26 janeiro 2011

4

Figurinos usados: comprando com 100% de satisfação


Outro dia entrei no site do Mercado Livre e olhei o que tinha disponível com o argumento de busca "Dança do Ventre". Qual não foi minha surpresa ao ver que havia 16 páginas de produtos disponíveis!!!! Lembrei com saudade dos meus primeiros anos de dança do ventre, quando eu olhava a lista do Mercado Livre TODOS OS DIAS para ver se tinha uma roupinha legal, ou algum acessório que valesse a pena por um preço bacana. Comprei várias coisas: DVDs, Pandeiro, Candelabro e algumas roupinhas.

Figurinos de segunda mão podem ser uma excelente opção para quem quer ter um figurino profissional, mas não quer gastar muito. Sabendo negociar bem, dá para conseguir boas oportunidades. Mas há que se observar alguns pontos importantes para não se arrepender da compra:

1. EXPERIMENTA! EXPERIMENTA! EXPERIMENTA!
Ao comprar um figurino de segunda mão, opte sempre por comprar de alguém conhecido, para que você possa experimentar o figurino. Não se esqueça de que ele não foi feito especialmente para você, então o caimento belíssimo que tinha na fulana pode não funcionar bem em você. E tem também a questão do tamanho: a olho nu um figurino parece de um tamanho, mas no corpo pode ter dimensões diferentes. Se vai comprar pela internet, procure tentar abrir essa brecha com o vendedor: caso o figurino não sirva, que se possa devolver, negociando o frete.

2. NÃO CAIA NO CONTO DA LYCRA
Daí que você viu aquele figurino leeeeendo que sua professora magérrima está vendendo, de saia de lycra, e do alto do seu quadril 46 você acha que vai servir. Um conselho de quem já comprou uma roupa com essa ilusão e só usou uma vez: não compre! A lycra realmente estica, e de certa forma vai servir, mas, além de ficar apertadaaaaaasso, quando você dançar a roupa vai ficar subindo. Então, se você não quer que seus tornozelos também sejam avaliados pelo público, não caia nesse conto.



3. AVALIE O MATERIAL
Quando você comprar uma roupa de segunda mão, leve muito em consideração o tipo de material em relação ao preço. Um exemplo: você está comprando uma roupa prata toda bordada com bolinhas e gotinhas de plástico, e já dá pra ver sinais de desgaste nas bolinhas. Quando você pensar no preço que está sendo cobrado, pense também quanto custará a substituição deste material, caso você tenha interesse em reformar a roupa. Vale a pena o investimento?

Eu pessoalmente dou preferência figurinos usados com materiais como cristais e strass com cobertura de plástico, pois os sinais de desgaste demoram muito mais para aparecer.

4. ARTE NÃO TEM PREÇO, MAS ROUPA USADA TEM!
Uma roupa nova feita sob medida, carrega em seu valor agregado, além do valor do material e da mão de obra do criador, o valor da criatividade do artista, a exclusividade, etc.. Às vezes nos sentimos até intimidadas em negociar o preço de uma roupa nova, não é mesmo?
Mas a roupa usada tem que ser avaliada como uma roupa que já foi exibida por outra pessoa, sofreu o desgaste de algumas apresentações, já não está mais "zero bala". Por isso, seja crítica com uma roupa de atelier, assim como você seria crítica ao avaliar um figurino que você não sabe quem criou.

5. PESQUISE O VALOR DE FIGURINOS NOVOS DO ESTILISTA RESPONSÁVEL PELA CRIAÇÃO DA ROUPA
Se você consegue identificar o criador do figurino, não hesite em pedir um tempo para pesquisar qual é o valor dos figurinos novos do mesmo estilista. Em parte porque você precisa ter um parâmetro para avaliar qual é a depreciação que a dona da roupa aplicou no preço - se ela estiver cobrando o valor de um figurino novo, não é muito melhor fazer um figurino direto com o estilista, e ser a primeira a usá-lo? Essa também é uma informação poderosa na hora da barganha: você pode argumentar: "Ah, fulana, um figurino novo desse estilista está quase o mesmo valor, não dá para negociarmos?"

6. VALORIZE A ROUPA, E NÃO QUEM USOU
Eu não sei em outros estados do país, mas aqui em Sampa um figurino usado se valoriza também pelo "dono anterior". Será que o público fica reparando "olha, esse conjunto já pertenceu à fulana, bailarina master, KK, etc"? Sinceramente acho isso uma bobagem. Valorize o figurino, seu material e seu estado de uso.

7. NÃO SE DEIXE LEVAR PELO IMPULSO
Na maioria das situações da vida, o impulso é sempre mau conselheiro. Como minha mãe "o que é do homem, o bicho não come". Ou seja: se for para aquele figurino ser seu, ele será, mesmo se você pedir um tempo para pensar. Avalie, pesquise, pense bem, e somente então feche negócio.

Bem meninas, essas foram algumas dicas simples, de alguém que já comprou figurinos usados. Espero que vocês sempre fiquem contentes com suas compras.

Beijo grande

4 comentários:

  1. e o que acontece quando alguém compra uma roupa sua usada e vende mais caro do que você vendeu?...
    Pois é, já aconteceu....

    Passo sempre por aqui através do meu google reader, por isso não costumo comentar, mas dessa vez, não podia deixar passar.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  2. Oi
    minha amiga de dança já comprou uma roupa linda pelo mercado livre, ela disse que vai lá direto dar uma olhada. Eu já fiz isso mas não dei sorte, não tinha nada.

    Mas já comprei uma roupa usada pelo orkut, dei uma reformada e ainda assim valeu a pena.

    ResponderExcluir
  3. Opa, opa, opaaaaa - olha o jaba rolando aeeee gente!!!
    aproveita passa no meu site que tá rolando um bazar das minhas usadas! Procedencia garantida! kkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. ola vcs compram roupas usadas ?

    ResponderExcluir

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...