28 julho 2010

Coisas que acontecem no palco...

Galera, eu sei que tem gente que não curte assistir os vídeos, só ler as matérias, mas este você TEM que assistir.

Pra assistir e aprender:



Quando for dançar "naqueles dias", escolha absorventes COM ABAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Beijos

26 julho 2010

15

Do “cabresto” pensar do mundo bellydance


Olá habibas!!!

Foi divertido ver o frisson que causou o vídeo da Amara Saadeh em sua última apresentação no festival do Egito. Ah, você não sabe do que estou falando? Peraí. Se você quiser pular a parte "clássica" do assunto, vá direto aos 2 minutos finais do vídeo:
Então, a guria finalizou com “Rebolation-shon, rebolaaaation”. Teve gente que amou. Teve gente que odiou muito mesmo. Temos o direito a gostar ou não, mas será que temos direito a julgar?


O Vídeo foi retirado a pedido da própria bailarina Amara Saadeh.

Quero reiterar que não concordo com este tipo de posicionamento: postou no youtube e deixou a opção de incorporação, mas não quer que o vídeo "cause polêmica".

Não seria o caso de não ter postado o vídeo in the first place?
Mas o link tá aqui ó:
http://www.youtube.com/watch?v=UOBJV8eznrM

Pensando neste vídeo, lembrei da salada mista que virou a dança do ventre de hoje. Tem bellytango, mazij bellydance, tribal fusion, gothic bellydance, isso só falando em dança, sem contar com as mais diversas modalidades de ensino que vemos por aí. Por que somos tolerantes com Carlos Gardel, Dead can dance, Loreena McKennitt? Somos EXTREMAMENTE TOLERANTES, e até achamos bonito quando sr. Jorge Sabongi promove noites do além "Do brega", "Dos filmes", "Do rock", "Do carnaval", "Da festa junina"... Já que é assim com todo mundo, por que não somos tão tolerantes assim com o Parangolé?

Em sua entrevista ao Fantástico, Soraia Zaied disse ao Zeca Camargo que sua dança fez a diferença no Egito porque ela começou a misturar com samba, axé, funk... Faça um exercício mental: como se treina dança do ventre misturado com samba? Estudando samba, vendo apresentações, e tentando tirar o melhor dos dois ritmos. Assim também com o Axé. Aliás, a Soraia leva seu intuito de misturar dança do ventre com Axé MUITO A SÉRIO no solo de derbak abaixo:




ATIRE A PRIMEIRA PEDRA a professora de dança do ventre que NUNCA teve que fazer uma alusão a um dos passos de axé vistos na televisão para fazer uma aluna se familiarizar com o movimento do camelo, por exemplo!!!!!!!! É coleeegas... acontece. Atire a primeira pedra quem nunca falou “Ondulação lateral? Então, sabe aquele movimento que o pessoal dança naquela música “Onda, onda, olha a onda?, Então, é parecido, só que com as pernas mais fechadas, blá, blá, blá”. Na maior inocência, sem alardear! Já ensinou a aluna a fazer associação com o Axé para entender melhor de dança do ventre.

Felizmente, nossas manifestações culturais são admiradas no mundo inteiro. No post do ventre vida, a Lu Arruda mencionou que durante sua viagem à Índia as pessoas pediam para ela dançar samba. É nossa cultura, e o MUNDO gosta. E o Axé é um filho legítimo do samba. Nós, bellydancers xiitas é que estamos erradas em tratá-lo como um filho bastardo.

A Saida, por exemplo. Vamos imaginar que ela termina sua apresentação clássica, faz aquela cara de raiva, coloca uma rosa no meio dos dentes e começa a desenhar passos de tango. É polêmico também?  Ahhhhh Verinha, mas é tango. E é a Saida....

E a Orit? Já pensou se ela começa a rodopiar igual louca fazendo alusão à dança hebraica? Ahhhh Verinha, mas dança israelense é um charme. E é a Orit...

É A MESMA COISA. Cada uma dançando a manifestação cultural mais famosa de seu país. Tá, mas o Brasil é o país do samba e não do Axé, então, pode sambar no meio do solo de derbak, mas não pode dançar rebolation. Puxa vida, é um pensamento, no mínimo, ignorante (desculpe, não encontrei uma palavra mais amena).

E pra quem acha que "Oh, meu Deus, macularam o palco do Egito", fica a fotim de Soraia que nunca achou feio representar nossa cultura nos palcos egícios:


Beijos e boa semana a todas

24 julho 2010

2

Amar el Binnaz respeitando seu dinheiro - Preços de Maquiagem

Olá habibas!!

