23 abril 2011

13

Mercado Persa 2011 - Jujubas, considerações finais e agradecimentos

Olá meninas!!

Ok, ok... a tia roubou totalmente e deixou o blog parado 2 dias, mas feriadão com um solzão desses não dá pra perder né gurias... outro desse só em 2012 (se o mundo não acabar, claro!).

Pra começar, uma micro entrevista com o Tony Mouzayek, eu "pesquei" o Tony no meio da feira também, e falamos rapidinho, porque a galera cerca mesmo para tirar foto com ele. Ô povo impaciente!!




Muita, mas muita gente pediu para que eu falasse do concurso amador. Do concurso amador eu só assisti à Charleny Bueno, aluna da Juzoca do Jalilah´s Amor à Bellydance, e logo subi. O tema do concurso amador era "o resgate do tradicional". Aí a porca torce o rabo seríssimo, porque isso praticamente não existe nos dias de hoje. A dança já sofreu algumas mutações, e modernismos já se incorporaram à dança oriental praticada nos nossos dias, acho positivo porque acrescenta muito em qualidade cênica. Neste concurso, eu acho que a organização poderia ter dado um material de estudo para as participantes, o DVD da Michelli Nahid, por exemplo, que é a bailarina que possui menos inserções de modernismos em sua dança. E além disso, o júri deveria ser composto de bailarinas que dão preferência a este estilo, como a própria Micheli e Lulu Sabongi. 

A vencedora foi Natália Piassi, aluna de Ju Marconato, e eu achei a dança bem mezzo a mezzo (no sentido do tema do concurso. A qualidade técnica é incrível)... "o que temos pra hoje". Não dá nem pra ser aluna da Ju e não fazer umas batidas com ondulação contrária, movimentos com os cabelos e arabesques... tá meio que incorporado.



E vamos combinar que a dança dessa menina deu SHOW no resultado do profissional.

Quero agora falar um pouco da Juliana Borges, a Juzoca no concurso profissional. Eu estava assistindo na minha escadinha, e eis que surge uma bailarina gordinha MEGA-MASTER-BLASTER-GIGA-ULTRA charmosa, delicada, leve dançando no concurso. Fiquei passé total perante a qualidade dessa menina, dançando tipo "f..... o peso, sou boa mesmo e sei disso". Um grande exemplo para quem quer dançar e enxerga seu próprio corpo como obstáculo. Só depois que eu havia fotografado é que descobri que aquela bailarina linda era a Ju!! Ô Universo danado...

Juliana Borges: Graça e leveza no concurso profissional

Capa é um negócio que o povo gosta né? Mas no MP estava um calor insuportável, e as capas belíssimas de musseline, organza e, nos piores casos, veludo, mais atrapalhavam do que ajudavam. Daí que vi a capa perfeita, levinha, fresquinha e linda. Pena que é egípcia. Mas vou deixar aqui para os ateliês copiarem, porque a idéia é muito boa. Depois da entrevista da Hadara me liguei que essa guria aqui é a Beatriz Fernandes. 


Outra novidade muito interessante foi o Zeinab Café, da Edlamar Moustafah instalado no Mercado Persa! Um ambiente muito bacana, agradável, lindo de viver para você tirar suas fotos, dançar um pouco e ter um belíssimo registro da sua participação no MP. Se eu tivesse visto antes, teria gravado todas as entrevistas lá!!!





Um dos assuntos mais comentados no MP foi a estréia do Teléte - grupo formado por Esmeralda, Débora Valério e Fabiana Tolomelli. Três bailarinas que passaram vários anos dançando nos países árabes, fazendo shows em hotéis e prometem trazer o know-how da dança do ventre "espetáculo" para o Brasil. Realmente o número é algo mais diferente do que somos acostumados.



Mais uma vez o sapato Dancesmeralda em ação. Tá começando minha necessidade de ter um sapato desses.

