29 setembro 2009

6

Maquiagem árabe caricata

Esta sim, uma maquiagem árabe legítima, chique, estilosa e bem trabalhada


Olá gurias...

Hoje eu vim fazer uma perguntinha só?

POR QUE A MAQUIAGEM ÁRABE É REPRESENTADA AQUI NO OCIDENTE DE FORMA TÃO CARICATA?

Fiquei sem entender. Na minha opinião de admiradora da arte da maquiagem, os maquiadores do oriente médio são os phodões da área. Simplesmente porque sabem combinar dramaticidade e cores, sem deixar a mulher com cara de palhaço. E convenhamos, qualquer uma que tenha se maquiado uma vez na vida com sombra preta sabe que o que os caras fazem é simplesmente sobrenatural!

Uma coisa que é clara na maquiagem árabe de hoje: "cada causo é um causo". Os maquiadores tem um respeito profundo pelo formato do rosto da modelo/cliente, e desenvolvem seu trabalho "em cima" desta linha guia.

Mas daí, sempre que olho um vídeo tutorial no youtube tem um delineador que atravessa o rosto, umas combinações de cores escalafobéticas, uma falta de esfumaçar que é um nervoso danado... ´Tá que los pario viu!!!

E vocês, o que acham?

Temos aqui dois vídeos que exemplificam o que eu falei. Atenção: esta opinião é pessoal e intransferível, ok? A combinação de cores da segunda maquiagem é até muito bonita, mas o tal do "delineador árabe" é que é o X da questão (odeeeeeeioooooooooooo). No primeiro vídeo eu até paguei pau para o desafio, porque a maquiagem da foto é muito, mas muito difícil. Porém faltou esfumaçar, e muito, porque embora a maquiagem original seja muuuuuito dramática na foto, o resultado final na modelo não ficou tão chocante. Mas no vídeo...



25 setembro 2009

3

Administração financeira para bailarinas – Parte III – Previdência Privada




Olá meninas!

Vamos a mais um capítulo da série “Administração Financeira para Bailarinas” – pensar no futuro. Como é sabido de TODO MUNDO, a previdência social do nosso país não consegue garantir uma velhice tranqüila para ninguém. Em muitos casos, você contribui a vida inteira trabalhando duro, e vem um tal de “Fator Previdenciário” reduzir o valor da sua aposentadoria! Isso é UÓ!!! Fora as situações em que o indivíduo contribui, mas no final das contas, vai ter de viver com um salário mínimo.

No caso das bailarinas, profissionais autônomas, pagar o carnêzinho do INSS no valor mínimo (para no final da vida receber salário mínimo), significa colocar a mensalidade de praticamente 2 alunas na mão do governo. Porém, todos queremos ter uma velhice digna, com o descanso e lazer necessário após uma vida inteira de trabalho, e também queremos ter condições de pagar um convênio e desfrutar de um tratamento médico digno.

É aí que entra a previdência privada.

A previdência privada nada mais é do que um investimento a longo prazo, cujo objetivo principal é fazer a complementação do benefício da aposentadoria. Quanto mais tempo você investir, maior o valor do benefício que você terá.

Você poderá também determinar o valor que quer receber. Exemplo:

Você tem 20 anos, quer se aposentar com 55 anos e receber um benefício mensal de R$ 2.000,00:

Idade Atual: 20 anos

Idade de saída: 55 anos

Período de contribuição: 35 anos (420 meses)

Reserva projetada: R$ 766.284,00

Contribuição mensal estimada: R$ 300,00

É bastante né? Eu sei flores!!! Mas a previdência privada tem a vantagem de ser um investimento aberto, ou seja, você pode resgatar a qualquer momento – o valor do resgate entra na sua conta em 5 dias.

Vamos supor que você contribuiu por 10 anos (120 meses) os R$ 300,00 mensais, encontrou seu príncipe encantado, e quer dar a entrada em um ninho de amor. Você pode resgatar sua previdência privada. Já pensou? Neste caso, você terá na mão, limpinhos, R$ 69.011,60 (rentabilidade líquida aproximada de 1% AM). É, tem o fato de que se você fez um resgate, o valor que você vai retirar quando se aposentar será menor. Mas pelo menos você não pagará aluguel, não é mesmo?

