31 maio 2010

6

De quanto vale a experiência...


Já ouvi do Luiz Marins em uma palestra que um profissional completo é o resultado de uma soma que engloba:

33,333333333% Conhecimento técnico
33,333333333% Talento
33,333333333% Experiência

Porque conhecimento técnico isolado é apenas um apanhado de informações, talento isolado é apenas "vontade de querer ser", e experiência isolada é apenas "os minutos que formaram o dia de ontem". É a mistura dos três fatores que compõe a mágica, a complexidade e a eficácia do profissional.

Sábado, conversando com a Ísis Mahasin (que prazer conhecer essa menina linda, bailarina phodástica e um ser humano fora de série), debatendo sobre o legado da Lulu Sabongi, chegamos à conclusão de que Lulu é o que é porque sua dança reflete, espelha cada detalhe do "momento" que ela está vivendo, e isso é lindo para quem assiste. Não pude deixar de lembrar daquela apresentação histórica de Alf leyla we leyla que ela dança em um de seus DVDs, e seus olhos se enchem de lágrimas ao olhar para alguém que está por trás da câmera... (08:42)



A primeira vez que eu assisti a essa apresentação, mesmo tendo todas as barreiras do meu coração levantadas contra a Lulu (sou meio avessa a unanimidades), me derreti com a beleza, a intensidade, a técnica, a calma, a leveza, tudo... Essa apresentação é realmente épica.

Fico me perguntando se a densidade, a intensidade dessa apresentação seria a mesma se Lulu não tivesse sua história de vida: casamento, filhos, escola, alunas, público, vitórias, derrotas, amores intensos e desilusões, e tudo o mais de que a vida é composta.

Acredito que é disso que o Marins estava falando quando dizia que 1/3 do profissional de sucesso é resultado de sua experiência.  Não só a experiência profissional não... A experiência de vida, tudo o que acumulamos em nossa essência desde o momento do nascimento até o respiro final. E com a bailarina não é diferente, principalmente pelo fato de que a beleza da arte é mostrar com o corpo o que quer dizer o coração...

Porque não é possível expressar um amor infinito sem ter sido marcado por ele, tenha sido correspondido ou não. Como é possivel expressar a dor de ser separado de alguém por quem você daria a própria vida, se nunca amou na vida? Outro dia eu estava tentando fazer uma nova coreografia com Ya Msafer Wahdak, e fiquei andando em círculos com a coreografia pensando "ai caramba, como é que vou desenvolver a expressão para uma música que expressa uma saudade do amor tão intensa"?



Tive o prazer no sábado de conhecer essa pessoa fantástica que é a Sahira Fatin, e me divertir com suas histórias! Uma mulher que conheceu a dança do ventre tardiamente, e nem por isso deixou o receio de que seus "anos de experiência" atrapalhassem sua trajetoria na dança do ventre. E como dança lindo, que intensidade, que feminilidade! Como disse a Luana, uma vez sobre a Sálua Cardi (outra phodástica que amo muito): algo que não se compra na loja nem se implanta na clínica de cirurgia plástica: estrada meu bem! Vivência, experiência!

Não estou desmerecendo as bailarinas mais jovens, pelamor, muita calma nessa hora. Tem muita bailarina phodástica de 18 anos por aí! Mas me dou o direito de me deleitar com uma dança que carrega em cada nota da música cada um dos anos de experiência de vida da bailarina.

E viva a experiência.

30 maio 2010

3

Dança da leitora: Luciana Arruda


Olá habibas...

Faz tempo que eu não posto um "dança da leitora", mas esse é especial.

Lu Arruda é uma mocinha que eu acompanho na NET já há um tempão, desde o fórum KK. Ela já tinha até um escaravelho com corzinha porque postava bastante (estou certa Lu? Corrija se eu estiver errada). Aí veio o site "A bailarina" e todas aquelas entrevistas baphônicas que todo mundo já conhece.

Aí eu coloquei o blog no ar, e ela me ajudou a trazer o blog até aqui (sim, porque se gente muito bacana tipo a Lu, Elaine, Luana Mello, Lory, Ket, Samy não tivessem me ajudado sempre comentando nos posts, eu não teria saído do lugar, com certeza).

Mas eu nunca a tinha visto dançar. Até que esse ano pedi para que ela me adicionasse no orkut, e pude ter acesso aos seus vídeos.

