04 outubro 2009

2

Divas da Terra Brasilis: Nagla Yacoub


Olá habibas!

Incrível como o ser humano consegue "eleger" alguém como seu modelo de sucesso. Eu, pessoalmente, sempre elegi estas figuras em minha vida, e, de alguma forma, todas foram ou são muito presentes em minha caminhada (por favor não riam, é algo muito pessoal hein!!!): Em primeiríssimo lugar: Mamãe (grande mulher, mãe de 7 filhos, vó de 10 netos, criou os filhos, trabalhou pra caramba e viveu um grande amor com o homem mais fantástico do planeta, meu pai), Margaret Tatcher, Rainha Elizabeth, Cleópatra, Nefertari (a esposa amada do faraó Ramsés II), Willie Mandela, Benazir Butho, Ana Botafogo, Randa Kamel, Oprah, Condoleeza Rice, Fernanda Montenegro, Rainha Silvia da Suécia, Jillian Dempsey, e, recentemente, Joelle Mardinian, entre outras.

E, agora tenho um nome para acrescentar na minha lista: Nagla Yacoub. É isso mesmo, quando eu crescer, quero ser a Nagla Yacoub!

Nagla tem vários anos de carreira como coreógrafa de danças folclóricas, e outros tantos anos de carreira de dança do ventre. Mas, nada do que eu escrever aqui fará justiça a essa pessoa, ela é simplesmente FANTÁSTICA! E agora que ela dá aula pertim da minha casa, minha chefe resolveu se apaixonar loucamente por mim. CARÁI!! (tudo bem, isso faz parte do projeto "Carro novo", "Egito", então a gente faz alguns sacrifícios né...)

Em aula, vamos dizer assim, ela é ligada no 440! EU fiquei com vergonha de mim mesma! Depois que tive a aula experimental com a Nagla, descobri que minha aula é MUITO parada! Extremamente observadora, ela dá toques sutis, sem constranger, isso é muito legal. Experiência, maturidade, algo que não se aprende nos workshops caríssimos por aí. Sua proposta é inovar dentro do que o folclore tem de melhor, e qualquer sequência de 4 passinhos já mostra que o "lance" será diferente do que você está acostumada a coreografar para folclore, porém é MUITO BOM.

Conversei 5 minutinhos com a Nagla, e passei a admirá-la ainda mais, porque diferente das bailarinas de hoje, que foram criadas no "aplauso", ela se formou bailarina de dança do ventre diante de uma grande situação adversa da vida, provando, como diz a Aninha, que "nunca é tarde para começar", e mais ainda, nunca é tarde para ser um grande sucesso na DV. Isso é pra quem póooodi meu bem. Afinal, há bailarinas que deixam de dançar só porque não passaram na pré seleção, ou não entraram para o casting do Omar Naboulsi, mas Nagla permaneceu firme. E hoje é o que é, dança LINDAMENTE, clássica, folclore, coreografa PA CARÁI, e, acima de tudo, é um ser humano fora de série.

Com vocês: Nagla Yacoub.





2 comentários:

  1. Flor, uma bela homenagem. Pessoas competentes e lutadoras precisam de recnhecimento de pessoas inteligente como vc. Bjocas.

    ResponderExcluir
  2. É isso aí gatona, homenagear quem precisa ser exemplo pelo bem da dança!Além do mérito do trabalho. Depois de trabalhar com a Nagla eu aprendi muita coisa que presta. Entre elas: ser uma professora mais disposta, mais guerreira. Menos estrela e mais brilhante de verdade.
    Palmas pra Nagla Yacoub: como ser humano,como profissional e artista.

    ResponderExcluir

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...