Não habibas, não estou dizendo que você tem que trocar o INSS pela previdência privada. O “mundo ideal” é que se consiga manter o pagamento do carnêzinho, e de uma previdência à parte. Se uma previdência for inviável para você, não deixe, pelo menos, de contribuir com o INSS, porque vale a regra já descrita anteriormente: quanto maior o tempo de contribuição, maior o valor do benefício!!

Aguardem cenas do próximo capítulo: as bailarinas e a cestinha de investimentos!!

Não posso deixar de agradecer, mandar um beijo enorme e deixar o contato da Margarida e do Maurício da Amazing Corretora, que fizeram o estudo previdenciário pra mim! Quem tiver interesse e quiser informações mais técnicas, não se aperreie: os dois são uns fofos!!!

Amazing Corretora – Bradesco Vida e Previdência

Margarida / Maurício

tel:(11) 3221-0100
cel:(11) 7257-8226
fax:(11) 3221-8273

mauricio_lima_silva@yahoo.com.br

Beijins

24 setembro 2009

5

Festa de aniversário do blog: 1 ano!


Olá meninas...

Passei batido no aniversário de um ano do blog!

Este blog começou em 14/08/2008, porque em praticamente todas as aulas minhas alunas expressavam dúvidas sobre bailarinas, estilos, músicas, diversas coisas, e como eu não queria que o interesse "morresse" em sala de aula, resolvi criar um blog para expressar minha opinião sobre dança, e tirar dúvidas sobre maquiagem para ajudá-las na composição de seus looks quando houvesse necessidade.

Coloquei o nome do nosso grupo: Amar el Binnaz, e fui embora.

Eu curto muito fazer este blog, dar idéias, expressar opiniões (mesmo que às vezes eu tome raquetada), e incentivar as pessoas a lutar pela sua verdade. Muito embora pareça que eu "critico por criticar", meu objetivo é colocar minhoquinhas mesmo nas cabecinhas para questionar o que nos é entregue, para que as pessoas "demandem mais" das bailarinas, dos produtos, do mercado de dança, a fim de provocar uma mudança para melhor!

Afinal, se uma nova realidade para a dança do ventre for um castelo, cá estou eu carregando minhas pedrinhas!

Quero agradecer grandemente aos primeiros seguidores do blog que com suas opiniões preciosas trouxeram outras pessoas para cá: Luanna Mello, Naznin, Giovana, Ket, Luciana Arruda, Sil Zahira, Lory... e todos os outros seguidores que pelo menos em um post deixaram seu carinho! E a todos que visitam o Amar el Binnaz, o meu beijo estalado!!

Pra quem olha torcendo o nariz, vou dizer aquela frase de sempre:
"É fácil falar de mim, difícil é ser EU!!

Continuem acompanhando, porque vocês é que me incentivam a trazer notícias, novidades, enfim... MUITO OBRIGADA DE CORAÇÃO!!!!!!!!!!!!!

Beijos

21 setembro 2009

2

Tutorial de Maquiagem da semana: Nice in Pink!


Olá meninas!!

O tutorial de maquiagem dessa semana é para o concurso da Jana do blog Mais que Bonitas, cujo tema é "Nice in Pink" ou simplesmente "boa de rosa". O prêmio é o kit de pincéis Sigma Makeup (my preciousssssssssssssss) e uma paleta "Tokidoki" da Smashbox, e por isso a maquiagem deveria ter uns tons roxo e grafite, como as cores da paleta. Mi joguei. Gente, é sério, vou ficar participando desses concursos para ganhar esses pincéis Sigma até morrer, já virou questão de honra ganhar uma bagaça dessas!!!




Vamos aos produtos:

Pele:
- Primer Avon Magix
- Paleta de corretivos Graftobian
- Base Dream Matte Mousse da Maybelline cor Honey Beige
- Corretivo Duda Molinos cor 03
- Pó Facial antibrilho "O Boticário" - linha Cores

Olhos:
- Primer Urban Decay Primer Potion Sin
- Sombra cremosa Ruby Rose Crystal Eyeshadow
- Sombra cremosa Hiroshima cor Branca
- Sombra Contém 1g cor Rosa-Paris brilho intenso
- Sombra Kissywear cor Fuschia
- Sombra Ruby Rose cor 16 (Rosa perolado)
- Sombra Contém 1g cor Azul Escócia Acetinado
- Sombra NYX cor Eggplant
- Delineador MAC Fluidline cor Blacktrack
- Delinador glitter Ruby Rose cor Rosa
- Máscara para cílios Supershock Avon
- Cílios postiços ELF "Dramatic look"
- Lápis Duda Molinos cor Preto

