27 novembro 2010

1

Loucura de final de ano: né brinquedo não!!!



E mais um ano está terminando.

Minha impressão é que a partir de 01 de Novembro já é Natal, com as ruas enfeitadas, o comércio insuportável e todo mundo comemorando e esperando a entrada do novo ano. Seja na empresa, seja na família, seja na escola de dança ou no "Bellyworld".

E, claro, como boas brasileiras que somos, queremos comemorar os bons feitos do ano e jogar boas energias para o novo ano. Dá-lhe festa de final de ano pra todo lado.

Tem as festas da nossa escola, da escola das amigas e das grandes escolas que você não gosta de perder porque as fodonas vão dançar lá. Como todos querem parar antes do dia 15 de dezembro, e não querem fazer antes de 15 de novembro porque senão "não é de final de ano", as datas dos eventos coincidem e você acaba fazendo o maior malabarismo para não perder nada.

E, enquanto alunas, queremos celebrar também na nossa escola. E, claro, quebrar o barraco e participar de 1365566552145 coreografias, elaborar um solo e ainda participar do improviso com música ao vivo. Sem lembrar que isso leva a uma rotina desgastante de ensaios, fora o gasto com os figurinos que vão competir com o orçamento de final de ano.

Respira fundo habiba!!! Calma!

Sei que haverá professoras que vão me apedrejar pelo que vou dizer agora, mas não se deixe levar pelo impulso!

Pare pra pensar:
1. Ensaios demandam um tempo extra que com certeza fará falta para sua família, amigos, empresa, ou para você mesma, para seu prazer. Vale a pena passar 8 horas na escola, em um sábado, para satisfazer o ego e ser aplaudida 7, 8 vezes?

2. Pense no desgaste mental que é decorar 7, 8 coreografias. Admiro quem consegue!! Eu mesma vou acabar misturando os passos da coreografia A com o da coreografia F de foda!

3. E os gastos? Geeez...  Há a taxa de participação da festa (que considero justissima, pois nem todo mundo tem como vender ingressos - aqui em Sampa, em uma grande escola essa taxa pode chegar a R$ 100,00), a taxa por coreografia e no dia da festa os gastos com salão - cabelo, unhas, maquiagem, etc..

4. Figurinos andam pela hora da morte há tempos e se estamos falando de mais de 2 coreografias o orçamento pode chegar a fantásticos 1.000 reais!! Fora o fato de que, na maioria das vezes, o figurino de coreografia em grupo fica lá, esquecidinho entre os outros figurinos...

5. Falando enquanto público, ver sempre a mesma bailarina no palco cansa... Outro dia vi um show em que a bailarina dançou em 10 coreografias. É muita coisa!! Não dá para não pensar: "Geeez, essa menina de novo, putz...."

Meu conselho para você habiba é: saiba priorizar o mais importante.

Celebrar suas conquistas em dança é saudável e necessário, porém sem que isso prejudique sua saúde física, mental e financeira, e nem desgaste seus relacionamentos pessoais pela falta de tempo. A palavra chave é sabedoria, em todas as suas escolhas. E certamente, sem conflitos, a dança terá um espaço respeitado por todos e, principalmente,  duradouro em sua vida!!

Beijos a todas.

Em tempo: Já estou preparando a cestinha de natal do Amar el Binnaz para sortear! Vai ter Revista Shimmie, maquiagem, cílios postiços... Aguarde e confie!!!!

Um comentário:

  1. Esse post vem muito a calhar. Mulher já é um bichinho difícil de se controlar frente aos seus desejos de consumo... Quando se é uma apaixonada por dança do ventre, então... Bah! Olha, tem que se controlar muito mesmo pra não gastar além da conta. Nunca participei de mais de 2 coreografias por vez em festa de final de ano, mas confesso que por falta de dindin, senão era capaz de eu me jogar em mais... Hehehe. No meu caso é mais difícil me controlar pra não estourar meu orçamento com os workshops da vida e aulas, mas seu eu fosse fazer todos que tenho vontade, ai meu bolso! Se bem que se parar pra pensar (é bom nem pensar, hehehe), nossa, como a gente gasta mesmo com a dança, né (dinheiro e tempo)? E é difícil pras pessoas que não são do meio entenderem. Elas acham loucura. Mas, fazer o que? É o que gosto, é o que me dá prazer, só tem que cuidar pra não extrapolar (difííííícil), como tu disseste.

    ResponderExcluir

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...