O resto é história né?

Mas na semana passada ela postou esse vídeo aqui:



A primeira coisa que me conquistou seriamente: a música. Tá longe do "bellydance top hits", mas é muito, mas muito boa. Calma, pausada, a música chama a bailarina pra dança. E a Luciana não se fez de rogada, dançou mesmo.

Gosto da forma como a Lu preenche seu espaço - mesmo com uma música mais calma, ela utiliza passadas longas no ritmo da música para preencher o espaço - ponto pra ela! Os braços estão perfeitos, muito harmônicos, bem alongados, fazendo um desenho bonito no ar.

Os arabesques também estão perfeitos, e as evoluções com a saia ficaram belíssimas. Aliás, a combinação da saia branca com a saia de crochet ficou baphão - semana da moda Bellydance no Egito, certeza!!!

A fluidez da dança inteira é de se admirar MESMO. Coisa phyna, elaborada com cuidado.

Eu só citaria dois pontos de atenção: um é o tempo que se fica de costas pro público. Achei que a Lu ficou tempo demais performando de costas para o público. Meu outro ponto de atenção são os chutes. Não sou fã de chutes, mas uma vez usados, acho que eles podem ser mais altos.

Parabéns Lú! Sua dança foi SUCESSO, e sei que você está numa empreitada grande para este ano, mas depois de ver essa dança, tenho CERTEZA ABSOLUTA que você está no caminho certo.

Para finalizar, a linda frase sobre sua personalidade que ilustra o blog da Lú:

"Se alguém perguntar se fiz algo de bom, por favor: digam que eu DANCEI!!"

Beijos a todas

27 maio 2010

10

Alongamento e aquecimento: quanto tempo?


Essa é uma pergunta que há muito tempo me deixa encafifada: quanto tempo deve durar o alongamento e aquecimento em uma aula de dança do ventre?

O alongamento é importantíssimo e indispensável porque:

1. Reduz as tensões musculares - e isso traz muitos benefícios para a coordenação (e sem ela "no dança habiba"!)
2. Previne distensões musculares,
3. Desenvolve a flexibilidade das articulações,
4. Previne doenças relacionadas aos movimentos repetitivos, como tendinite, bursite, epicondilite, etc..
5. Melhora a postura,



Enfim, os benefícios do alongamento são inúmeros e todos eles importantes para a dança. Se você entrou em uma aula de dança do ventre, e a professora "sai dançando" desde o primeiro minuto de aula, sem se alongar ou aquecer, "nem desconfie"! Saia rapidinho, porque se ela quer se machucar dançando sem alongar e aquecer, tudo bem, mas machucar você é sacanagem!



Mas, e quando o alongamento/aquecimento demora demais?

Estou visitando escolas para voltar às salas de aula (dia 01/06 vou estar na audição para a companhia de dança coordenada pela Jamila, se você é de Sampa, agende também!!). Essa semana visitei uma escola, e como meu marido estava junto prometi pra ele que iria ficar no máximo uma hora, olhar umas 2 sequências e as outras alunas e ir embora.

A aula começou pontualmente no horário marcado. Eitcha, ponto positivo, ODEIO escolas que toleram atrasos, porque via de regra, aula que começa atrasada não é postergada. Whatever...

Começou o alongamento. Já estava na cara que a professora é praticante de yoga, e trouxe vários movimentos para a sala de aula. Fiquei animada, já pensando no quanto mais flexível eu iria ficar se fizesse aula com a professora...

E o tempo foi passando... olhei no relógio: 25 minutos de aquecimento e as alunas ainda estavam sentadas... 35 minutos: as alunas estavam de joelhos... eu não poderia deixar de achar estranho galera, na cartilha que eu aprendi dizia "no máximo" 30 minutos de alongamento. Pra encurtar: o alongamento muscular demorou extraordinários 45 minutos. Daí pensei: não tem problema, verei uma sequência, pelo menos.

Ledo engano, começou o aquecimento dos quadris: bate pra lá, bate pra cá, shimmie, alterna joelhos... mais 15 minutos.

Totalizando uma hora de alongamento e aquecimento. Mas a aula é de uma hora e meia. Não posso deixar de achar ruim que o treino de dança dure "apenas" uma hora. Ainda mais com o número de alunas que havia na sala: umas 12 pelo menos. E as correções individuais? Como é possível, em uma aula de avançado, limpar sequências e dar orientações individuais com meia hora de aula?