Resolvi iniciar essa série "Amar el Binnaz respeitando seu dinheiro", porque se tem uma classe de profissionais que tem que gastar uma nota para se manter "up" no mercado de trabalho é a bailarina de Dança do Ventre. Figurino, Cabelos, Maquiagem, Depilação, Unhas - isso falando de cuidados com a imagem, e mais: workshops, aulas, CDs, DVDs, acessórios para manter a técnica "em dia", e aumentar as chances de contratação. Fala sério: É MUITA GRANA. E muita gente querendo ganhá-la.

Assim sendo, colocar alguns produtos que estão entre os mais "desejados" pelas bellydancers, vou tentar colocar quanto seria o custo do produto e quais são as diversas opções de preço.

Vamos começar pelo meu item preferido: MAQUIAGEM. Venho observando que, cada vez mais, as bellydancers têm investido em maquiagem de qualidade, procurando produtos de boa pigmentação, enfim. Nos festivais afora eu tenho visto muita gente usando MAC (outro dia a Tatiane Braga tava se maquiando do meu lado, e deixou "dando sopa" na cadeira um Studio Fix da minha cor, óia!! Brincadeirinha, mas sem exageros: era tudo MAC, morri de inveja), e muita gente usando os importados que fazem a cabeça da galera: a paleta de 120 cores, os delineadores em gel e o kit de pincéis branco e rosa.

Então, vamos a eles:


1. Paleta de 120 cores - Manly

Quanto custa no exterior?  US $15,00 -   R$ 28,05 (preço de custo)
Qual o melhor preço no Mercado livre?  R$ 74,99 com frete grátis

Comparativo de preços:

Pink Gloss (http://www.pinkgloss.com.br/) - R$ 130,00   OUCH!!!!!!!!!!
Debby Shop (http://www.debbyshop.com.br/) - R$ 110,00
Lua de cetim (www.luadecetim.com.br) - R$ 96,00
Brilho de Gloss (http://www.brilhodegloss.com.br/) - R$ 130,00 OUCH!!!!!!!!!

Bazar Flor de Menina (www.flordemenina.com) - R$ 85,00 (produto no exterior)

2. Delineador em gel


Antes de colocar o comparativo deste item, é o único que exige um pouco mais de cuidado!! Se vir MUITO mais barato, desconfie: agora estão comercializando uma porcaria de um delineador em gel que endurece e vira um teco de madeira no vidrinho. Quanto mais pastosa (eu disse pastosa e não cremosa) a consistência do delineador, melhor!!

Quanto custa no exterior?  US $4,99 - R$ 9,33 (preço de custo)
Qual o melhor preço no Mercado Livre: R$ 25,00 (com frete grátis)

Comparativo de preços

Pink Gloss (http://www.pinkgloss.com.br/) - R$ 33,00
Debby Shop (http://www.debbyshop.com.br/) - R$ 39,90  OUCH!!!!!!!!!
Lua de cetim (www.luadecetim.com.br) - R$ 28,00

Bazar Flor de Menina (www.flordemenina.com) - R$ 15,00 (produto no exterior)


3. Kit com 18 pincéis Rosa e Branco


Ai, esse é lindo!!! Eu ainda não tenho, mas é uma questão de tempo, ahahah!!!
Quanto custa no exterior?  US $19,99 - R$ 37,38 (preço de custo)
Qual o melhor preço no Mercado Livre: R$ 120,00 (com frete grátis)

Comparativo de preços


Pink Gloss (http://www.pinkgloss.com.br/) - R$ 180,00 OUCH!!!!!!!!! 
Debby Shop (http://www.debbyshop.com.br/) - R$ 119,00
Lua de cetim (www.luadecetim.com.br) - R$ 85,00

Bazar Flor de Menina (www.flordemenina.com) - R$ 85,00 (produto no exterior)
************

Como vocês podem atestar, o melhor preço é sempre da Lua de Cetim Cosméticos (http://www.luadecetim.com.br/), ou do Bazar Flor de Menina (http://www.flordemenina.com/). O Bazar Flor de Menina já tem alguns anos no mercado, com boa reputação entre as compradoras, e a Lua de Cetim é uma loja nova, da Fran Coppo. Espero que os preços se mantenham, que não seja só uma "promoção de inauguração".

E os PIORES preços são quase sempre do site PINK GLOSS (www.pinkgloss.com.br), infelizmente já bem famoso entre as bellydancers, o que é uma pena, porque o povo de lá ENFIA A FACA TORCIDO!!!

Atenção gurias, já que vamos investir nosso suado dinheirinho à base de muito calo no pé, vamos respeitá-lo: pague a quem cobra um preço justo!!!

Beijos

22 julho 2010

0

A dança do ventre nos casamentos

Olá habibas!!!

