30 abril 2011

4

Qual é o pote de ouro no final do arco-íris?

Olá meninas!!

Ultimamente tenho pensado muito em "referências".

Meu referencial de mulher forte é minha mãe. Que no entardecer da vida, é capaz de somente com sua presença equilibrar e harmonizar toda uma família.
Meu referencial de mãe assertiva é minha irmã. Que nos tempos atuais, ainda é capaz de impor autoridade apenas com um olhar. 
Meu referencial de mulher de sucesso ihhhhh, são várias... a Rainha da Inglaterra, a presidente da república, a Oprah, a Rainha Rania.

E toda vez que eu penso onde eu gostaria de estar, e o que eu queria fazer, eu penso nessas mulheres. 

E na dança? Qual é o pote de ouro no final do arco-íris?

Me lembro de um texto da Luana Mello muito legal onde ela se pergunta o que é o sucesso, e sua conclusão, que faço minha também, é que a satisfação pessoal está acima do que temos que provar para os outros. Porém, o sucesso é algo como "verbo no presente", é o agora, já. Ninguém jamais pode dizer que tem poder suficiente para afirmar: "terei sucesso daqui a dez anos". Se é assim, o que tenho feito na vida para garantir que este momento de sucesso perpetue um bom estilo de vida?

Não estou falando de fama e reconhecimento gurias! Estou falando de segurança, estabilidade e, principalmente, longevidade. Há quem pense que "está garantido" contra as doenças da velhice simplesmente por trabalhar com o corpo. Há quem pense que estabilidade é para gente medíocre, que o artista não tem essa pretensão. E há quem pense que a longevidade está unicamente ligada à forma como o artista será lembrado, que essa é a perpetuidade do seu trabalho. 

Então é assim é? Engata a 5o. marcha e "vambora"? Que se f... o céu azul e a paisagem no caminho, o lance é chegar? 

O culpado dessa crise toda foi esse vídeo da bailarina burlesca Dirty Martini:



O vídeo mostra a vida real de uma bailarina que possui sucesso, mesmo estando fora dos padrões, única e exclusivamente por ter a autoconfiança que todas nós almejamos de verdade. Concordo com tudo o que foi escrito e dito, e eu também ambiciono todo esse "poder". Mas o que cutuca meu espírito não é o show de domingo, é o acordar na segunda feira. Daí eu vejo uma moça que tira a roupa na frente de milhares de homens, olhar a câmera com aquele olharzinho triste e dizer que há muito tempo não tem um "hot date", que não é só um encontro quente, mas aquele que "dá certo". Daí a mesma moça pega a bolsinha, e vai comprar franja pra fazer seu figurino, que possui peças da loja de 0,99. Olhando para a moça de cabelo rosa com a sainha igual às moças da Assembléia de Deus, comprando vestidinho de 0,99 para se apresentar... Então é isso? Todo o trabalho, o desgaste físico, a super exposição não te dá uma recompensa que permita, pelo menos, mandar confeccionar suas roupas? 

A constatação é simples: sucesso é bom, mas sozinho não compra uma casa, não traz segurança e estabilidade, não compra educação de filhos. Não garante que seu amanhã seja repleto dos sorrisos de hoje, e nem é a promessa de que você terá todos que lhe cercam hoje ao seu lado quando não houver mais quem lhe aplauda. 

O meu desejo é que as bailarinas em geral tenham essa visão: a de se tornarem referência, não somente de qualidade técnica, mas de plenitude de vida, e administrem bem seus recursos, e, principalmente, suas vidas, de forma que outros se sintam encorajados a aprender a dançar não somente pelo sucesso, mas porque também existe um pote de ouro no final do arco íris da bailarina. 

Beijocassssss...

4 comentários:

  1. Amei o post,concordo com o que está escrito a cima as pessoas costumam pensar que sucesso é tudo mais muitas vezes esquece que o sucesso nem sempre compra tudo , ou até mesmo Educação.

    ResponderExcluir
  2. Um dos posts mais sensatos que já li!

    ResponderExcluir
  3. Verdade... puríssima... é pena ver que a dança e a carreira artística em geral é tratada pelo "mundo/mercado" dessa forma... Como uma profissional renomada nos palcos pode viver nos bastidores tão longe do glamour tão sonhado dos palcos...

    É triste... mas eu também creio que exista um pote de ouro no fim do arco-íris...

    Prometo contar se achar...

    Maravilhoso o post Verinha!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ah! Concordo com vc... E é por tb ter os pés bem plantados no chão que eu estudei, me formei e batalhei pela profissão que escolhi. Ela me dá estabilidade para eu poder brilhar nos palcos, fazer aulas, works e mandar confeccionar meus figurinos (!)... Se bem que figurinos são tão caros que eu não me lembro qual foi o último que eu mandei confeccionar...
    Como diz o habib que trabalha com meu marido, bailarina que é bailarina de verdade faz sua própria roupa. =D
    ehehehehe

    Super beijo!!!!

    ResponderExcluir

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...