E vcs, o que acham?

Beijim

25 maio 2010

4

Quando produção, beleza e dinheiro podem "comprar" o êxito... Rania (USA)


Há quem pense que a última pedra da montanha na escalada da bailarina é gravar um DVD didático. Seu público te admira de tal maneira que se dispõe a "deixar que você entre em casa" em um disquinho e dedica alguns minutinhos de sua vida diária a estudar seus passos.


A-W-E-S-O-M-E! Living on the edge.

E a técnica? Vai bem, obrigada, mandou lembranças...

Esta historinha te lembra alguém? Pra mim lembra: a Rania

Makeup is everything baby!!!

Vamos à biografia da moça: Rania Bossonis é grega, é estuda dança oriental desde o ginásio, venceu o concurso "Bellydancer of the Universe" em 2000 e 2002 (concurso que também foi vencido por Amar Gamal), e os sites por aí a classificam como "Multi-award winning bellydancer". Ao ler tal histórico você pensa: "VIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIGIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII,  a mina manda muito!!!"

Mas aí você assiste:


Não, não é impressão não.  Você já viu bailarinas MUITO melhores por aqui.

Mas eu estou sendo injusta e linguaruda. Vamos a outro vídeo:



Esse último vídeo é do DVD - Bellydance Divas, que por sinal foi o primeiro DVD em que pude colocar as mãos em minha existência.

Já a Rania coreógrafa me agrada muito. Embora eu ache que suas coreografias tenham pouquíssimo aproveitamento de espaço, nos DVDs didáticos ela combina bem os passos e é criativa nas ligações.  Eu pessoalmente gosto de suas aulas porque ela tem boa dicção, seu inglês é bem mais "limpo" e livre de vícios (será que é a origem grega?), bem mais fácil de entender. Na minha opinião, excelente coreógrafa e professora, mas a parte da bailarina...

Serve como exemplo pra nós de que nem sempre a bailarina que está poderosa lá no DVD é infalível. Rania é linda e tem um corpão, mas "na arena" perdia feio para várias de nossas Raksas...

Tá vendo, habiba? Pode faltar talento, mas não pode faltar GRANA!!!

See you later, alligator!!!

24 maio 2010

3

Seleção de bailarinas e Bolsa de Estudos - Jamila Silva

Jamila Silva

Olá meninas!!!

Recebi da Jamys um e-mail sobre a seleção de bailarinas que haverá no studio da Shaide (beijo Shá!!) para dois grupos: um de dança do ventre e outro de dança indiana / bollywood que será coordenado pela Jamila Silva (Jamys traveca para os íntimos).

Vai o conteúdo do e-mail:

****
O Studio de Dança Shaide Halim está selecionando novas bailarinas para bolsas de estudo e também para duas de suas companhias de danças.


&  


As duas cias. terão Jamila Silva como coreógrafa e diretora, e como objetivo a divulgação da dança oriental, usando de cada dança os elementos mais clássicos, e também fazendo releituras com idéias contemporâneas.

****
E a Jamys me passou maiores detalhes hoje por e-mail, veja os pré-requisitos:

* Morar em SP ou ABC;

* Ser maior de 18 anos, ou ter autorização dos responsávis para a participação;

* Ter disponibilidade para comparecer semanalmente aos ensaios sendo, ás terças-feiras 19hs para Ventre Avançado, e ás 21hs para a Dança Indiana e Bollywood;

* Ter conhecimento avançado em dança do ventre;

* Para o grupo de dança indidna não é necessário conhecimento anterior, basta ter aptidão, que será verificado durante os testes;

* Ter disciplina para comparecer aos ensaios e shows.

Testes podem ser agendados para os dias : 01, 08, 15 e 22 de Junho de 2010.


Eu já havia conversado com a Jamila no Mercado Persa sobre esse projeto, não é algo "pega-aluna" não. Ela já vem planejando este trabalho há algum tempo, e agora vai nascer.  E, conhecendo a Jamila, posso garantir que vai ser de primeira linha. Se você é de São Paulo, não perca a oportunidade.