Quem já casou sabe que o lance para tornar sua festa inesquecível é ter algo que impacte os convidados: comida e bebida da melhor qualidade, ou um barraco fenomenal servem como opções (eu optei por MUITA comida e bebida da melhor qualidade, só!). Mas ultimamente têm crescido o mercado para as Raksas - não só as estudantes de dança do ventre querem ter seu casamento marcado pela dança - o número de contratantes para casamentos que não tem nenhuma ligação com a dança só tem aumentado.  Que bom né, mais uma forma das habibas ganharem um dim-dim.

Algumas bailarinas levam o seu melhor para o casamento. Outras nem tanto. Vejamos abaixo:



Munira Magharib
O mais legal é que eu achei esse vídeo na NET,  e a noiva é uma coleguinha querida dos meus tempos de Bon Jovi World!!! A entrada pode não ter tido aquele gramú com essa música da novela Sassaricando, mas a dança da Munira é dança de gala, com certeza! Elegância e porte de rainha, nem por um momento desceu do salto, interagiu com os convidados de uma forma muito altiva e elegante.
Uma super interpretação de Layali Masria para ninguém botar defeito. Muito menos eu!!!!



Fairusa
E seus quadris nervosos!!!
Gostei da dança, achei de boa qualidade, gostei da interação com os noivos. Mas não gostei da calça. Sei lá, acho que para um ambiente que me pareceu árabe até o talo, o toquezinho de modernidade do figurino não caiu bem. Afora esse detalhe, que é bem pequeno, uma apresentação linda!



Carol-Charis
Linda, elegante, mas bem introspectiva!!! Acho que eu vi tantos vídeos de casamento da Fairusa, que sempre coloca "o povo" pra dançar, que quando vejo uma bailarina que não interage muito com os convidados fico sempre achando que "faltou alguma coisa". Uma apresentação muito bonita, e a bailarina lindíssima

**********
Então habibas, coloquei as apresentações que achei mais legais. E vocês, o que falam de dança em casamento?

20 julho 2010

3

Celebridades ?!? Em dança do ventre?!?


Olá habibas!!

Lembram do filme "O Diabo veste Prada". Meryl Streep na pele da editora chefe da revista Runway, Miranda Priestly, diabólica, porém DIVA! Em uma cena do filme, ela diz à assistente no telefone: "Confirme minha presença na festa do Marc Jacobs (ô leva eu, leva também o meu amooo), diga ao motorista para me deixar às 21:30 e peça para ele me pegar às 21:45 em PONTO! Awesome!
Na última cena do filme ela lança a célebre frase "Everybody wants to be us" e sai do carro totalmente cercada de paparazzis, sorrindo poderosa!

Tentei transportar a cena para a dança do ventre e pensei: quem do nosso meio pode se julgar poderosa a ponto de se sentir celebridade?

Isso me levou em pensamentos ao ano de 2004. Show da Soraia Zaied no The Red com desfile da saudosa Tia Ceci. Isso após ANOS dançando no Egito, o público brasileiro acostumado a boa dança simplesmente minguado de saudade dela. Verinha ainda era um bebê engatinhando na dança do ventre, mas já conhecia titia Soraia muito bem. Saí do trabalho na Santa Ifigênia, peguei um ônibus até a Vila (Olimpia ou Madalena?), cheguei bem bonita, uma das primeiras da fila. Isso mesmo: havia FILA na porta do local. Fiquei mais ou menos uma hora e meia na fila.

O The Red era um clube minúsculo, e o convite era R$ 40,00 naquela época. Eu jurava que ia pouca gente. LEDO ENGANO!!! A fila foi crescendo, mas fiquei tranquila, afinal eu era uma das primeiras, havia chegado cedo, certamente eu iria me sentar tranquila.

Quando entrei no clube, estava simplesmente LOTADO já com todas as bailarinas da Casa de Chá lá dentro, bem bonitas fumando seu arguile. Não havia lugares para sentar. Estávamos eu e duas amigas tentando achar um lugarzinho para se encostar, quando entra a Aziza-mor no clube e as meninas da Casa de Chá fazem o maior furdunço pra ela ir se sentar com elas, gritando e o cacete. Meu, NUNCA vou me esquecer desse dia, aliás, não me esqueço nem da roupa da Aziza, que era branca com flores amarelas! A risadinha da Nevenka e da Nar quando nos olhava lá em pé feito umas idiotas era absurdamente irritante. Como eu fiquei PUTA DA VIDA!!!!

Por que? Por que haviam aberto os portões pra elas antes do horário se eu havia pago o mesmo valor pra entrar na casa? Ah, sim, porque em dança do ventre, as tais bailarinas da Casa de Chá são celebridades!

