29 março 2010

3

Histórias de Bailarina...

Nunca entendi direito o que me impulsionou a fazer aulas de dança do ventre.

Quando eu tinha 15 anos, eu trabalhava com uma moça que fazia aulas em Osasco, e também se apresentava ao lado da professora. Embora eu achasse lindo o figurino e toda a "produção" da bailarina, nunca me vi fissurada de vontade de fazer uma aula para experimentar.

A novela "O clone" aconteceu em meu período de faculdade (lerê-lerê), e meu único tempinho de assistir era o capítulo de sábado - ou dar uma espiadinha no primeiro ou segundo bloco da novela, enquanto estava no boteco em frente a faculdade. Eu achava a história da novela um despropósito, não só em relação à clonagem, mas também do que era passado sobre a mulher muçulmana - sempre resignada e submissa, masss.... Na alcova uma tigresa de quadris enlouquecidos. E quando não estava seduzindo o marido, era obrigada pelo mesmo a representar o papel de "Odalisca fatal" para as visitas. Fala sério. Um HORROR!!!

Então, olhando para trás, realmente não sei explicar o que me motivou a procurar a academia naquela noite de Janeiro de 2004 e me matricular no curso de dança do ventre.

O fato é que me apaixonei perdidamente pela dança, e também pelo universo árabe. Paixão essa que se transformou num amor eterno e duradouro, e, acima de tudo, inabalável.

Até que em Junho daquele mesmo ano, eu pude visitar pela primeira vez a casa de chá Khan el Khalili. Naquela noite, pude assistir a quatro bailarinas. Dessas, 3 me encantaram com sua técnica perfeita, sua leitura musical irrepreensível, e tudo o mais que em sala de aula, eu considerava inatingíveis para mim. Foi aí que ela chegou!

Como uma fada em seu belíssimo figurino azul (que depois descobri ter sido confeccionado por ela mesma), aquela bailarina especial me mostrou não só técnica, não só conhecimento em dança. Ela flutuava, e era tão feliz, que parecia que aquele momento era o melhor de sua vida. Seus braços se moviam de uma forma delicada, na cadência das batidas do coração, tocando o mais profundo da alma. E os movimentos de seu quadril se uniam à melodia tal e qual dois amantes frenéticos e famintos. Aquele era um momento de puro prazer e deleite. E eu tive o privilégio de ser testemunha daquela festa celebrada pela bailarina com sua dança.

De repente eu entendi qual era minha parte naquele todo. E não havia escolhido a dança - a dança é quem me enfeitiçou, e eu estava completamente enebriada... Era tudo brilho, cores, sorrisos, batidas. Tudo tão lindo...

Prometi a mim mesma naquela noite que a minha busca pela dança seria alcançar aquele momento único com meu próprio corpo. E o que sempre me motivaria, em minha mente, em meus olhos e em meus sonhos, seria aquela bailarina que, com sua doçura, seu encanto e seus movimentos perfeitos, me fez entender que eu não poderia viver mais nem um minuto sequer sem reverenciar a arte.

Por algum tempo, que para mim pareceu uma eternidade, ficamos sem vê-la, sem notícias, sem sua dança, sem sua mágica. Mas ela voltou, mais linda, mais viva, colocando sua experiência de vida a serviço da arte. E, habibas, o resultado tem sido ESPETACULAR!

Seu nome? SAMYA JU!



Apaixone-se você também!





28 março 2010

3

E a vencedora da promo é...

 Eu, novamente, by "Nossa senhora das lentes miraculosas" - Adelita Chohfi


Olá gurias!!!

Em primeiro lugar quero agradecer muitíssimo à Adelita Chohfi por ter aceitado participar da promo aqui no blog, ela gentilmente cedeu o mini ensaio para sorteio, mas não é só isso não viu? Ela está preparando uma surpresa especial para as habibas leitoras do Amar el Binnaz que querem fazer um ensaio fotográfico com ela. Aguardem e confiem.

ADELITA: YOU ROCK ALL OVER THE WORLD BABY!!! TKS!!!

Bom, vamos deixar de xurumelas!!
A sortuda que vai tirar 4 fotos MARA no stand da Adelita no Mercado Persa é...


Lucy Linck!
Parabéns lindona!!! Depois manda as fotos pra gente ver hein!

Beijos a todas que participaram, e aguardem novas promos no blog.

