03 setembro 2010

3

As fases da aprendiz de bailarina


Olá habibas!

Um dos textos mais famosos em dança do ventre é "As fases da bailarina", escrito por Jorge Sabongi. Resolvi, para descontrair, escrever "As fases da aprendiz de bailarina", afinal, a glória da lantejoula, ou, em tempos atuais, paetê holográfico, é um longo caminho a ser percorrido.

O primeiro sentimento em relação à dança do ventre:
"Ah, dança do ventre? Acho tão lindo... Tem uma moça no meu trabalho que faz, diz que é muito difícil! Mas eu assisti O Clone, não achei tudo isso não. Aquela dança que a Jade faz para o Said no quarto com aquela espada liiinda... ai, assim que tiver uma oportunidade vou fazer dança do ventre."

A procura pela escola:
"Eu queria uma escola perto da minha casa ou do meu trabalho. Procurei no Google por "Escola de Dança do Ventre", mas não achei nenhuma perto da minha casa. Mas tem uma academia de ginástica aqui perto que oferece aulas de dança, acho que vou me matricular.

A primeira aula:
"Cheguei no horário, após 20 minutos de espera, perguntei à recepcionista se haveria aula. Ela disse que a professora não poderia ir à academia por motivos pessoais. - Fazer o que, voltei pra casa."

A primeira aula:
"Liguei antes para perguntar à recepcionista se haveria aula de dança do ventre. Ela me respondeu que sim, me vesti e fui. A recepcionista me apresentou à professora, que perguntou se eu já havia feito algum tipo de aula de dança do ventre antes. Respondi que não.  Começa a aula.
Percebo que as meninas já estão bem mais avançadas, mas a professora diz que eu sou talentosa, então vamos. Noooossa, descobri que o tal "básico egípcio" é totalmente diferente do que eu pensava?"

O primeiro mês
"Dia de aula de dança do ventre. Será que vou mesmo? Nossa, tive um dia cheio...
Vou vai... comecei a treinar uma coreografia, tô pensando em aceitar o convite da minha professora para dançar daqui a 3 semanas. Tô abalando, as meninas da sala de aula já começam a copiar meus passos, e a prô diz que eu sou excelente. Nasci pra isso."

A primeira apresentação
"Menina, que medo. Será que conto pra minha professora que sou péssima em guardar sequencias? Acho que não, coitada, ela tá tão atarefada com essa apresentação, não vou aporrinhá-la não. Mas vou fazer AQUELE cabelo e AQUELA maquiagem. Você acredita que chegou uma menina nova que já fazia aulas em outra escola e as meninas acham que ela é o must? Queeeeeeem mandou? Nossa, tô batalhando há dois meses, toda aula ensaio pra caramba.... hã? ensaio em casa? Ah não, não tenho tempo, é marido, filhos, muita coisa na minha cabeça..."

Assistir a primeira dança
"Ah, quando saímos do palco minha professora chorava de emoção, e dizia que aquela música Habibi ya eini é uma das mais difíceis que existe! Na aula ela disse que fomos maravilhosas. Eu sei, tô mandando bem pra caramba. Lulu Sabongi que se cuide, tô chegando.


 Essa professora é demais. Vou fechar o pacote ANUAL com ela."

A primeira decepção
"Como assim não posso dançar na frente?"

A primeira grande descoberta
"Menina, uma amiga minha me deu um endereço de um blog, o AMAR EL BINNAZ, que é super legal, nossa, tô adorando"... Ahahah, não podia perder essa.


O primeiro solo
"Eu vou ter uma desinteria... ah, vou me borrar toda, dançar sozinha no palco, meu DEUS. Será que posso tudo isso?"


A maior de todas as descobertas
"É, tenho muito que aprender, deixa eu levantar o bumbum do computador e começar a treinar, e muito"

*************

Depois de tudo isso é que podemos aplicar o texto "As fases da bailarina"!

Essa é só uma brincadeira hein gente!!! Não vão levar a sério!!!!!!

Beijos a todas e bom feriado

3 comentários:

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...