Contatos:

jamy_s_1984@hotmail.com
http://www.jamilasilva.tk/
9420-3084

ou direto com a Shaide:

shaidehalim@uol.com.br
http://www.shaidehalim.com.br/
5083-0830

22 maio 2010

1

O jeitão brasileiro de dançar no estrangeiro



Olá habibas!

Seria muita pretensão dizer que aqui no Brasil se pratica a melhor dança do ventre no mundo?

Que me perdoem as estrangeiras, mas o ziriguidum brasileiro faz toda a diferença na execução de Raks Sharki. Vários ingredientes nos tornam especiais: somos um povo naturalmente caloroso, emotivo, nossa ascendência índia e negra nos garantem o gingado necessário para manter os quadris nervosos e nossa ascendência européia nos garantem a calma e precisão "ballética" (como diria minha amiga Lory).  Afora o assunto "dança", somos mulheres belíssimas, naturalmente sensuais. Ou seja: galera "NÓIS SOMOS OS CARA" quando o assunto é dança do ventre para exportação.

E nossas meninas têm feito um sucesso enorme Oriente Médio afora, o Omar Naboulsi que o diga. Todos os anos ele têm feito novas seleções para enviar mais meninas para o Oriente, e o mercado vêm aumentando: países da Europa como França e Suíça também já têm solicitado "Raksas" para incrementar seus restaurantes.

Mas a mágica acontece quando a bailarina chega lá.

Vamos pensar no que se demanda em dança do ventre no Brasil hoje: vivemos a era da miscigenação PESADA com o ballet. Bailarina que não gira de forma perfeita, não enfeita sua dança com arabesques com a perna altíssima, não tem os braços leves como plumas e perfeitos como as linhas de um compasso tá fora meu bem. Isso tudo embeleza a dança, mas de uma certa forma, torna a dança também mais "light" (tirando a Kahina, que é um caso à parte, pois é perfeita e "energética").

Na "estrangeira" a dança é bem mais viva e alegre, e certamente a bailarina que vai para o exterior têm que adaptar o estilo.  O resultado tem sido fantástico:

Warda Maravilha



Esmeralda



Jaqueline Braga



(não gostei muito da profunda fenda frontal, mas a dança é belíssima)

Adriana Costa



(lembro dessa menina do fórum KK, quem diria hein!!! Dançando na estrangeira!)

Claudia Rosinelli



Sarah Fisher



E vocês, o que acham?

Beijim

21 maio 2010

9

Desabafo...


Olá habibas...

Hoje vim compartilhar com vocês meu desejo intenso de deixar a academia onde estou dando aulas atualmente.

Isso é fruto de um looooongo processo de revolta e descaso que vou explicar pra vocês:

1. Dou aulas de sexta, das 20:00 às 22:00. É coleeeega, ninguém merece. De um lado é legal porque só vem às aulas quem tá REALMENTE a fim, e isso é uma seleção natural. Eu até chego a gostar. Mas a ANOS minhas alunas vêm clamando por outro dia de aulas. Eu achei que tudo isso seria resolvido com a nova sala a ser inaugurada, que seria convidada pela academia a dar aulas em outro horário na grade na sala nova.
LEDO ENGANO... a grade já está cheia dos amiguinhos do coordenador da academia.

2. Mais ou menos um ano atrás o coordenador queria alterar o horário das aulas, proposta prontamente NEGADA pelas alunas porque ele queria reduzir nossa aula em meia hora, e eu que me virasse. Pois bem...
a nova sala está sem espelho, e com aparelhagem de som que é um LIXO. E ele nos mudou para a nova sala, tendo que competir com nossa antiga sala que tinha um espelho MONSTRO e uma ótima aparelhagem de som... eu tenho que literalmente GRITAR para me fazer ouvir porque o som da outra sala é bom mesmo.

3. O pagamento é uma piada né... além de ser ruim, todo mês para eu receber pelas minhas aulas é um PARTO!!! Por exemplo, meu dia de receber é dia 10. Eu ainda não recebi pelas aulas do mês passado... só para vocês terem uma leve idéia.

Meu coração SANGRA por conta única e exclusivamente das alunas, que são dedicadas, que deixam suas casas e vão, muitas moram longe e se deslocam até a academia... da mesma forma que me sinto desrespeitada, acho que esse desrespeito se estende a elas também! E elas não merecem, tão aí se empenhando, dançando nos eventos, levando o nome da academia sabe?