Sobrancelhas
- Sombra Natura Aquarela Duo cor 12 (Marrom)
- Rímel incolor Vult

Rosto:
- Soft Blush "O Boticário" cor Rosa Diurno
- Iluminador marca Jasmine

Boca
- Baton Racco cor Vilmee
- Gloss Avon Glazewear cor Rosa Queimado

Espero que gostem!!!

Um beijo


18 setembro 2009

9

Fat Power



Olá meninas...

Hoje li este artigo aqui, e confesso que fiquei um tanto ou quanto revoltada com um posicionamento tão submisso diante de uma situação adversa. Mais revoltada ainda fiquei com a expressão “eu não acredito em Gordinha’s Pride (orgulho)”. Em que mundo estamos?

Em primeiro lugar, vamos falar do “Gordinha’s Pride”. Vivemos em um mundo que impõe uma ditadura em relação a padrão de beleza, e esta tem que ser magra, mas ao mesmo tempo, vivemos uma geração cheia de orgulho e personalidade. Poxa vida, uma gordinha já venceu até o America’s Next Top Model!!!!!!!!! Por que? PORQUE TINHA ORGULHO DE SI MESMA E NÃO ESCONDIA SUA PERSONALIDADE FORTE ATRÁS DAS GORDURINHAS.

Como digo sempre “Ia pras cabeça”.

Em tempos de cirurgia para emagrecer, tratamentos mil, várias substâncias químicas que auxiliam na redução e manutenção do peso, chorar porque não se controla na frente de uma barra de chocolate, e quando está no último quadradinho lembra do corpo da Gisele Bundchen, sinto muito!!!!! Pode me chamar do que quiser mais isso é coisa de gente FRACA!

Eu, no mês de maio, tive um diagnóstico de estar no grupo de risco de doenças relacionadas ao coração. É óbvio que meu endocrinologista me ameaçou de morte se eu não emagrecesse 45 quilos. O que eu fiz? Corri pra academia praticar exercício físico, porque NÃO ABRO MÃO DO CHOCOLATE POR ESCOLHA PESSOAL. E FIM DE PAPO. Reduzi no refrigerante, e nas gorduras mais escalafobéticas. Os exercícios têm me ajudado em diversos aspectos, principalmente na questão de flexibilidade, pois o corpo durão não ajuda muito na hora de dançar! Estou muuuuuito mais forte também, me sinto viva, mais disposta!

Fiz os exames novamente este mês e qual não foi minha surpresa da tal “sentença de morte” haver sumido, estou ÓTIMA e gozando PLENA SAÚDE.

Emagreci? Uns 3 quilinhos se muito. E continuo me sentindo A GOSTOSONA! E isto vai além da pecha “orgulho de ser gordinha”. É orgulho de estar viva, de ter forças e saúde para trabalhar, de ver meus desejos realizados, de amar e ser amada, de ser e fazer alguém feliz. Olho para o espelho e digo: “Eitcha mulher PHODA da porra!!!”.

Às vezes penso nas minhas colegas que têm sua felicidade aprisionada nos ponteiros da balança, muitas delas sem precisar emagrecer nem um grama para estar mais bonitas, outras que se acomodaram no cuidado com a aparência e culpam os quilos extras (que podem mudar sua aparência, mas não têm NADA a ver com o desleixo com unhas, cabelos e etc.), outras ainda que acham que seus maridos não as desejam mais sem saber que OS HOMENS AMAM SOMENTE MULHERES QUE AMAM A SI MESMAS, e concluo que há muito mais coisas importantes para se preocupar na vida além de fitas métricas e balanças. E, mais do que isso, olhando para dentro, existe uma MULHER INTEIRA a se admirar que não se reduz somente a “medidas”.

FAT POWER PRIDE!!!!!!!!!! ALWAYS!!!!!!!!!!!
Besitos…

16 setembro 2009

4

Habibas na TV


Olá meninas...

