12 janeiro 2011

7

Il Divo. Simplesmente Tárik.


Você conhece aquela música "Sangrando" do Gonzaguinha?

No primeiro verso ela diz assim:

Quando eu soltar a minha voz
Por favor entenda
Que palavra por palavra
Eis aqui uma pessoa se entregando

Quando assisto ao Tárik no palco, penso imediatamente que essa música podia ser adaptada a ele:

Quando eu mostrar minha dança, por favor entenda
Que passo por passo eis aqui uma pessoa se entregando...
Coração na boca, peito aberto, vou dançando!
São as alegrias dessa vida que estou bailando.

Eu poderia escrever um post enorme falando da qualidade técnica deste bailarino, que é incontestável. Suas performances cheias de beleza e criatividade, no mínimo inspiradoras para qualquer admirador de dança oriental. Mas o que me chama a atenção neste rapaz, de verdade (além da beleza que me tira a concentração), é a capacidade que ele tem de emocionar o espectador ao desfilar seus passos no palco.

Essa não é uma habilidade especial e nem algo que se ensine em um workshop de 4 horas. É um talento nato.

Quando dança, Tárik demonstra tanto prazer, tanta alegria em estar no palco, em dançar, que nos faz sentir exatamente a mesma coisa. Ele sorri tão bonito, demonstrando tanta satisfação de estar ali, que você sorri em resposta e não sabe nem bem porque. Essa deve ser a busca incessante de toda bailarina: emocionar de verdade seu público.

E nesse ponto o Tárik é nosso professor.

Não sei se ele tem formação clássica, mas é fato que suas linhas são belíssimas - movimentos de braços muito alongados e bonitos, giros de execução perfeita e leitura musical impecável. Gosto muito de suas apresentações com música clássica, onde ele explora muito bem os movimentos de braços e giros, porém mantendo sua postura masculina de dançar.

É lindo de se ver.

Com vocês: "Il divo" da dança oriental. Simplesmente Tárik.







7 comentários:

  1. Além de gato e ótimo bailarino/professor, é uma simpatia! Pessoalmente acho ele mais lindo ainda sem maquiagem!

    Quanto ao post anterior, Vera, aceito uma versão vegetariana do nosso lanche no Mercadão, tipo, um pastel de palmito com um tradicionalíssimo caldo de cana kkkkk!

    =*************************

    ResponderExcluir
  2. E acrescento a tudo isto, além de excelente profissional, é uma pessoa do "bem", educadíssimo e super atencioso!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Amar achei seu blog super interessante, adorei com divulga a arte da dança do ventre..virei sua seguidora okey?? E estou colocando seu blo na minha lista d favoritos...
    bjin d fada e até o próximo post.

    ResponderExcluir
  4. nossa nem me fale! é o encanto em cena! to tentando entrevistar o danado há um dois anos, mas ele não quer saber :( rs..tomara que a Shimmie faça isso pro todas nós! ele é SHOW!
    ^^

    ResponderExcluir
  5. Sou totalmente fã desse professor/bailarino/ator! Um artista, no mais amplo significado da palavra. Completo e absoluto. Faz parte da minha tríade sagrada de bailarinos irretocáveis e apaixonantes: Gene Kelly, Mahmoud Reda e Tárik. Pronto, falei.
    :-)
    Beijos, Verinha!!!
    Lucy

    ResponderExcluir
  6. Olá meninas!!!

    O Tárik é muito e tudo isso!!! AMO!

    Lú, vamos batalhar essa entrevista pra vc!

    Gabi,

    Seja bem vinda ao nosso cantinho e obrigada pelo carinho sempre!

    Beijossss

    ResponderExcluir

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...