contribuo com um poema de Mario Quintana:

    "A gente sempre deve sair à rua como quem foge de casa,
    Como se estivessem abertos diante de nós todos os caminhos do mundo.
    Não importa que os compromissos, as obrigações, estejam ali...
    Chegamos de muito longe, de alma aberta e o coração cantando!"

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  3. Sensacional. Triste, mas sensacional.

    É... vivemos da maneira que podemos, mas eu quero mais. E quero poder me doar mais pelas pessoas.

    Eu estava pensando nisso esses dias. Tenho projetos para doar o que eu sei fazer (ou acho que sei. Estou confusa neste momento. Sério) e isto está muito perto de acontecer.

    Mas quero mais... quero ser uma pessoa melhor a cada dia. Não quero chegar no fim de uma existência achando que tudo poderia ser mais intenso. Quero isso agora, pq ainda tenho energia e paciência em ser mais gentil, mais amável, mais tolerante. Mesmo que me custe risadas pelas costas (que eu SEI que há e haverá sempre... mas eu conto o milagre e escondo o santo), mesmo que as pessoas me achem uma completa idiota. Mas eu sei que estou fazendo bem para alguém e isso basta.

    Mega beijo que eu vou dormir!!! hihihihihi

    ResponderExcluir
  4. Apesar da tristeza do momento, o post é realmente lindo!!!

    Adorei o trecho "Não é justo fazer declarações anuais ao Fisco e nenhuma declaração para quem você ama!"

    Beijooos.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Meu Deus Verinha, me arrepiei com esse post, dá prá sentir na pele a emoção com a qual vc o escreveu !
    E muito triste ver alguém partir definitivamente, tão nova assim, com certeza tão cheia de planos, mas, quem eu sou para entender certas coisas...
    Apesar da tristeza, esse post me fez abrir mais os olhos e ver qto tempo a gente perde com coisas pequenas demais !
    Fica na paz Verinha !
    bjo !

    ResponderExcluir
  7. Nossa! Que post!
    E que comentários tb!
    Maravilhoso ler isso em um momento de renovação em que estou deixando as tristezas para trás e resolvi viver mais . Todos os dias.
    Esse racíocinio que a Vera bem colocou : "preciso ser mais e preciso ter mais", só faz com que a nossa vida passe , na expectativa do amanhã .
    Sábado vou dançar em um restaurante árabe, aqui da cidade, pela primeira vez.Minha professora vivia dizendo: " Ana, vc tem que dançar!" E eu ficava em casa relutando , achando que eu deveria estar mais magra, ser mais carismática e blá,blá,blá. Eu heim! A vida é hoje!
    Vou dançar um Baladi, ou seja, vou dançar alegria , confraternização , amor pela terra e pela vida.
    Vou guardar esse post no coração Verinha!

    ResponderExcluir
  8. :n

    ótimas palavras!

    Uma pena que, a maioria de nós seres humanos, só possamos nos aproximar dessa essencia esquecida em momentos de extrema fragilidade como esses. Sempre tem algo ou alguém que vem e nos lembrar então de viver de VERDADE, mostrar o que realmente importa :d

    Meus sentimentos.

    ResponderExcluir
  9. Nossa Verinha... Me emocionei.

    Infelizmente as algumas pessoas realmente viram estrelas cedo de mais...
    Quando eu tinha 18 anos, ganhei dois anjinhos em questão de 4 meses... Foi uma fase muito dificil pra mim... O Vinicius tinha apenas 18 anos, e a Bruna, 17... Eles sempre seram amigos muito queridos, e significaram muito pra mim... Hoje, eu vivo minha vida pensando neles... No quanto eles fazem falta, e no quanto eu tenho que viver a minha vida, porque ninguem sabe o dia de amanhã!

    Sinto muito pela sua perda... Sei o quanto é dificil...

    Força!

    Parabéns pelo post... Ótimas palavras!

    ResponderExcluir
  10. Post muito emocionante, pra nos fazer refletir realmente..

    Sinto muito mesmo, lidar com a morte não é nada fácil..

    Por mais que a gente saiba que temos que viver a vida, que temos que aproveitar todos os momentos, nem sempre conseguimos, né?
    Mas temos que tentar sempre, pois como você disse nunca sabemos quando podemos simplesmente ir embora..


    Estou inaugurando um blog com minha amiga, sinta-se à vontade para visitá-lo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Dinheiro... Todos dizem que dinheiro não traz felicidade. Outros dizem que não se pode viver sem ele. Ambas afirmações são muito reais, mas...
    Colocar as relações, principalmente familiares, abaixo do dinheiro é pedir para ficar só. Ou morrer só. Mesmo porque dinheiro compra qualquer coisa, mas jamais compra dignidade.

    E é nisso que mais acredito: viver com dignidade. Porque quando se coloca a cabeça no travesseiro, ela está leve... Tendo-se a certeza de que sempre haverá pessoas nos esperando para partilhar um sorriso.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  12. Meu pai, uma semana antes de morrer disse "a gente tem q aproveitar a vida, msm q seja a base de pão com mortadela, pq o tempo não volta"!!!

    Ele disse isso na cama do hospital, e ate hj, é uma lembrança q me faz chorar!!!

    As pessoas se importam com coisas inuteis, com frivolidades e esquecem do q realmente importa!!!

    ResponderExcluir

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...