Outro dia conversando com duas amigas queridas, fiquei sabendo da história de uma Uber bailarina que foi a um evento, ficou 5 minutinhos e saiu. Provavelmente entrou convidada pela organizadora, não foi lá nem dar um oi, nem um abraço, nem agradeceu, nada. Entrou e saiu, "como quem rouba" como diria meu velho pai (que Deus o tenha no Sheraton Dubai do céu).

Peraí gente!!! Saindo do meio de dança do ventre, quem são essas pessoas?

Perguntei para um colega de trabalho que é de uma tradicional família árabe que sempre contrata meninas para dançar nas festas familiares quem era Lulu Sabongi, ele olhou pra minha cara e disse "Quem? Não, não sei nem o nome". Ah, faz um esforcim vai!!! "Lulu... não.... é difícil, a gente sempre contrata umas moças, mas não lembro o nome não".

Manter a humildade não é apenas uma questão moral - é cair na realidade também. Porque você pode ser a ultra fodástica naquele festival de dança do ventre - se você for dançar num festival de dança "genérico", você será só mais uma. E aí? Vai entrar e sair, como fez a bailarina?

Não habibas... O sol brilha de forma igual pra todo mundo. Ainda bem.

18 julho 2010

1

Você já se inscreveu no workshop? É dia 24/07 hein!!!



Última semana para você se inscrever no Workshop com a Tia Verinha habibas!!! Sábado vamos passar um tempo muito gostoso discutindo meu assunto preferido que é maquiagem, e eu quero muito ver você, leitora do Amar el Binnaz lá comigo hein!!

16 julho 2010

5

Viva La Espanha!!!!!!!!!!! Resultado do bolão!

Bailarina da Copa - Carlla Sillveira


Olá meninas...

Com uma semana de atraso, e bem de rapidinho, vamos comemorar a vitória da Fúria na final da Copa do Mundo!


Fora o show de pernas de Casillas, Puyol, Xabi Alonso e Piqué (eleito o homem mais bonito da Copa)


Foi uma belíssima final, um jogo em que se via 22 jogadores com o coração bem na pontinha da chuteira, dispostos a fazer qualquer coisa para adicionar uma estrelinha nos escudos de sua federação. A Holanda brigou mais do que jogou, aquele chute no peito do De Jong em cima do Xabi Alonso foi qualquer coisa de absurdo. Mas, no final, Iniesta que estava devendo o jogo inteiro uma jogada para acabar com o assunto, fechou a fatura na prorrogação, e, finalmente, Casillas pôde levantar a Copa do Mundo.

E quem apostou na Fúria, afinal? Três habibas confiantes: Nassih Sari, Karina e Sofia

Por ordem de inscrição no bolão, teremos:

1. Nassih Sari
2. Karina
3. Sofia

Jogando no sorteio virtual:


Parabéns SOFIA!!!!!!!

Você deverá me enviar um e-mail até terça feira confirmando a fragrância escolhida do Body Mist da Victoria´s Secret para envio dos prêmios. O envio será por encomenda normal, e o tempo de entrega dependerá da fragrância que você escolher! (Porque eu vou ter de ir até o Centro de Sampa procurar né gemtchi!!)

Um beijo a todas as habibas que participaram, MUITO OBRIGADA de verdade por estarem sempre por aqui, é vocês que me motivam a querer fazer o blog cada dia melhor. E, em breve, teremos novas promoções por aqui.

Bom final de semana a todas.

13 julho 2010

11

Os absurdos da Dança do Ventre...


Nosso amiguinho acima pergunta: você responderia a esse anúncio?


Dança do Ventre

Espressão corporal dança do ventre e outros, dentro deste contesto, ja no mercado a alguns anos, esta academia em Osasco vem minitrando aula para muitos alunos e alunas, chegando a grandes disputa por todo paiz.



Venha conhecer esta modalidade e vera que faz muito bem, você ira se empressionar com as inumras coreografias criadas por gandes profissionais envolvidos diretamnte com seus alunos, trazendo a todos muitos conhecimento nesta area.


Tá certo que não precisa ser o Professor Pasquali para dançar, mas daí já é demais!!!

Pra quem é curioso fikadika - é uma das academias mais conceituadas de Osasco!

10 julho 2010

2

Maquiagem Brilho Púrpura

Olá meninas!!!

A maquiagem da Kate Perry no último clip virou um frisson na internet. Não é para menos, checa o grau de ryqueza do look:


Uma coisa linda né meninas? O que mais me chamou a atenção é que trata-se de uma maquiagem ALTAMENTE USÁVEL no nosso "metiê" bellydance, sem medo de pisar no tomate da cafonisse né? Daí então resolvi fazer minha versão dele:



O flash dá uma atenuada na cor e no brilho, mas vocês vão ver que a sombra é roxa virada no JIRAYA! Eu simplesmente amei!!