Um dos pontos altos do Mercado Persa 2011 foi o desfile da Simone Galassi. O tema era "Obras primas", e cada uma das bailarinas tinha uma obra prima estampada no figurino. Daí, o Tárik subiu ao palco de pintor, e estava TUDOOOOOOOOO, e lindo e... aham-aham (recompondo... essa criatura me tira do sério) houve uma encenação ao início em que os bailarinos Tárik e Marcio Mansur eram pintores e as bailarinas Aysha Almée e Flora Pitta eram os quadros.... uma inovação em desfiles de figurinos para dança que vai ficar na história. De emocionar! Não vou adiantar nada pra vcs, vão ter que assistir o vídeo:



Aliás, dizer que o Tárik é lindo, bailarino talentoso, essas coisas, é chover no molhado, principalmente no meu caso. Mas, ultimamente, tenho ficado ainda mais encantada com o Tárik professor e coreógrafo, sempre trazendo peças excelentes de folclore e fusão com outras danças. Seu grupo no Mercado Persa merecia um prêmio de destaque! Parabéns às suas meninas!! (Aliás, shame on me, faltou uma entrevista com o Tárik aqui né? Mas, deixa comigo, no E-Ventre eu corrijo essa!!!)




Pra mim, o balanço final do Mercado Persa foi positivo. Como todo grande evento, contabilizamos coisas ruins, claro, mas senti uma necessidade das bailarinas e dos bailarinos "top" de trazer grupos de alunas com muita qualidade, o que só enriquece o cenário de dança. E, para nós é muito interessante assistir ao fruto do trabalho de uma grande bailarina (ou grande bailarino), que também consegue multiplicar seu conhecimento e formar novos talentos. Esse é o grande barato do Mercado Persa. Um evento dessa magnitude, que consegue motivar grupos de todo o país para participar merece nosso respeito.

Não posso deixar de observar que o Sírio já há uns 3 anos NÃO COMPORTA MAIS o Mercado Persa. As reclamações quanto ao espaço vêm se repetindo ano após ano, não há espaços suficientes para os convidados se sentarem, não há espaço para circular, a feira está impossível, até ver os produtos está se tornando um sacrifício. Fica aqui minha sugestão de mudança para o Expo Center Norte, ou, por que não, o Anhembi. Talvez o Anhembi seja muito grande, mas uma das alas do Expo Center Norte comporta o evento com folga, dando aos participantes o conforto que o Sírio não dá mais há tempos. O Expo Center Norte também conta com mais facilidade de condução do que o Sírio, o que ajuda bastante para os grupos de fora.  Talvez o investimento com locação aumente uns 20 mil reais (nooooosssaaa!!!), mas considerando o aumento do espaço, mais expositores se interessem em fechar espaço, mais escolas levarão mais grupos e mais alunas se motivarão a levar mais convidados. É um efeito cascata que compensará o investimento com locação, com toda certeza. 

A parte mais importante do Mercado Persa, com certeza, não são concursos, apresentações, e afins. É a oportunidade de reencontrar os amigos, fazer novas amizades, novos contatos, ver seu trabalho reconhecido. Tudo isso vale mais do que mil medalhas! Obrigada a todas vocês: leitoras e amigas que fazem minha vida mais especial, e fizeram do Mercado Persa 2011 um dia do qual vou me lembrar pra sempre.

Danna Gama (Happy birthday Beeeeeeeeeee) e Adriana Belefusco

Deborah Macedo, sem dúvida uma das melhores (e mais loucas) pessoas desse mundo bellydance 

Hanna Aisha, bailarina, blogueira, bioquímica, tudo com "B" de "Boa gente toda vida" 

Sasha Holtz, adoro muito!!

Beijos a todas, e até o Mercado Persa 2012!!!!!!

13 comentários:

  1. Oi querida!

    To tão feliz... cara... há 03 anos, depois de ficar um pouquinho doente ganhei muitos quilos a mais... foi então que pensei: ... Com tudo o que dizem por aí... e eu sei que muita coisa é verdade... minha vida como bailarina acabou...