26 março 2010

5

Dança da Leitora: Luxor Baladna = Said Maravilhoso = 1o. Lugar = Naznin

Olá habibas!!!

Nesse final de semana que passou aconteceu o IV Encontro Sahira Fatin lá na Associação Aichi, e fui corujar minha habiba Alê que ia dançar vintage com o grupo de iniciantes da Shaide. É sempre uma ótima oportunidade de dar um abraço gostoso nas amigas, não é mesmo? Beijo pra todas as lindonas: Rhazi, Lalá, Adelita, Alessandra Roncoleta, Shaide...

E pude assistir a uma coreografia PRIMOROSA de Enta Omri com um grupo formado por: Sahira Fatin, Isis Mahasin, Rhazi, Naznin e Ahlam Saida (Cibele para as mais chegadas, ehehhe...). Impressionante a dinâmica da coreografia - tsunami mesmo - sem perder qualidade técnica. Muito bom.

A verdade é que a Naznin tá dançando "pá carai", e como eu não achei esse vídeo de Enta Omri no youtube, peguei o vídeo onde ela ganhou o concurso amador do E-ventre dançando "Luxor Baladna":



Eu NUNCA tinha visto ninguém ganhar concurso com coreografia folclórica. Achei massa!

A primeira coisa a se destacar é, com certeza, o figurino folclórico até os dentes, com poucos ou nenhum "modernismo". Deu todo um charme a mais na apresentação. E em relação à expressão, Naznin caprichou na temática do Saiidi: muita alegria, e sem perder o charme - para não desagradar a Nadra Assef, né Maíra? Eheheh, brincadeirinha...

Naznin criou sequências curtas, sempre impecável na contagem do ritmo. Isso com certeza impressionou os jurados, porque, embora tenha utilizado passos de pouca dificuldade técnica, houve uma grande variedade de sequências.

O bastão também não foi coadjuvante na dança não, ela girou o bicho meeeessmo! Eu, pessoalmente, acho horrível quando a bailarina dança a música inteira com o bastão parado e só faz uns giros mega-rápidos-escalafobéticos em um único momento da música. Não foi absolutamente o caso.

A utilização do espaço foi outro item a se destacar: Naznin se movimentou muito, não desprezou nenhuma brechinha do palco e interagiu muito bem com o público. Não é a toa que ficou em primeiro lugar.

Parabéns Thá!!! Ahazou! E vai dar muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito trabalho no MP!

Beijins

23 março 2010

4

Musicalidade: Leitura Musical para Iniciantes - Batwanes Beek


Olá habibas!!

Resolvi iniciar o tema "Musicalidade" aqui no blog, para ajudar as habibas iniciantes a encontrarem músicas que as auxiliem no estudo de música árabe e que também as auxilie na leitura musical. E a primeira da lista não poderia deixar de ser "Batwanes Beek" da Warda.

É sabido que músicas clássicas não estão no "Top 5" de quem inicia na dança do ventre, mas não dá para negar que é muito mais difícil entender os "tempos" de uma música moderna do que de uma música clássica. Isso me faz lembrar das vídeo aulas da Lulu onde ela diz "olha essa parte da música: ela pede um deslocamento", e eu já ficava doidinha pra saber qual era a música pra já decorar que naquela determinada parte, o certo era fazer um deslocamento.

E é por isso que "Batwanes Beek" é tão útil. Em primeiro lugar: a execução do ritmo é moderada-lenta em quase toda a extensão da música - facilita demais a leitura. As trocas melódicas da música são sempre precedidas de pequenos "preparos" (batidas, mini-frases), e isso permite que vc treine seu ouvido para alterar sua motivação em relação à expressão na dança.



Batwanes Beek (que se pode traduzir como "Eu adoro estar com você"), é também uma canção muito romântica, e Warda coloca toda essa carga de sensualidade na voz quando está cantando. E nisso também a música serve de estudo: a parte cantada é extremamente útil para a bailarina estudar a faceta da feminilidade na música.



E quem acha que acabou a utilidade dessa música, eu digo mais uma: o estudo da dança com snujs. Na minha opinião, o tempo de execução do ritmo nessa música ajuda muito na junção da dança com os snujs - veja bem eu não disse no estudo dos snujs isoladamente - estudar ritmo é uma coisa, colocar as mãos para tocar e o corpo para dançar é outra bem diferente.