Já tem centenas de vídeos com essa maquiagem na internet, e a técnica que eu usei é a mesma técnica da Jana do blog "Rosa Chiclete Makeup", mas meu objetivo maior foi utilizar produtos nacionais, de fácil acesso a todo mundo.

Nesses praticamente 3 anos em que eu acompanho 100% os blogs de beleza, o boom que houve, principalmente o crescimento dos vídeos no youtube, trouxe uma coisa muito chata (ou legal demais para quem tem $$$$$) para quem quer aprender a se maquiar é que os canais de youtube ligados à beleza viraram um comércio desenfreado!!! IRRITA!! Todo mundo só sabe se maquiar com a paleta 120, a paleta shimmer, a paleta diamante, a paleta warm, a paleta neutral... pincéis? Só os do kit 18 pincéis, kit 25 pincéis, kit 32 pincéis... Meu, dá um tempo! Esses dias eu vi um vídeo de uma famosa aí dizendo "Olha marca fulana, acabou o produto, manda mais!" No meio do vídeo. Fiquei passada... alguém explica pra moça que tryvertising é mandar um produto para "experimentar" e não manter o estoque!

E quem não pode pagar, nunca vai poder aprender uma makeup com técnicas simples e produtos que estejam à mão?

Fala sério, é um saco!!!

Bom, desabafo momento OFF, espero que vocês gostem do vídeo!!!

Beijão





08 julho 2010

10

A mais cativante das clássicas: Enta Omri


O nosso bom e velho Dicionário Aurélio define "Cativar" da seguinte forma:

v.t. Tornar cativo; prender, acorrentar.


Ganhar a simpatia, atrair, seduzir.

V.pr. Tornar-se cativo, perder a liberdade; enamorar-se.
 
Eu sempre quis decifrar qual é o tipo de fascínio que a música "Enta Omri" exerce sobre as bailarinas e estudantes de dança, finalmente entendi: ela é CATIVANTE! Todos os verbos e substantivos descritos no dicionário cabem muito bem para esta música:
 
1. Ao entrar no palco ela não é nossa, nós é que somos dela, nosso corpo é o instrumento da mágica que ela exerce;
2. É impossível ouví-la totalmente isenta - ela tem um quê que te faz buscar aquele sentimento escondidinho no mais profundo da sua alma, e, com certeza você se pega pensando: "Puxa, quero dançar esta música (AGAIN)"
3. É a grande paixão de muitas bailarinas, sejam amadoras, profissionais, alunas, professoras, apreciadoras de dança ou somente da música.
 
Vou colocar aqui algumas apresentações que me marcaram de Enta Omri, e minha impressão sobre elas:
   
Shahar Badri
 


Quando eu comecei a estudar dança, minha professora dizia que para dançar Om Kaulthoum tinha todo um ritual, e que, inclusive, nem se poderia dançar com o ventre descoberto (OH MY GOD!!!). Acreditem, era isso que eu ouvia em sala de aula. Daí eu assisti essa apresentação de Shahar e toda a proeminência de sua personalidade, quase uma libanesa dançando!! Uma apresentação de gala, muito emocionante, e, graças a Shahar comecei a questionar as "verdades universais" ditas em sala de aula, ehehhe...


Luana Mello



Tudo bem vai... tia Lú dispensa apresentações extras. Mas por que esta apresentação é uma grande ferramenta de estudo? Porque o público que a estava assistindo não esperava ver um show de dança do ventre, nem de dança árabe, nem de nada disso. Porque o público que a estava assistindo não tinha o compromisso de agradá-la com sua presença - o público era pagante, saía de casa à meia noite para assistí-la e queria o melhor. Além disso o espaço de dança pelo que entendi era bem pequeno. Então o que dava pra fazer? Leitura musical e sentimento. SÓ e TUDO ISSO. Mais ainda: misturado a giros bem jazz e clássico. Lindíssima apresentação. Isso tudo sem contar os cílios postiços BAPHONICOS. Ahahha...

Marcos Ghazalla



Lembram da obsessão da tia por leveza e fluidez? Então, é tudo isso que estudo nessa apresentação do Marcos Ghazalla. Se eu não visse a sombrinha de luz sobre o palco eu teria certeza de que ele estava flutuando.  Uma das coisas muito legais é que nas partes em que a música fica mais lenta, a impressão que me dá é que ele está fazendo uma reverência... realmente, uma apresentação que eu chamaria de poética.

Hadara Nur



Quem me conhece mais intimamente sabe que eu não gosto da Hadara. Não gosto da idolatria que a cerca (vide gritinhos de Linda, gostosa, cherosa no começo da apresentação) desde a "era das grandes Mestras" da Luxor, e que é alimentada ainda hoje, e não gosto MUITO MESMO da expressão dela, que parece dizer "putz, sou a bailarina mais phoda do planeta".