    E fiquei apenas estudando por algum tempo... em minhas pesquisas sobre dança na internet encontrei esse blog, e também o de Luana Melo (que estava ativo na época) e muitas coisas que li me diziam que eu tinha que voltar...

    Mesmo que não fosse pra agradar ninguém sabe... mesmo que fosse só por mim...

    Pois é, voltei... e esse blog aqui me incentivou a criar o meu próprio espaço... e num dos momentos que escrevi sobre meus medos, muita gente me apoiou (vc é uma delas) e muita gente me chacoalhou...

    Decidi voltar a lutar por mim... voltar a dançar de verdade... e ter coragem de enfrentar a situação e não deixar de viver por causa dela.

    Ah... sim... meu corpo? O corpo de quatro anos atrás realmente me agrada... com o IMC no lugar... mas enquanto luto vagarosamente pra voltar a possuí-lo não posso deixar as coisas passarem em vão...

    E realmente Amar... não foi em vão... vc estava lá pra me dar a maior força sem mesmo me conhecer... até que depois de tudo passado, eu fosse te procurar e nos "reconhecêssemos"...

    Obrigada pelas palavras... aquele dia foi um ultra mega blaster aprendizado pra mim...

    Ser elogiada por vc é uma honra... e como sei que vc é sincera, vou guardar isso que vc escreveu no coração... com orgulho... e terei ainda mais forças pra continuar minha busca pela felicidade.

    Ps... fora a roupa querendo "pregar uma peça" em mim e a Kahina poderosa me olhando da banca (que gelou até o fio de cabelo" pra mim, foi como eu imaginava...

    2012... aí vou eu...

    Beijos querida e MUITO OBRIGADA pelo carinho!!!

    ResponderExcluir
  2. Vou dizer uma coisinha bem polêmica, mas é só um pensamento que tenho: hoje em dia, além da dança ter evoluído e se alterado demais em relação a uns 40 ou 50 anos atrás, me atrevo a dizer que até mesmo os próprios egípcios atualmente preferem esse estilo mais "espetaculoso" de dança. Falo mais pela espécie de dança que vejo sendo executada por Randa, Soraia, etc, etc. Nem mesmo elas andam, digamos, tão "tradicionalistas" assim hoje em dia, porque o público atual quer show, quer entretenimento, e isso implica em variedade visual. Creio eu que só nós bailarinas, a título de estudo e admiração, ficamos encantadas com as danças muito tradicionais.
    Dito isso, abro espaço para expressar meu momento "tietagem explícita" rsrsrs! Nós aqui estamos orgulhosíssimas dessa linda estrelinha nascente que é a Naty! Ela é, de longe, a aluna e bailarina mais dedicada do Núcleo, pois só começou a dançar há pouquíssimo tempo, acho que uns 3 anos se não me engano, e já apresenta esse nível técnico assombroso. E não é pra menos: ela simplesmente faz TODAS as aulas possíveis e disponíveis, mesmo as do básico, até as do avançado! Isso que é humildade e exemplo de aprendizado! ;-)

    ResponderExcluir
  3. nuuuussa deve ser muito legal participar de um evento assim. é uma pena que aqui em Palmas-TO náo exista coisa parecida... o mercado da dança aqui está engatinhando ainda.

    ResponderExcluir
  4. Adorei as reportagens e posts sobre o MP. Deu até saudades, viu =)
    Super beijos

    ResponderExcluir
  5. Voltando da ressaca do chocolate do feriado, rsrs...

    Eu não entendo essa mania de "retorno ao tradicional". Não entendo o porquê, sinceramente. Quando o tema é uma bailarina específica, aí tudo bem, como já aconteceu no MP, mas "tradicional" fica muito aberto, aí surgem todas essas dúvidas.

    Embora não tenha assistido ao concurso amador (bem que eu tentei, mas não consegui acordar, saco!), vendo o vídeo dessa menina, acho que ela dançou muito bem, independente da questão do tradicional. (Verinha, era ela no grupo da Ju Marconato!!)

