18 setembro 2009

9

Fat Power



Olá meninas...

Hoje li este artigo aqui, e confesso que fiquei um tanto ou quanto revoltada com um posicionamento tão submisso diante de uma situação adversa. Mais revoltada ainda fiquei com a expressão “eu não acredito em Gordinha’s Pride (orgulho)”. Em que mundo estamos?

Em primeiro lugar, vamos falar do “Gordinha’s Pride”. Vivemos em um mundo que impõe uma ditadura em relação a padrão de beleza, e esta tem que ser magra, mas ao mesmo tempo, vivemos uma geração cheia de orgulho e personalidade. Poxa vida, uma gordinha já venceu até o America’s Next Top Model!!!!!!!!! Por que? PORQUE TINHA ORGULHO DE SI MESMA E NÃO ESCONDIA SUA PERSONALIDADE FORTE ATRÁS DAS GORDURINHAS.

Como digo sempre “Ia pras cabeça”.

Em tempos de cirurgia para emagrecer, tratamentos mil, várias substâncias químicas que auxiliam na redução e manutenção do peso, chorar porque não se controla na frente de uma barra de chocolate, e quando está no último quadradinho lembra do corpo da Gisele Bundchen, sinto muito!!!!! Pode me chamar do que quiser mais isso é coisa de gente FRACA!

Eu, no mês de maio, tive um diagnóstico de estar no grupo de risco de doenças relacionadas ao coração. É óbvio que meu endocrinologista me ameaçou de morte se eu não emagrecesse 45 quilos. O que eu fiz? Corri pra academia praticar exercício físico, porque NÃO ABRO MÃO DO CHOCOLATE POR ESCOLHA PESSOAL. E FIM DE PAPO. Reduzi no refrigerante, e nas gorduras mais escalafobéticas. Os exercícios têm me ajudado em diversos aspectos, principalmente na questão de flexibilidade, pois o corpo durão não ajuda muito na hora de dançar! Estou muuuuuito mais forte também, me sinto viva, mais disposta!

Fiz os exames novamente este mês e qual não foi minha surpresa da tal “sentença de morte” haver sumido, estou ÓTIMA e gozando PLENA SAÚDE.

Emagreci? Uns 3 quilinhos se muito. E continuo me sentindo A GOSTOSONA! E isto vai além da pecha “orgulho de ser gordinha”. É orgulho de estar viva, de ter forças e saúde para trabalhar, de ver meus desejos realizados, de amar e ser amada, de ser e fazer alguém feliz. Olho para o espelho e digo: “Eitcha mulher PHODA da porra!!!”.

Às vezes penso nas minhas colegas que têm sua felicidade aprisionada nos ponteiros da balança, muitas delas sem precisar emagrecer nem um grama para estar mais bonitas, outras que se acomodaram no cuidado com a aparência e culpam os quilos extras (que podem mudar sua aparência, mas não têm NADA a ver com o desleixo com unhas, cabelos e etc.), outras ainda que acham que seus maridos não as desejam mais sem saber que OS HOMENS AMAM SOMENTE MULHERES QUE AMAM A SI MESMAS, e concluo que há muito mais coisas importantes para se preocupar na vida além de fitas métricas e balanças. E, mais do que isso, olhando para dentro, existe uma MULHER INTEIRA a se admirar que não se reduz somente a “medidas”.

FAT POWER PRIDE!!!!!!!!!! ALWAYS!!!!!!!!!!!
Besitos…

9 comentários:

  1. mnaravilhoso!
    posso postar no meu blog?

    ResponderExcluir
  2. Pode sim Shá, meu conteúdo tá liberado pra vc sempre que quiser, não precisa nem pedir!!!

    Beijim

    ResponderExcluir
  3. o pior mesmo foi ver o tanto de comentários do post original, de meninas que 'se identificam com a situação'....céus! eu não sou gordinha, mas já aderi ao Fat Power,ô! e qdo dizem:'cuidado, hoje vc éassim mas suamãe engordou então esse será o seu futuro' eudigo: 'se chegar aos 60 cheinha,saudável e linda como mamãe, to no lucro!'
    é esse o espírito! peninha das que contam calorias antes de comer, peninha...

    ResponderExcluir
  4. FAT POWER PRIDE ALWAYS ^_^ !

    Beleza não depende de números.

    Não depende de número do manequim, número do peso na balança. nem do número da idade.

    Felicidade e saúde também não. Há gordinhas mais saudáveis que muitas magrinhas por aí.

    E há gordinhas mais realizadas em tudo na vida, inclusive sexualmente, que muita magrinha por aí.

    Quem acha que homem gosta de osso realmente não entende a mente dos homens...

    Abaixo ao preconceito e a estereotipação!

    Cada um no seu quadrado.
    Há espaço para todas serem bonitas, felizes e brilharem. Mas temos que nos aceitar e aceitarmos umas às outras.

    O céu é bem grande e há espaço suficiente para cada estrela brilhar sem precisar ofuscar o brilho das outras.

    O meu desejo sincero é que cada mulher encontre seu equilíbrio, sem se deixar influenciar pela opinião de ninguém.

    Nós só precisamos TOMAR uma coisa todos os dias: ATITUDE!

    Beijocas,

    No meu blog tem info das danças em OZ.

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post e a foto: lindas de morrer!

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post! Obrigada por esta leitura. Já indiquei! Bjkas

    ResponderExcluir
  7. Ameeei seu post!

    Pra mim o que importa é a beleza interior, do que adianta um corpo lindo, todo malhado e ser má pessoa, não ter respeito, etc..
    Fazer o que né, hoje em dia muitos se preocupam somente com a estética e não com a saúde, com o bem-estar.

    Fat Poweeer! =D

    Beeijos!

    ResponderExcluir
  8. Ai, gostaria de ter a sua disposição na academia.
    Eu nem como muito, mas meu metabolismo é baixo, e oras: eu sempre fui gordinha! Ser magra é contrariar a minha genética!
    Agora academia é o inferno na terra para mim. Eu não suporto, é chato, sem novidades, sem nada! Saio de lá parecendo q estive numa sessão de tortura, com o corpo dolorido, a mente pesada, me sinto idiota por ter ido.
    Gostaria de continuar gordinha, não me importo em ser gordinha (como meu marido reclama volta e meia, q eu não queeero emagrecer de verdade), mas me bate umas deprês de vem em qdo, qdo aparece algum ordinário querendo me diminuir por isso, achando q por eu ser gorda pode me alfinetar, dizendo q eu não tenho autoestima. Ridículo!

    ResponderExcluir

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...