Abaixo segue a tradução da música, disponibilizada pelo site Terra:
(http://letras.terra.com.br/warda-el-jazairiya/477778/traducao.html)

Betwanes bik - Warda

Betwanes bik u inta maaiaEu sinto prazer com você quando você está comigo
Betwanes bik ua bala'i fi orbak duniaiaEu sinto prazer com você e encontro meu mundo quando você está ao meu lado
RefrãoRefrão
Lama 'tarrab  ana batwanes bikQuando você chega perto eu sinto você
Ua lama betebad ana batwanes bikQuando você está longe eu sinto você
Ua khaialak bikun waiaia waiaiaE sua imagem vem comigo
Ua enga'h soutak, soutak bewanasneE a lembrança da sua voz me conforta
Ua hawak fil bou'd, fil bou'd biahrousneE seu amor me protege até longe
U el shouq enadilak gouwayaO amor está chamando você do mais profundo do meu ser
Uana, u ana, u ana, u ana,u ana, u ana,,E eu, e eu,e eu
Ana  ana  ana  ana  ana  anaEu, eu ,eu,
Betwanes bik u inta maaiaEu adoro sua companhia quando você está comigo
Bitmourr s'eat ba'ad louanaHoras passam depois de nossos encontros
Ua rouh liwugudak atchanaE minha alma é sedenta esperando tua presença
Tewahashni 'aaineikEu tenho tanta saudade de teus olhos
Ua bal'e  edounia ba'it fadiaE apesar de o mundo parecer vazio
Ma'a 'eni enaas rayha u gaiaMesmo com as pessoas indo e voltando
U ana bahlam bikEu sonho com você
Ala tul fi khayali banadeelakEstou sempre te chamando nos meus devaneios
Ua  ba'oul ya 'atgini ia hagilakEu falo para mim mesma que ou você vem até mim, ou eu vou até você
Men ghair mawa'idSem marcar hora
Ue adoubak we fi néfsse e'essaniaOh, se eu pudesse num instante
Beleik 'udami ia 'aneiaEncontrar você do meu lado, olhos meus
Wa el'id fil 'idE nós com as mãos unidas-
Refrão


**********************

Um beijão a todas

19 março 2010

1

Battle of Bellydance Hotties - Daret al ayam

Já se inscreveu para concorrer a 4 fotos posadas no Mercado Persa com a Uber Fotógrafa Adelita Chohfi? Não perca tempo!! Clique no link ao lado!

Olá habibas!!!

Depois de uma vitória ESMAGADORA da Jillina, na sua versão de "Mestani Eih" de Amal Hijazi (a Aliya teve apenas 3 votos), vamos de mais um Battle of the Bellydance Hotties, desta vez, com "Daret al Ayaam".

Essa música é bem especial pra mim. Eu a vi a primeira vez sendo interpretada pela Aziza-mor em um dos vídeos da Lulu, e vivia pedindo no Fórum KK o nome da música (e nunca que ninguém me respondia, óoooobvio). Depois vi a Jillina dançando em um dos meus primeiros DVDs: "On fire", e fiquei mais aguada ainda. Demorou séculos até que eu descobrisse o nome da música. Eu AMO de paixão, acho que é uma música que permite à bailarina exercitar muito sua expressão, visto que é uma música de muitas trocas de ritmo, enfim, perfeita. E claro, quando a música é muito boa "o santo desconfia": é dificílima de ser bem executada.

E vamos às opções de hoje (tão ferradas, as duas, na minha opinião, são EXCELENTES):

Amélia



Jade el Jabel



Vote - até 05/04/2010


Qual q melhor intérprete de "Daret al ayam" de Om Koulthoum?

Amelia

Jade el Jabel










Grande beijo

16 março 2010

7

Promo Amar el Binnaz + Adelita Chohfi: Com você no Mercado Persa

 Eu, Beduína, by Adelita Chohfi, ou simplesmente "Nossa senhora das Lentes Miraculosas"

Tá chegando gurias!!!

O Mercado Persa, evento que encoraja muita gente a viajar hooooras, enfrentar um baita calorão, se trocar em um camarim lotado, apertado e quente, e brilhar diante dos olhinhos admirados das habibas dos mais diversos locais do país. ÊEEEEE coisa boa!!!!!!!