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Vera, estou me lembrando como se fosse hj a primera vez que li seu blog... vc estava em duvida quanto a sua tatuagem e acho que fazia aula com a Shaide!!
    Particularmente, eu acho que vc, a Roberta Salgueiro e a Lu Arruda, tres pessoas que contribuem para a historia da dv. História que nao pode ser contada "por um lado só" heheheheehh
    E obrigada por tudo, pela amizade e por estar no seu blog chi demais looossshoooo arrasou num X-candalo!!!

    E sobre o mais louca!! Amoooo !! sou assim e isso me lembra este video http://youtu.be/PlnaNWEJBaM

    bjo no cuore!!

    ResponderExcluir
  7. OI
    VC NAUM TEM O VIDEO DA JULIANA BORGES?
    QUERIA MUITO VÊ
    OU OUTRO VIDEO MAIS QUERIA MUITO VÊ-LA DANÇANDO
    BJUS

    ResponderExcluir
  8. "Boa gente toda vida" parece ser você, Verinha!
    Obrigada!
    Fiz um post sobre isso lá no blog.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá meninas!!!

    Descansando um pouco da loucura que foi a semana pós Mercado Persa...

    Juzoca
    Você é que merece os parabéns, e te faço um pedido pessoal: continue dançando e encantando não importa sua cor, tamanho, cheiro, opção religiosa, não importa. Você é LINDA dançando, e todo mundo merece te ver!!!

    Carol Murad
    Tava com saudade muié. Sumida, eu hein!!!
    Concordo plenamente com você - nem as egípcias aderem ao tradicional, o que torna praticamente impossível essa proposta de resgate do tradicional. A Natália é linda, e vai ainda dar muito orgulho à Ju, tem um futuro brilhante pela frente.

    Ana
    Enquanto no TO não tem um evento grande assim, vem pra SP se divertir com a gente flor!!

    Samyta
    VOLTA! VOLTA! VOLTA! VOLTA!
    Parabéns pelo menino hein. Finalmente alguém pra botar mais homem no mundo. EEEEEEEEE!!

    Dança do Ventre
    Eu não filmei, só fiquei sabendo que era a Ju depois, senão teria filmado com certeza.

    Hanna
    Vi o post no blog sim! Valeu! E ó: proxima vinda a SP precisamos combinar uma happy hour hein!!

    Beijos a todas!!

    ResponderExcluir
  10. Debys:

    Você falou tudo e mais um pouco:

    "História que nao pode ser contada "por um lado só"

    Não poderia ser mais feliz em sua colocação! Amey! Obrigada por compartilhar comigo sua sabedoria, sua amizade e, principalmente, seu bom humor!!!

    Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  11. Este ano tirei férias do MP , mas quem sabe ano que vem só para reencontrar , encontrar e conhecer gente do bem , eu topo !!! Beijos

    ResponderExcluir
  12. oie!! eba nossa foto!! Adorei te ver lá! Parabéns pelos posts!!!

    Bjs!

    Sasha

    ResponderExcluir
  13. Verinha, adorei 'participar' do MP através da sua narrativa.
    Como todo grande evento, ele há sempre de causar discussões e polêmicas.
    Sejam os concursos ou o resgate ao tradicional, qqr assunto é passível de pontos de vista completamente diferentes.
    Mas o mais legal é ter um espaço pra compartilhar essas opiniões.
    Ngm precisa concordar em nada, mas o respeito e a diversidade como vc mostra é que são, de longe, a melhor parte disso tudo!
    Eu, por exemplo, não gosto nem de concursos nem de tanta mistura de jazz e ballet na dança, mas admiro mto grandes dançarinas do cenário atual que fazem exatamente isso.
    O importante é que sempre vai existir espaço pra todos os tipos de dança, dançarinas e público, pq afinal, é o público quem faz o show e não o contrário. É o público que 'exige' mudanças de padrão, modismos e adaptações.
    Bjs
    Van.

    ResponderExcluir

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...