Se tem uma coisa que eu acho loooooooshooooooooooooo é quando uma de nossas queridas vai aparecer na telinha sem valorizar apenas o estereótipo da bailarina gostosona e "dos sonhos" e mostrar a real beleza, e a técnica, e a arte.

Não preciso dizer que babei montes quando vi que a Aysha Jalilah, do blog "Dança Corporativa" e uma uber bailarina, apareceu no programa do Jô. Saca só:





Eu ia canetar a coreografia "New Baladi" à la Saida, mas pô gente, é o programa do Jô né? Rede Globo é pra quem pode!!!

Outra querida que arrasa na TV Caju de Sergipe dando aulas de dança do Ventre e mostrando uma simpatia e didática ímpares é Suheil (eita mulher phoda da porra!!!! ehehhe), confiram:






Outra phodástica de quem, em breve, farei um post aqui no blog é a Ju Marconato. Primeiro porque, na minha opinião, ela é uma das bailarinas mais lindas do Brasil. Segundo porque adoro demais o estilo dela. E terceiro porque ela é estilista de dança do ventre, e seu ateliê tem roupas maravilhosas, e um site idem, para você montar sua roupa personalizada (http://abratec1.tempsite.ws/jumarconato.com.br/atelier/). Vamos conferir, TV do Piauí:





E tem, claro, minha querida Shaide Halim, de quem eu moooorrrooo de saudades na sala de aula, e a Jamys (tá phyna beeeechaaaaa!!) que estiveram recentemente na TV Gazeta no programa mulheres falando de dança indiana moderna. Não temos o vídeo aqui, mas vocês puderam conferir no início do post a foto das meninas com a Cátia Fonseca.

Porém se tem algo que me deixa fulas da vida é a situação do vídeo abaixo. Programa É o amor, Patrícia Maldonado à frente (uma super jornalista de apresentadora desse tipo de programa, que desperdício), quadro no qual o pessoal vai procurar um parceiro. Daí o cara exige só "bailarinas do ventre" e aparecem umas gracinhas lá submissamente vestidas como beduínas para tampar o rosto e serem escolhidas pelo cara como se fossem objetos, com direito a dar uvinha na boquinha e tudo. Eu sei que o programa pode ter chamado meninas que nunca tiveram uma aula de dança na vida, mas pô!!!!! Reduzir nossa arte a isso? Pra depois o cara ficar contando vantagem pros amigos "Ó, vc viu quantas mina da dança foram no programa só pra ficar comigo? Sou phoda!!" Ah, isso me tira do sério. MESMO.






E você, qual programa de TV que tem pra nos mostrar?

Besitos!!!

13 setembro 2009

6

Divas da Terra Brasilis: Juli


Olá habibas...

Não sei se acontece com vocês, mas há bailarinas que eu amo alguns dias do ano, odeio em outros, mas não posso deixar de estudar nem por um dia sequer. Esse é o caso da Juli.

Juli é uma bailarina da casa de chá, é linda de viver, e embora eu não conheça pessoalmente, a galera que conhece diz que ela é super simpática. Conheço algumas de suas alunas que são completamente APAIXONADAS por ela como professora. Carisma em sala de aula pra mim é um diferencial gente, não tem jeito. Quando não existe empatia entre aluna e professora é um SACO. Acreditem...

O que eu AMO na Juli? Sua postura. Às vezes penso que ela até dorme daquele jeito, toda alongada. Não houve ainda uma apresentação da Juli que eu assista em que ela está com os braços "preguiçosos", com o tronco curvado, com as pernas desajeitadas. Acredito que ela tenha formação em ballet e, claro, isso faz uma grande diferença na composição coreográfica.

O que eu ODEIO na Juli? A expressão. Seja no palco, seja no chão, em qualquer lugar, ela assume uma expressão sensual que, às vezes, se sobrepõe à dança. Pode avaliar em qualquer vídeo: olhar lânguido e boca entreaberta a DANÇA INTEIRA. Pouca ou nenhuma interação com o público, outro ponto que, na minha opinião é negativo.
(Vocês já devem ter reparado que a minha "grande matéria" em relação a bailarinas é expressão, mas não consigo me corrigir neste ponto, reparo mesmo...)

