11 setembro 2010

4

Heavy Metal Bellydance


Como criança que viveu na década mais gloriosa e glamourosa da história da humanidade (e para alguns infinitamente brega), os anos 80, cresci ouvindo meus irmãos idolatrarem Iron Maiden, Megadeth, Kiss, Motorhead, AC/DC and afins. Claro que eu era a "ovelha farofa" da família, pois sempre tive uma quedinha por Poison, Guns and Roses, Skid Row, Danger Danger, The Cult e, acima de tudo, Bon Jovi do qual sou fã de carteirinha há exatos 20 anos.

Assim sendo, lógico que uma das "novas fusões" que o tribal vem trazendo mereceu minha atenção e carinho especiais: o Heavy Metal Bellydance.

Se você é daquelas bellydancers que tem a sólida convicção que no céu junto do altíssimo estão Farid el Atrashe, Mohamed Abdel Wahab, Setrak Sarkissian, Hossam Hamzy e amiguinhos, e tudo o que não vem deles vem do maligno, não, esse post não é pra você.

Mass.. se você gosta de fusões, vem comigo.

Quando a Giuliana Scorza da escola Harém Dança do Ventre estava maquiando as meninas no camarim, eu, que estava trabalhando no evento confirmando horários e colocando as meninas na ordem para dançar, perguntei qual era o grupo dela. Ela respondeu: "todas as meninas rock and roll aí". Olhei em volta: camisetas de bandas, calça de couro (ou que imitava couro), correntes, olho preto e boca muito, mas muito vinho. Lógico que fiquei curiosíssima. Quando perguntei pra Giu o que era aquilo, ela respondeu: "Culpa da Suhaila Salimpour meu!!"


"Dark Veil" - coreografia de Suhaila Salimpour

A música escolhida pela Giu foi do CD "Arab Rock" do Sérgio Montana, que eu já estava apaixonada a meses depois de assistir a performance com "Alf leyla we leyla" rock and roll feita pela Zahrah, porém em "bellydance normal":




O que achei bacana no estilo "Heavy Metal" que foi coreografado pela Suhaila, pela Giuliana, é a possibilidade 100% diversão que ele oferece. Não é um estilo para ser apresentado para leigos, claro, mas dentro "da caixinha", pode ser uma opção interessante de entretenimento. E vamos falar sério: imagina uma música, tipo assim, "One" do Metallica (que segundo meu marido foi compostas pelos deuses do Rock and Roll e o Metállica é, tipo assim, só o hospedeiro da bênção) com dança do ventre da melhor qualidade? Uiii, fiquei toda arrupiada!!



E mais alguns vídeos das apresentações ao vivo do Sérgio Montana com as bellydancers:




(Pensa que é só no Brasil os gritinhos de lindona, cherosa, gostosa?)


Beijos a todas, tenham um ótimo sábado!!!

Ah, em tempo: MUITO OBRIGADA pelo carinho das meninas com a Liga das Blogueiras, para as meninas que comentaram e todo mundo que me mandou e-mail! Com tanta energia positiva logo na apresentação, com certeza esse projeto será um SUCESSO!!!

4 comentários:

  1. menins, eu amo isso!!!!
    Já tentei dançanr One do metallica uma vez,mas achei difícil q só então desisti por um tempo até me sentir 'a vontade... Mas fiz uma apresentação com uma tentativas de Another Brick in the wall do Pink Floyd. Ficou péssimo pq o palco era horroroso e eu fiquei com medo de tropeçar nos fios... Mas enfim...http://www.youtube.com/watch?v=MV8BN4XIv5E

    ResponderExcluir
  2. Então... amo esse cd do Montana e gosto muito dessa idéia, mas não curti muito as apresentações que vi aqui. O primeiro vídeo, acho que faltou mais ensaio, atitude e um extravazamento de, tipo assim, eu amo dançar isso, sacou?
    Aco difícil pacas dançar uma fusão de dv com rock, por isso, dou meu braço a torcer pra quem já fez!

    ResponderExcluir
  3. Amar,
    fiquei feliz ao me ver, sem querer, no teu blog. A postagem chegou a mim por acaso, e ter meu video publicado assim, sem interesses, sem pedir, pelo simples fato de vc ter reconhecido meu trabalho como relevante dentro do estilo, é um alívio e motivo de gratidão no meio de tanta coisa negativa que atravessa nosso caminho na dança.
    Foi uma grande surpresa, pois eu estava já achando o post divertido, bem-humorado e original, e pensando em pedir para linká- lo no meu Blog, rsrsrs...

    Paz, luz e sucesso!
    Beijos da Zahrah

    ResponderExcluir
  4. Amar,
    fiquei feliz ao me ver, sem querer, no teu blog. A postagem chegou a mim por acaso, e ter meu video publicado assim, sem interesses, sem pedir, pelo simples fato de vc ter reconhecido meu trabalho como relevante dentro do estilo, é um alívio e motivo de gratidão no meio de tanta coisa negativa que atravessa nosso caminho na dança.
    Foi uma grande surpresa, pois eu estava já achando o post divertido, bem-humorado e original, e pensando em pedir para linká- lo no meu Blog, rsrsrs...

    Paz, luz e sucesso!
    Beijos da Zahrah

    ResponderExcluir

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...