Mas essa apresentação de Enta Omri derrubou todas as minhas antipatias "pré-existentes". A leitura musical é impecável, eu chegaria a dizer perfeita, braços e pernas alongados "por demais", e mesmo adquirindo "mais velocidade" no final da música, não perdeu em qualidade técnica e presença cênica. Uma apresentação maravilhosa.

E vocês, o que tem para me contar dessa preciosidade que é Enta Omri?

Grande beijo

06 julho 2010

6

Workshop com a Tia Verinha


Olá habibas!!!

Fui convidada pela Lalá-maravilhosa para ministrar um workshop de maquiagem no Dona Dança.
Que desafio hein!

Estou aqui roendo os dedos de ansiedade, mas trabalhando muito para preparar o melhor workshop de makeup árabe EVER!!! A proposta é: maquiagem dramática, para palco, com ênfase nas técnicas de maquiagem árabe, porém com uma proposta moderna - baseado no meu estudo sobre as técnicas da maquiadora libanesa Joelle Mardinian. E também dicas de maquiagem para o dia-a-dia, principalmente no que concerne à preparação da pele, e dicas de produtos nacionais e importados.



Você que é leitora do Amar el Binnaz, e está em Sampa, eu vou AMAR vê-la no workshop!!

Data: 24/07/2010 (sábado)
Horário: das 14 às 17 horas
Investimento: R$ 70,00
Contato: Layla Khodair - 3846-4020.

Beijos e te vejo lá!!!! 

Pra quem é leitora nova do Amar el Binnaz e quer dar uma olhadinha nas maquiagens que desenvolvi, dá uma olhadinha no youtube:






04 julho 2010

4

Bellydance New Divas: Fernanda Baccaro


Olá habibas... domingão pós eliminação da Argentina é tudibom né não? Porque nós não vamos ganhar a copa, masssss... ELES TAMBÉM NÃO!!! Ahahahha!!! Chupa Maradona!!!

Bom, momento torcedora fanática OFF, vamos ao que interessa...

Um dos objetivos desse espaço aqui no Amar el Binnaz é, também, mostrar ao Brasil talentos que só são vistos aqui em São Paulo. Eu olho um vídeo da Kahina, da Aziza-mor, da Lulu, da Soraia, a maioria deles tem mais de 10.000 exibições. Justo: a mulherada é conhecida no país inteiro, tem que ser vista mesmo. Daí eu vejo um vídeo da Fernanda Baccaro, bailarina até dizer chega, com 178 exibições, e penso... o que tá acontecendo "meodels"?

Então, vamos falar da bailarina.

Eu conheço o trabalho da Baccaro desde 2004, quando a vi num vídeo da Lulu, e ela era mais gordinha (vocês vão ver no vídeo que "isso não te pertence mais" há anos). Me deu um pouquinho de esperança, pensei: "puxa vida, será que vou poder dançar em um vídeo de dança também". Ahahhahah, sonha neném!!
Mas, desde então foi uma bailarina que despertou minha atenção. Ela era também parte da Cia. Halim, que também estava no vídeo da Lulu de 20 anos, a festa que foi no Memorial da América Latina.

Em 2006, quando fui fazer aulas na Shaide, tive a dimensão exata desta bailarina e do quanto ela é importante para o cenário de São Paulo: ela é completamente multimídia!!! Bailarina clássica de mão cheia, desenvolve bellydance "com ventre" (agora por culpa da Lory, estou adquirindo o hábito de classificar dança do ventre em "com ventre" e "sem ventre"), contemporâneo, tribal, e serve um cafézinho que não tem pra ninguém. Brincadeirinha.

É bailarina até debaixo d´água.

Mas o que me encantou nessa bailarina foi a humildade. Um dia a Shaide me contou que, quando ela participou da audição da Halim, estava toda nervosa, achando que não ia entrar na Companhia. Hãaaaa? Na hora eu pensei "tá doente"!!! Mas ela é assim: gente toda vida. De vez em quando ia participar da aula com a gente. Hãaaaa? E ela lá precisa de aula? E ela ganhou meu coração quando, numa apresentação no Zio Vito, tia Shaide tendo o maior trabalho com o meu tremido, a gente batalhando MUITO em sala de aula, ela assistiu minha apresentação e na saída me abraçou e disse: "Menina, que tremido é esse, quero um igual"!!! Ahahaha, me senti a Soraia Zaied. Não sei se a Shá comentou a nossa dificuldade em sala de aula, acho que não, mas o fato é que foi um incentivo que naquele momento foi muito importante para mim.