Este ano, mais uma vez, a Adelita Chohfi, mais conhecida como "Nossa senhora das Lentes Miraculosas" (e do Photoshop de arrasar - pelo menos no meu caso), estará lá com sua equipe para fotografar você ou seu grupo em seu mini-estúdio. Acredito que será como no ano passado: 1 CD com 4 fotos posadas (o preço não lembro, foi maridão quem pagou), não importa o número de integrantes do grupo.

Foto roubada do orkut da Giuliana Scorza, para evidenciar o belíssimo trabalho da Adelita!


Olha meninas, vale muito a pena viu. Vejam na foto acima, que MA-RA-VI-LHO-SO registro da sua participação num evento tão importante como o Mercado Persa!

E como a Adelita é uma fofa e parceira aqui do Amar el Binnaz, ela nos ofereceu UM ENSAIO COM 4 FOTOS POSADAS NUM CD PARA SORTEAR PARA AS LEITORAS!!!!!! EEEEEEEEEEEE!!!!

Basta ser seguidora do Amar el Binnaz, e preencher o quadro abaixo com nome completo e e-mail:

(Se você ainda não é seguidora, basta clicar no botão "Seguir" do lado esquerdo, na parte superior do blog)




As inscrições deverão ser feitas até 27/03 e dia 28/03 eu anunciarei a vencedora!! Torça e imagine-se DIVA em sua roupa de dança com Adelita Chohfi fazendo uma foto BAPHO para você guardar para a posteridade!



Um beijo e boa sorte a todas!!!

13 março 2010

4

Didática... qual a fórmula mágica na dança do ventre?

Olá habibas!

O dicionário descreve didática como:

Didática:

Arte de ensinar; o procedimento pelo qual o mundo da experiência e da cultura é transmitido pelo educador ao educando, nas escolas ou em obras especializadas. / Conjunto de teorias e técnicas relativas à transmissão do conhecimento. (Fonte: Dicionário do Aurélio Online - www.dicionariodoaurelio.com)


Partindo para a praticidade do administrador, se didática é transmitir conhecimento PONTO. Não foi eficaz, não atingiu o objetivo básico, simples assim. E como a nossa dança é praticamente "transmitida de boca em boca", a didática se torna algo praticamente intuitivo. É por isso que existem bailarinas fantásticas por aí, mas em sala de aula não conseguem "mandar a mensagem".

Antes de pensarem que estou julgando fulana ou ciclana, eu quero dizer que eu não partilho do pensamento de que "Uma boa bailarina é uma boa professora". Acredito que cada uma pode trilhar o caminho que achar mais interessante, e se uma bailarina quiser APENAS trilhar o caminho dos palcos, ela não é menor por isso. Afinal, se para ensinar fosse necessário somente "eficiência na execução", um bom corretor de ações não precisaria de passar pelos anos da faculdade, e mais a licenciatura, e mais pós graduação e o  "mais a quatro" para ir para a frente de uma sala de aula. Esse é apenas um exemplo tosco tá?

Ensinar, como o dicionário bem traduziu, é uma arte. E como qualquer processo artístico, envolve uma porção de talento, uma porção de disposição, uma porção (ou um muito) de paciência, e uma porção grande de estudo. Você pode pensar: "Bom, talento eu tenho, disposição não me falta, eu estudo muito, e cara, sou muitoooo paciente - meu, eu sou uma professora nata! Bora montar uma sala". Eu pensava como você coleeega. Quando fui para a frente da sala de aula é que eu percebi que, além de aprender mais da dança eu teria que aprender tudo de didática.

Diante das pedras do caminho, eu comecei a observar as bailarinas nos festivais por aí. Percebi que a EMPATIA é fundamental para o processo da didática. Vi alunas plenamente apaixonadas por suas professoras, e acho isso um ponto muito positivo, afinal, se Jesus não fosse carismático, ninguém teria interesse em contar sua história, certo?

Descobri que a PACIÊNCIA é item fundamental no processo da didática. Principalmente em relação à dança. Porque cada pessoa é um indivíduo, cada um tem o seu tempo de aprendizado, cada um tem seu limite em relação ao corpo, cada um é cada um. E meniiiiina, essa parte para mim foi a pior, porque nunca tive paciência com NADA na vida.

A parte da transmissão do conhecimento é a que mais me cativa, e nesse ítem, gostaria de destacar uma UBER pessoa, bailarina, e professora: a Rhazi.





