06 dezembro 2009

10

Nova moda? Bellydance Burlesque


Em tempo: ainda tá rolando o Bazar de Final de ano no Atelier Tia Cecy! Geeeeemtchi, pra quem é magrinha tem coisa "pá carai"  a preços inacreditáveis. Se vc tiver paciência de garimpar, e o quadril estreitim, tem jogos de duas peças (bustiê e cinturão) até por 50 reais. 
Comprei uma roupa LEEEEENDA, com muito svarovski a um preço muito, mas muito camarada. E olha que achar uma roupa pronta para um quadril número 48 habibas, é andar pra mais de metro.


Vai lá: 
Ateliê Tia Cecy
Av. Brigadeiro Luiz Antonio, nr. 1186 ap. 53b
A partir das 14 horas. 
*************************************************
É gurias... podemos dizer que o ano de 2009 foi o ano da grande volta das pin-ups. Isso tá na moda demais: são as roupas, maquiagem, Dita Von Teese, tudo. Você quer uma maquiagem para o reveillón? Procure no youtube, e verá que todas as tendências se voltam para a pin-up makeup. Babadins e curtins com certeza relembram o look pin-up. O preto poderoso nos cabelos e o vermelho inconfundível nos lábios - tudo nos traz o que há de mais pin-up da moda.


E claro, a dança não fica de fora. Já vimos o sucesso que foi o workshop da Luana Mello em Salvador com o tema "Como se mover como uma pin-up", vemos o sucesso que vem fazendo a Cia. Lalique da Shaide Halim, tudo na tendência vintage. 


Daí que eu comprei a Marie Claire deste mês e li a entrevista da Dita Von Teese, e na entrevista ela afirma:


'Burlesco tem a ver com pôr pensamentos sacanas na cabeça das pessoas'


Pensei no que poderia ser uma fusão de Dança do Ventre com burlesque. Daí procurei no youtube "Bellydance burlesque" e olha o que eu achei:





Eu A-DO-REI esta apresentação de Pin-up bellydance... eu dançaria "Alf leyla we leyla" com essa roupa (vixi, sai desse corpo, sai desse corpo se não vai ser queimada pela Santa bellyinquisição).




Eu adorei a vibe "Las vegas showgirls"!



Ainda não me decidi sobre esse vídeo... mas posso dizer uma coisa: depois daquela coreografia com a música da Shania Twain que vi no Mercado Persa, essa daí é inocente no último. Shaide, pode levar sem medo!!!



Aqui também vejo mais tribal do que burlesco, prefiro uma fusão com mais marabú!! Ehehe...

E vocês meninas, o que acham?

Beijins

10 comentários:

  1. Aí, flor... não sei, viu? O que vi aqui com a Luana foi bem diferente desse vídeos. Essa primeira moça, por exemplo, tem um trabalho bem legal de braços e caminhadas, mas não apesar de observar que as carinhas que ela fez são adequadas ao universo pin-up, não gostei. Ficou vulgar. A produção dela ficou jóia, mas é preciso muita coragem pra ousar tanto. Admiro a coragem dela. Eu não tenho tanta e, pra ser bem sincera, não tem absolutamente nada a ver com meu estilo. Os outros vídeos eu não curti. Adorei a pesquisa e postagem! Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Vou comentar antes de ver os vídeos pra poder dar minha opinião, ok?
    Também não conheço o trabalho da Lu com a inspiração das pin -ups.
    Como admiradora enlouquecida dos vídeos branco e preto, estudei muito a série Great Unknown, e tem muita cena de filme que se passa na época em que todas as mulheres do mundo copiavam as pin-ups como referência.
    Uma observação: muito desses filmes estão num contexto burlesco, nos "cafés baladi" que são os que eu mais adoro.
    Não é à toa que as americanas chamam essa dança do ventre (a de show)cheia de glam de cabaret style, há muitas décadas. Aqui no Brasil a denominação sempre foi recebida com muito preconceito e distorções - de tradução e contexto.
    A meu ver, não tem novidade nenhuma nesse conceito galera.