Mas como eu disse, não dá pra ficar sem estudar a Juli, nem por um dia sequer. Por que?
- Porque ela possui uma leitura musical ímpar. Ao vê-la dançar parece que ela "faz" a música, muito bacana,
- Porque ela utiliza passos simples, porém ao combiná-los, faz a mágica de tudo parecer inatingível,
- Porque o arabesque dela é altíssimo. Um dia eu chego lá.
- Porque ela sempre tem soluções bacanas para os braços,
- E para finalizar, porque ela sempre faz os movimentos sempre pequenininhos e delicados.

Agora, dica da tia: não feche seus olhos para o que você não gosta. É uma atitude pouco inteligente. Sempre há algo de bom em qualquer apresentação. Se você já classificou a tal bailarina "ah, não gosto, não vou assistir", pode estar perdendo a oportunidade de estudar o que ela tem de melhor, e isso pode até virar um diferencial em sua própria dança.

Besitos!!!







11 setembro 2009

3

Mulheres perfeitas


Olá habibas.

Semana passada passou na sessão de sábado este filme que eu A-DO-RO. Mulheres poderosas transformadas em donas de casa incuráveis que “transam loucamente no meio da tarde”, e podem ter seus peitos aumentados com controle remoto.

Às vezes eu fico pensando até onde o “mercado” de dança não tenciona em transformar as bailarinas nas “mulheres perfeitas” de que o filme fala com a desculpa de que assistir à dança do ventre pode ser uma experiência “dos sonhos”. E qual é o sonho maior dos homens senão ter uma mulher magrinha, do cabelão comprido, peituda, dançando sensualmente para ele e para os outros para que seja exibida como um troféu?

Isso me traz à mente as gurias que passam fome para ficarem magérrimas, gastam fortunas no salão de beleza e no ateliês da vida, em busca de uma notoriedade que é efêmera, que passa, porque se o estudo da técnica não for perpetuado, o encanto dela também se esvairá? Porém a mentalidade que se apregoa é: que diferença isso faz se você tem peitos?

Maior ainda é a questão da visão que a mulher tem de si mesma. Quem é a bailarina? É o ser mítico que pode e faz tudo quando está munida de seu véu e de seu mistério. Mas, por trás da lantejoula, o questionamento deve ser se há uma mulher que “vale a pena” assim como as mulheres bem sucedidas do filme.

Nossa vida é feita de escolhas. Se o objetivo maior é ser um objeto do desejo, e não simplesmente “dançar”, que esta seja uma escolha assumida, e não imposta por um mercado, por uma empresa, por um empresário que quer somente o que todas as empresas querem: mais lucro!

Bom final de semana.

07 setembro 2009

6

Tutorial de Maquiagem: Preto e Prata!




Olá habibas...

Finalmente consegui fazer meu primeiro vídeo tutorial. É uma maquiagem preto e prata para DV, mas meu compromisso é trazer uma proposta mais moderna, porque acho que ultimamente a maquiagem árabe está muito caricata, com olhos puxadíssimos no canto externo e delineador até onde não mais poder, e isso não reflete a realidade da maquiagem árabe de hoje. Minha inspiração foram as makes da Haifa Wehbe e da Nancy Aajram, e claro, da uber maquiadora Joelle Mardinian.




Eu zo-ei o final do vídeo, ehehe... repara não...

Procurei utilizar produtos nacionais e fáceis de encontrar para que vocês possam reproduzir a make em casa, ok?

Vamos à lista de produtos.

Pincéis:
- Pink Oval Fluff Brush (para aplicar sombra, mas pode ser substituído pela esponjinha)
- Pincel de sombra Marco Boni (para esfumar, porque ele é muito molão para aplicar sombra)
- Pincel chanfrado Pro Art
- Pincel delineador Pro Art

Produtos:

Pele
- Paleta de corretivos Graftobian
- Base Natura Diversa cor Bege Médio
- Blush Mosaico "O Boticário" para fazer o contorno
- Sombras Jasmine como iluminador (meu Shimmerbrick de pobre)
- Blush Payot Basics na cor L0377

Olhos
- Sombra cremosa Natura cor Prata
- Sombra em pó Prata (não tem nem marca no pote... shame...)
- Duo nr. 2 Vult (preto e prata)
- Sombra marrom clara de um dos duos da Vult... mas perdi o nr.
- Sombra iluminadora Ruby Rose nr. 07 - Branca
- Lápis Preto Payot
- Delineador Luisance
- Rímel Supershock Avon

Sobrancelhas
- Lápis Sombra Avon cor Cappuccino

Boca:
- Gloss Glazewear Avon cor Rosa Queimado.