Eu nunca frequentei uma sala de aula da Rhazi, mas sua doçura, sua grandeza de espírito, o amor de suas alunas por ela, sua dança maravilhosa e sua capacidade de transformar o "difícil" em executável simplesmente me encantaram. Ela é um exemplo da didática que funciona em dança do ventre. E uma inspiração para nós que estamos iniciando na "arte de ensinar".



Se você gostou da vídeo aula da Rhazi, e tem interesse em adquirir o DVD didático, ele está disponível para venda no Espaço Manat através do telefone 2645-2111, ou no Orkut da Rhazi:

http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=5655718660914382671


Um beijo

11 março 2010

9

Dança da leitora - Emine!

Olá crianças!

Eu, atualmente, peso 95 kg (e faz um mês que apesar de todos os esforços não emagreço uma porra de uma grama). E minha dança denuncia cada uma das minhas graminhas: movimentos fortes, pesados. Então, suavidade é meu nome, minha meta, meu objetivo, meu eldorado.

E a Elaine faz parte do meu time, embora não veja um número tão assustador na balança - ela é fat hottie também. Porém, ela faz o que eu não consigo: na dança é leve e fluida como uma pluma. Assistam:



A música é Baterefleek, bem conhecida, executada ao vivo com a banda Layeli Almaza. Mesmo com música ao vivo, a dança é calma e bem executada - eu DETESTO quando tem música ao vivo e a bailarina fica saracoteando de um lado pro outro e tremido que não acaba mais.

Destaque para a leitura musical: a Emine conhece muito bem a música, e coloca cada uma das batidas no lugar exato. Os braços muito leves e fluidos, e não posso deixar de dizer que AMEY o redondinho muito rápido e delicado. Ela também faz algo que eu adoro: canta a música. Super me identifiquei.

O ponto de atenção que eu destacaria é que pode haver uma interação um pouco maior com o público, mas isso é muito pessoal em cada bailarina - eu adoro.

Parabéns Emine, vc é minha eterna fonte de inspiração!

Beijim

09 março 2010

3

Na necessária da bailarina - Máscara para cílios


Vamos falar hoje da minha obsessão: cílios!!!!!!

Eu adooooouro cílios enormes, no melhor estilo drag queen, e não hesito em lançar mão de artifícios como os cílios postiços para ficar com pestanas poderosas!

A grande questão dos cílios na maquiagem da bailarina, é que a ele é reservado o tempo que "sobra": a bailarina demorou um tempão tentando fazer milagre com as sombras, gastou mais outra eternidade tentando acertar a mão no delineador líquido, e quando é a hora da máscara para cílios já está quase em tempo de subir no palco. Isso, habibas, é uma judiação, diga-se de passagem!!

Temos muitos blogs por aí dizendo maravilhas de máscaras importadas que custam uma fortuna, mas eu digo a vocês: a mesma regra que se aplica ao delineador, se aplica ao rímel - é necessário você testar vários até chegar ao que vai "tocar seu coração" e deixar seus cílios poderosos.

Eu tenho alguns, importados e nacionais, e vou listar aqui as vantagens e desvantagens (incluindo preço) das máscaras que eu uso:


1. Avon SuperShock Mascara - Entre R$ 17,00 e R$ 22,00 (dependendo da campanha).

O Supershock é meu rímel de todo dia. Gosto dele porque cumpre o que promete no quesito "volume". Seu aplicador de plástico separa bem os cílios e não deixa "empelotar". O efeito não é "Ohhhhhh, que cílios enormes", mas pro dia-a-dia dá pro gasto:

                                               Cílios sem nada -               Avon Supershock (1 camada)


2. Máscara para cílios Payot - (Não sei o preço, o meu foi troca com uma de minhas alunas)



Meninas tenham muito cuidado. O Rímel da Payot é uma máquna de borrar!!!! Um perigo para a maquiagem recém feita. Além disso, ele demora mooito pra secar. O efeito nos cílios é Ok, porém é melhor do que o efeito da Supershock.

                                          Payot (1 camada)


Máscaras Eyeko


1. Eyeko Magic Mascara - R$ 35,00 no Mercado Livre
Comprei esse rímel recentemente, e estou bem satisfeita com ele. O aplicador é bom, não aplica produto demais, não empelota e o preço não é tão ruim (U$ 14 - e a Eyeko não cobra frete). Dá volume e dá uma alongadinha. E a embalagem é um tudo nessa vida!!!