Enfim... hoje acordei com uma angústia no coração, e sinto que é o dia da decisão. Me ajudem, please!

17 maio 2010

6

Administração financeira para bailarinas: antecipe-se à crise!

Olá gurias!!

Saudades sem fim de todas... espero até o final da semana resolver meu problemim de internet.

Quem é antenadíssima em televisão, internet e afins, pode conferir nas manchetes que estamos à beira de uma séria crise mundial causada pela obscuridão que se tornou o nível de endividamento europeu e a emissão de debêntures em nível global.

O que isso tem a ver com nosso mundim maravilhoso e colorido?
T-U-D-O!!!

Claro que se os bancos centrais mundo afora se moverem com a velocidade dos quadris da Soraia Zaied (aliás, baphônica entrevista no Fantástico que vai render um post especial sobre "desserviço de cirurgias plásticas" futuramente aqui no blog), os efeitos da crise talvez nem venham a ser sentidos, mas é de  conhecimento geral que as coisas não funcionam tão facilmente assim.

Em tempos de crise, qual é o primeiro gasto cortado do orçamento doméstico? O supérfluo baby! E por mais que você não queira admitir, nossa dança, o mercado, roupas, bijoux, maquiagem e tudo o que se constrói em volta desse meio não é de primeira necessidade para a família brasileira (muito embora, aqui em casa se deixa de comer pra que eu compre uma roupitcha, eheheh.. brincadeirinha).

Assim sendo habibas, o recado pra quem sobrevive de dança é: cautela máxima e absoluta. Se você tem seu orçamento já comprometido com juros de descontos de cheque, experimente uma dieta mais frugal e tente com todas as suas forças sair deste hábito. Descontar cheques deve ser uma eventualidade, quando se torna renda fixa vira um problema sério. Já existe um viés de alta nos juros das operações, e vão aumentar também as tarifas de borderôs, uma vez que a ordem é "desestimular" a utilização de cheque na economia.

O mesmo conselho para os gastos: pra quem depende das mensalidades, faça um orçamento considerando 70% do faturamento mensal, e verifique a viabilidade de guardar os outros 30%. Em primeiro lugar porque poupança não faz mal a ninguém, e em segundo lugar, porque talvez haja uma redução MESMO no número de alunas matriculadas que vão preferir privilegiar outros setores do orçamento doméstico.

Observe a crise só de longe, não deixe-a tocar em você hein!!!


Gente, eu ADORO falar de economia e mercados, é minha primeira profissão e meu amor eterno. De verdade. Se você quiser trocar idéias, e outras informações sobre o assunto, é só me mandar um e-mail: neguinhamoreira@gmx.net

Besitos e boa semana!!!

07 maio 2010

4

Sinal de vida!!!!

Olá gurias!!

Só passei mesmo para dar um sinalzim de vida!!

Já mudei, minha casa tá a maior muvuca, enfim... e sem previsão de internet, caso que vai me render uma boa briga com a telefônica. Tudo bem. Ninguém disse que seria fácil, não é mesmo?

Como estou em uma fase contemplativa, lendo muito mais que escrevendo, vou indicar as coisas legais internet afora:

- A Khan el Khalili está com uma promoção dos DVDs das Super Noites do Harém IV por R$ 50,00 os dois DVDs. Basta acessar o site http://www.khanelkhalili.com.br/ e fazer o pedido, que eles entregam em todo o Brasil. Corram que vale a pena. E quem comprar, por gentileza, ME MANDA POR FAVORRRRRRR!! Sou bloqueada no e-mail da Casa de Chá há 5 anos - olha que legal, fazendo bodas!!!

- A gata garota Lory, do AnDanças de Lory - fez um artigo super massa sobre Avaliação em Dança do Ventre. É muito bacana para quem avalia, para quem é avaliado, professora, aluna, enfim... CLIQUE AQUI PARA CONFERIR.

- Lembra que eu comentei da coreografia de Enta Omri dançada pela Rhazi, Naznin, Ahlam Saida, Sahira Fatin e Isis Mahasin? Que era diumtudo di bom? Então, já está disponível para todo mundo babar!!! CLIQUE AQUI PARA CONFERIR.

Bom, meninas, é isso. Desculpem a falta de fotos, vídeos, aqui no trabalho não é possível acessar nada nem arquivar nada, mas sobra carinho e saudade de vocês viu?

Beijins
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...