    ResponderExcluir
  3. bom, eu não faço mais dança do ventre, entonces, nunquinha que eu faria dança do ventre pin up! ^-^

    Mas tribal, sim... embora haja um enorme equívoco nisso tudo (e vc pode ler na mesma materia da Dita Von Teese): burlesco é tirar a roupa (como ela mesma fala, até o fio dental), não é dançar de cartola e meia arrastão!
    Ou seja, pra fazer dv com burlesque vc precisa fazer strip tease, neammmmm? E isso o povo do MP não ia gostar muito, all right? hahahahahha

    Mas é só um equivoco terminológico e, por isso eu uso o termo Vintage, que se refere ao antigo dentro de um contexto histórico.

    Sobre os videos: eu não curto essa coisa DV pin up... mas no Tribal já tem muito trabalho bacana sendo feito. No meu blog tem alguns posts específicos com videozinhos do gênero, depois procura lá!

    Michelle Manx foi a pioneira nessa coisa dv pin up e o Ultra Gypsy foi o primeiro grupo a investir na estética vintage para o Tribal.

    São tendencias que vieram com força em 2009. Aqui eu tô trabalhando o tribal nessa linha a partir desse ano, mas começamos com o trabalho do C'est Vintage, que faz danças vintage mesmo, em 2008.

    Como tudo nesse mundo, é uma moda que logo passa. Eu vou continuar meu trabalho nesse foco mesmo com o fim da moda, pq no meu meio de circulação off dança é algo que atrai uma galera boa, e isso tem rendido aos nossos grupos muito trabalho bacana (que não vão se acabar quando a moda se for, felizmente!)

    Agora, pra quem quer investir nessa linha de trabalho em tempos de moda, vale a pena pesquisar um monte antes, pra não sair dizendo que faz burlesque e assustar a vovó quando falar uma sandice dessas! hahahahahahah

    ResponderExcluir
  4. Putz, Shaíde, foi mal. Meu conhecimento de burlesco é bem literário, no que se refere à satirização e à diversão da platéia, paródia etc e tal. Mas realmente você apontou um conceito super importante pra eu rever (e atualizar).
    Até hoje a gente detecta nas bailarinas egípcias uma energia,um timing diferente. E o que eu mais curto é o humor que parece jamais ter sido importado pra cá :-(
    Quanto à apresentação da moça que eu vi depois, achei uma gracinha.
    Saudades de conversar com você, vou aí.

    ResponderExcluir
  5. oi meninas!
    a gente discutiu isso por aqui no blog há pouco tempo, tem links bacanas e ótimas contribuições, quem quiser saber mais sobre:
    http://luciana-arruda.blogspot.com/2009/11/vintage-nova-tendencia.html

    ResponderExcluir
  6. Samya, é que há o burlesque pastiche, a comédia, sim. Mas também há o burlesque, como o trabalho da Dita Von Teese, por exemplo, que busca referência nas strippers dos anos 30, 40 - como Gypsy Lee Rose, e depois nas pin ups como Bettie Page, Tempest Storm, entre tantas outras.
    Dá uma olhadinha nesse link:

    http://shaidehalim.blogspot.com/2009/08/burlesco-o-que-e.html

    ResponderExcluir
  7. Ai, que expressão constrangedorona, a dessa primeira... Não sei se a mistura mais interessante poderia ser por aí.

    ResponderExcluir
  8. Eu sou fã da Shaide e prefiro a linha dela. Acho que muita gente está confundindo as coisas, entendo que burlesque é um strip tease, se as garotas não quiserem se expor a esse ponto, devem usar o termo Vintage (como a Shaide). Pin up é uma coisa e dançarina de burlesque é outra coisa, claro que podemos ter uma pin up que dança burlesque... e por aí vai.

    ResponderExcluir
  9. Brigadíssima, Ale! ^-^

    E eu acredito que seja bem como vc falou mesmo. As vezes, na ânsia de inovar, as pessoas misturam as estações e não sabem realmente o que estão fazendo.

    Fusões sem estudo resultam em coisas do gênero: alguém dizer que faz dv burlesca e terminar o show sem tirar uma única peça do vestuário. Para o publico de dv seria um alivio, mas quem comprou o show esperando o burlesco, com certeza vai se frustrar.
    Então, estudar um pouquinho não faz mal à ninguém e evita equívocos, né?

    ResponderExcluir
  10. De todos o que eu mais gostei mesmo foi o segundo do grupo, os outros achei fora do meu gosto. A primeira menina arrasou na escolha da música, eu adoooro aquela música, mas achei a expressão dela u ó e a técnica dela muito pobrinha ainda.

    Beijoquinhas, Lu.

    ResponderExcluir

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...