                                                                                         Eyeko Magic Mascara - 1 camada

2. Eyeko Big Eyes Mascara - R$ 35,00 no Mercado Livre
Ah, agora estamos falando da minha preferida!!! Sim, porque se o lance é ter cílios gigantes, essa é a máscara. É sério gente, o babado é poderoso! Meu único contra com a Big Eyes é que o aplicador tende a deixar muito produto nos cílios, e para ter um efeito legal você tem que usar um pentinho para retirar o excesso. Fora isso: SUCESSO!!!

                                                                                           Eyeko Big Eyes - 1 camada 
Olha só o que uma única camadinha é capaz!! Duas é praticamente os cílios da Ru Paul meu bem!


Máscaras Maybelline




1. Maybelline Volum Express - R$ 10,00 na Ikesaki
Acho que a Volum Express foi a primeira Máscara que me deixou de queixo caído com o seu efeito.  Ela cumpre o que promete meeeeesmo, pense num rímel bom "pá carai". O preço super camarada e um efeito maravilhoso. Recomendo. 

                                                                                        Maybelline Volum Express (1 camada)

2. Maybelline Colossal Volum Express - R$ 18,90 na Drogasil? (Não lembro)
Todos os adjetivos da Volum Express se aplicam à Colossal, sendo que esta ainda tem a vantagem de alongar os cílios. Gosto muito. E a versão à prova d´água é fantástica: só com demaquilante MESMO. Ótima para aquele festival que está bem quente, o rímel não vai derreter pelo seu rosto, pode ficar tranquila.

                               Maybelline Colossal (a foto ficou um pouco escura, snif...)

Como a Maybelline vende em várias farmácias, e também nas lojas Americanas, e custa menos de R$ 20, resolvi compará-la com a Avon Supershock:

                                               Colossal                                          Supershock

Eu não sei vocês, mas achei que a Colossal deu um PAU na supershock e, dependendo da campanha da Avon, ela ainda sai mais barato!

Uma boa dica para ter um efeito bacana com seu rímel, é, acima de tudo, não ter preguiça de "pentear" os cílios com o aplicador até que você perceba que não há mais produto no aplicador. Aplique duas camadas dessa forma e você verá seus cílios virarem artistas!!
Beijim


08 março 2010

0

Rosa

 

Tu és, divina e graciosa
Estátua majestosa
No amor
Por Deus esculturada
E formada com ardor
Da alma da mais linda flor de mais ativo olor
E que na vida 
É preferida pelo beija-flor

Se Deus me fora tão clemente aqui neste ambiente
De luz
Formada numa tela deslumbrante e bela
Teu coração 
Junto ao meu laceado
Pregado e crucificado sobre a rósea cruz
Do arfante peito teu

Tu és
A forma ideal, estátua magistral
A alma perenal do meu primeiro amor
Sublime amor
Tu és de Deus a soberana flor
Tu és
de Deus a criação, que em todo coração
Sepultas um amor
O riso, a fé, a dor,
em sândalos olentes cheios de sabor
Em vozes tão dolentes como um sonho em flor
És láctea estrela, 
És mãe da realeza,
És tudo enfim que tem de belo em todo o esplendor
Da santa natureza
Perdão, 
se ouso confessar-te: eu hei de sempre amar-te
Ó flor, meu peito não resiste
Ó meu Deus o quanto é triste
A incerteza de um amor que mais me faz penar
E esperar
Em conduzir-te um dia ao pé do altar
Chorar
Aos pés do Onipotente, em preces comoventes
De dor, e receber a unção da tua gratidão

Depois de remir meus desejos em nuvens de beijos
Hei de envolver-te até meu padecer
De todo fenecer
(Marisa Monte)

****************************************************************************
A todas as queridas habibas leitoras do Amar el Binnaz, as verdadeiras "Rosas", um Feliz dia Internacional da Mulher!!

Beijim

06 março 2010

3

Girlie Saiidi

Olá ayunis!!

Minha coreografia este ano para o Mercado Persa é um "Girlie Saiidi". Mais o que diabos é um Girlie Saiidi?