A história dela na Casa de Chá também renderia um post enooooorme, mas faz parte do passado. E agora ela é Noites do Harém, dança muito e encanta mais ainda.

Com vocês: Fernanda Baccaro







03 julho 2010

4

Revista Shimmie - um novo conceito em leitura para bailarinas

Olá habibas!!!

Uma das novidades que eu estava DOIDA para contar para vocês é sobre um filhinho da Divina Consultoria e da querida Rhazi que está para nascer e promete ser um tudibom e um grande sucesso: a Revista Shimmie.


Eu não posso dar detalhes de tudo o que a revista vai ter, até para não estragar a surpresa, mas posso garantir pra vocês que é uma revista feita não só de bailarina para bailarina, mas de mulher pra mulher, e isso faz toda a diferença. Todos os assuntos que serão tratados na revista têm como base a dança, lógico, mas sem esquecer que a bailarina é, antes de qualquer coisa, uma mulher, cheia de vivacidade, de necessidades, de idéias, um verdadeiro caldeirão!!!

E, pra ficar mais lindo ainda, eu tive a honra de ser convidada pela Dani da Divina Consultoria, e pela Rhazi, para fazer parte da equipe Shimmie! Olha que fino:


By "Santa Adelita das lentes miraculosas"

Dois doces pra quem adivinhar sobre o que eu vou falar... a dica é uma só: a foto não diz tudo, ehehe!!!

Os colunistas são muito fera (nossa que modesta, ahahah), dá uma olhadinha na lista:

Lulu Sabongi, Rhazi Manat, Adriana Brida, Sahira Fatin, Laila Almaza, Hannah Hadarah, Isis Mahasin, Marcinha, Mariana Rocha, Giuliana Scorza, Danna Gama, Flávio Amoedo, Tufik Nabak, Alex Fao, Sheila,
Samyra Muraddy, e, é claro, EEEEEEEEUUUUUUUUUUU!!!!!!!!!!

Na primeira edição teremos ainda colaborações de Fátima Braga, Adriana Bele Fusco e Nira Lucchesi!!

Se você é professora, bailarina, e tem interesse de ter seu espaço divulgado na Revista Shimmie, não perca a oportunidade de participar da histórica 1o. Edição. Entre em contato com a Divina Consultoria: http://www.divinaconsultoria.com.br/ ou com a Daniela que é "Master Chief" da Revista: 2876-2011.

Muita energia positiva para esta Revista que vai BOMBAR  e ABALAR as estruturas da Dança do Ventre em São Paulo.

Besitos

02 julho 2010

4

A tragédia de Port Elizabeth


É torcida brasileira... sabe quem brilhou hoje? Michelli Nahid.... e quem dançou literalmente foi a seleção brasileira.

Hoje vou usar este espaço para fazer meu desabafo de torcedora.

Às vezes fico me perguntando porque não há MULHERES na equipe técnica do futebol. Porque as mulheres são bem mais organizadas que os homens. As mulheres são bem mais observadoras que os homens. E as mulheres têm um sexto sentido que só falha na TPM.

E meu sexto sentido estava gritando "Tira essa merda do Felipe Mello" desde o jogo contra a Costa do Marfim. Para que vocês tenham uma idéia de quanto é "bom" e "controlado" esse jogador, dá uma olhadinha no vídeo de uma entrevista dele para a ESPN:



Mas o que me deixou mais intrigada com esse jogo é que a seleção que jogou o primeiro tempo estava completamente diferente da que jogou o segundo tempo. MAS COMO? Eram os mesmos jogadores!! A mesma vontade de vencer o jogo!!! Ou não?

Será que houve circulação de cartolas da FIFA nos corredores dos vestiários? Como entender que, por 20 minutos, nossa seleção simplesmente deixou a Holanda jogar, sem reagir, errando de forma grotesca? Depois do desempate, nossa seleção novamente começou a jogar - mas aí já era tarde. O arbitragem também estava auxiliando a Holanda de forma descarada.

Cara, eu fiquei com dó do Kaká (e olha que eu cornetei o Kaká a copa inteira), hoje ele estava aguerrido como eu nunca vi antes. Até palavrão (pra quem não viu ele falou "Baralho", "Puta queopariu" e "Porra") ele falou, e olha que ele quer ser pastor!!! Mas não tô nem aí se ele falou palavrão ou não, o fato é que o bicho tava com uma raça imensa.

Mas, infelizmente, já faz tempo que não se ganha a Copa do Mundo dentro de campo.

E acabou hoje nossa história na Copa de 2010.

Pra finalizar a participação da Kahina na nossa Copa, segue o vídeo da belíssima apresentação dela nas noites do harém com a bandeira brasileira!