Eu explico:

Na participação da querida Maíra Magno no programa Hizzi ya nawaem, ao interpretar a música Luxor Baladna (adouro!!) com muita alegria, vigor, movimentos rápidos, muito pé no chão, a jurada Nádia Assef (pelo que entendi da parte em inglês do vídeo) a criticou por trazer uma interpretação muito "masculina", acho que foi isso. No final do vídeo, Maíra explica que gosta do estilo mais vigoroso, que uma dança mais feminina é simplesmente dança do ventre com um bastão.



Como deu pra perceber, a jurada é meio vesga e deve enxergar mal. Eu AMEY a dança.

A realidade é que eu sempre corri das aulas de Saiidi como o diabo foje da cruz! Eu tenho tendinite nos dois pulsos e epicondilite no cotovelo direito, de modos que movimentos muito vigorosos vislumbravam noites de "gemidos e dores" pra mim. Mas ao assistir o vídeo da Maíra, reconsiderei sobre dançar com um bastão, mesmo com movimentos menos vigorosos porque há quem goste, certo?

É claro que quando eu assisto um vídeo de qualquer uma das brasileiras que, aliás, arrasam com o bastão (alow Núbia Ferro!! Sou sua fã!) eu fico com uma carinha de cachorro que caiu da mudança morrendo de inveja dos movimentos que elas fazem. Porém, diante da limitação física, tive que estudar um estilo mais contido,  e não me arrependi.

Jessica Pulla - Brasil (e seu "gorgeous outfit" de Cristtiano Ferreira)



Jéssica é uma bailarina que desperta meu interesse por sua feminilidade. Ela é bem delicadinha, gracinha, lindinha, e isso é algo que busco muito na minha dança.Eu achei sua dança muito bonita, mas eu criticaria o fato de ser contida além da conta. E como estou num "ano tremido", estou com uma tendência a criticar quadris mais contidos. Porém continuo estudando.

"O mestre" - Mahmoud Reda - bailarinas Nesrin e Inas




É gente, Mahmoud Reda, "a grife da dança do ventre mundial". A música é alegre, mas a coreografia transpira feminilidade e graça. Interessante como os deslocamentos criados por Reda nos dão a impressão de que as bailarinas são pássaros, desfilando sua majestade no palco.

Rabab - e a "sabedoria dos antigos"



"Das antigas" e maravilhoso! O mais legal é que ela manuseia pouco o bastão, porém dançar assim aqui no Brasil seria a MORTE, afinal, se há um bastão envolvido, ele tem que ser usado, certo? A dança é uma delícia, muito alegre e feminina, e não desce nunca do salto.


Suheil - e o seu jeito "Fifi Abdo" de ser



Suheil também me encantou com seu Saiidi delicado e feminino. É, podemos dizer que a Fifi Abdo não é a coisa mais delicada do mundo, mas a Suheil é, com certeza.

E vocês, o que acham?

Beijim

04 março 2010

0

Inspire-se: Figurinos inspirados...

Olá habibas!!!

No domingo houve o encerramento das Olimpíadas de inverno, e eu confesso a vocês que acho um LU-XO as competições de patinação artística. E assistindo a final feminina de patinação artística "long routine", pensei: que lindos vestidos de dança do ventre sairiam desses figurinos!!!!

E vcs, o que acham?

 

 


 

  

Beijim

02 março 2010

3

Dança da Leitora: Poderosa Ket

Olá Habibas...

A dança da leitora de hoje pra mim é muito especial, porque esta bailarina faz parte da primeira turminha que com carinho prestigiou o Amar el Binnaz e batia cartão por aqui nos comentários: a Ket, do blog Arabesque.



A música é um Baladi tradicionalíssimo e delicioso. A interpretação da Ket é impecável, este vídeo tem sido matéria de estudo pra mim já há algum tempo. A andada do início do vídeo merece destaque, a postura é impecável. O mais legal do vídeo, na minha opinião, é que a Ket coloca muitas repetições, porém com um diferencial nas finalizações, muito embora a gente veja que talvez ela repita os movimentos para o outro lado, a gente também fica esperando "o que será que ela vai inventar agora?".
A utilização do espaço também merece destaque. Ket preenche todas as brechinhas, está sempre se movimentando. Seus movimentos de braços são bem limpos, e a expressão também é muito bonita.

Parabéns Ket!!! Sacudiu o coco, não arrebentou a sapucaia, e ainda ahazô de franja colorida.

Um beijão
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...