Amanhã tem jogão: Alemanha X Argentina, ou Lulu X Saida. O mundo vai tremer e eu sou Lulu desde criancinha!!!!!!!!!!!!!!!

Beijos

01 julho 2010

5

Professora, orientadora, coach ou o que?


Olá habibas!!!

Intervalo no nosso acompanhamento da Copa, GRACIA DIO!!!!!!!!!!!!!

Às vezes fico me perguntando qual é o verdadeiro papel de uma professora de dança do ventre na vida da aluna. Obviamente que um grande tempo do professor é tomado pela transmissão do conhecimento, mas o professor de dança (acredito que não só de dança do ventre, mas de qualquer tipo de dança) assume também um papel de orientador e coach, e deve desenvolver essas áreas tanto quanto o desenvolvimento técnico na dança.

Sábado participei de uma festinha, convidada por uma colega de trabalho que iria ser "batizada". Muito embora eu ache esse lance de bastismo bastante questionável, não pude deixar de dar meu incentivo para a colega, afinal, quem entra na aula de dança do ventre para "desestressar" e consegue permanecer por 6 meses ininterruptos tem que ser celebrada, não é mesmo?

Minha coleguinha dançou uma música do Hakim, muito bonitinha. Outra mocinha dançou outra música modernex, de frases bem simples. E eis que entra a terceira. E começa a tocar "Raks Bedeya". Vc não sabe que música é Raks Bedeya? É essa aqui ó:



Essa música é uma música ultra clássica créw velocidade 4,5. Não pude deixar de me perguntar: será que dá pra entregar uma música dessa pra uma aluna iniciante, para apresentar em uma festinha onde vai ter público de fora? Improvisação, tem certeza?
Fiquei olhando a aluna, que "do meio pro fim" só tremia, e tremia e tremia, e giro e fim. A música foi cortada pra uns 4 minutos, mas nem a Soraia Zaied consegue minha atenção com mais de dois minutos de tremido. A atenção do público dispersou muito, e a aluna quase não foi aplaudida.

Tudo bem, podem me cornetar. "Pô Verinha, que preconceito, se a aluna quer dançar uma música clássica, vamos incentival, afinal, é difícil uma iniciante que dê o valor que a música clássica merece". Concordo em gênero, número, grau e circunstância. É aí que entra a parte "orientação" e "coaching". Se a aluna quer dançar uma música clássica, ÓOOOOOOOOTEMO! Eu mesma não me importo se ela dançar pra eu dar meu pitaco em TODAS as aulas, por pelo menos uns 2 meses. Razoável, são apenas 8 ensaios. Colocar uma música de dificuldade alta, pra aluna improvisar na frente de qualquer público, sinto muito, não acho correto.

O desenvolvimento do solo deve ser acompanhado, mesmo que improvisado. Na minha forma de trabalho, eu trato esta questão em etapas:

1. Psicológica: Aluna querida, você quer de verdade dançar este solo? Porque a vontade traz a preparação, mas preparação sem vontade é UÓ da requenguela.

2. Planejamento: Ok, decisão tomada, vamos pensar nas possibilidades. Qual é o "tamanho" do conhecimento da aluna? A partir daí, a professora é quem deve pensar em algumas opções - se shaabi, se baladi, se moderna, se clássica... gravar um CD, entregar para a aluninha.

3. Troca de idéias: Juntas aluna e professora vão colocando suas opiniões. Claro que no começo fica bem monólogo da professora, mas à medida que isso vai se tornando um costume, a aluna vai se soltando e emitindo também seus pareceres. "Ah, essa tem as batidas e trocas mais claras", "ah, essa tocou mais meu coração", "ai, essa levanta a galera", e por aí vai. É uma situação sem surpresas para a professora, que já havia escolhido músicas que julgava serem "possíveis" para a aluna.

4. Orientação: Escolhida a música, é hora de monitorar e orientar a criatividade da aluna. Nas primeiras junções de passos, obviamente que um ou outro passo fique prejudicado na execução, daí então é preciso orientar a perfeita execução sem tolher a criatividade da aluna.

Nas próximas apresentações, a professora ao invés de escolher as músicas, pode determinar estilos, ritmos, e deixar que a pesquisa fique à cargo da aluna. Mas a aluna deverá trazer suas escolhas para a sala de aula, para que o debate de idéias aconteça.

É por isso também que a avaliação em sala de aula é tão importante. Porque é nessa oportunidade que você vai deixar a escolha 100% a cargo da aluna, porém é só uma pessoa que vai assistir, você, e é através do feedback dado que ela vai adquirir mais segurança pra escolher as próximas músicas.

Beijos a todas e sorte para o Brasil e para Kahina amanhã hein!!! Embate duro e de qualidade: Kahina x Michelli Nahid!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...