Espero que gostem!!! Beijão e bom feriado a todas.

05 setembro 2009

4

"Que você me adora... que me acha phoda"

Reprodução do quadro "Narciso" de Caravaggio


Vocês também não gostam dessa música da Pitty? Eu adoro!!!

"Olha, snujs? Mando muito bem, sou super bem resolvida"
"Cara, lenço de quadril tem que ser macho comigo, meu quadril é muito, muito forte... sabe né?"
"As professoras aí fora dão um tipo de aula que não é legal, mas o meu esquema de aulas é muito, muito bom"
"Você não tem peitos como os meus, faça como eu: compre-os"
"Eu vi aquele vídeo daquela bailarina do Líbano lá, e concluí que se eu for pro Líbano, vou ficar podre de rica, porque, sabe né, tipo.... mando muito"

Auto estima é um dos pontos chave na dança do ventre, em minha humilde opinião. Dá pra perceber claramente quando falta, e "faz muita falta" na dança. A gente até cansa de falar de baixa auto estima. Mas e quando a auto estima "sobra"?

Eu acredito que propaganda é a alma do negócio, e nosso melhor advertising é aquele que sai de nossa boca, mas a linha que separa a "autoconfiança" da "prepotência" é praticamente um fio de cabelo bem maltratado: fina, fina, bem próximo da quebra. E isso transparece para a aluna, não tem nem como disfarçar. Eu sou exemplo vivo: tive uma professora que em todas as aulas repetia as palavras que escrevi acima como se fosse um mantra.

O outro ponto a ser levado em consideração, é a comparação do trabalho com o trabalho de outras profissionais. Isso é seríssimo. Porque você até pode achar todo mundo uma meleca, é um direito que te assiste, mas vc vai dizer isso em sala de aula, pras suas alunas serem igual a você? Se existe uma necessidade de valorização do seu trabalho, do seu método, enalteça os benefícios, os resultados imediatos na dança, na consciência corporal, enfim. E respeite o espaço das outras profissionais, que estão também batalhando a um lugar ao sol.

Se você quer realmente fazer diferença em nosso meio, vá além: ensine suas alunas a respeitarem as outras alunas, os outros grupos. Se há críticas, que sejam feitas em sala de aula, e para os aspectos técnicos da dança, com o objetivo de melhorar. Se a conversa começar com a famosa frase "Ah, vc viu a fulana? Que shit hein!!!!!!!!! Nóooooooo", pelo amor que vc tem ao seu véu de seda: corta logo!

O respeito à classe de profissionais de dança do ventre no Brasil é uma muralha, que, se bem construída, será como a muralha da China: milenar. Deposite sua pedrinha!

02 setembro 2009

3

Só para lembrar...

Li algo no blog da Ket que vale ser reproduzido aqui. Pena que quem escreveu foi um anônimo:

"Lulu Sabongi foi só a professora da professora da professora da sua professora."


Não precisa falar mais.

01 setembro 2009

2

Repúdio! Repúdio! Repúdio!


Eu já tinha terminado de escrever o post abaixo, quando li sobre a despedida da Lulu no blog da Luanna Mello.

Ainda estou em choque. Nunca fui fã incondicional da Lulu, como a maioria das minhas professoras foram ou são. Mas como bailarina, como amante da dança do ventre, como professora, reconheço o valor e o legado que essa grande mulher representa na dança do ventre no Brasil como a conhecemos hoje.

Você Lulu, é grande, muito grande. Atrelados ao seu nome estão os nomes de várias das grandes bailarinas brasileiras, grande parte delas partilharam dos seus ensinamentos. O seu conhecimento, a sua dança, o seu valor é e será reconhecido por muitos e muitos anos na Dança do Ventre no Brasil, e eu APLAUDO a sua dignidade ao sair daquele palco. Muitos outros palcos virão, e, com certeza, os aplausos não cessarão para você. Sorte e sucesso sempre.



Assista ao vídeo da última dança de Lulu Sabongi no Harém da Khan el Khalili, e, nos 4 minutos finais, o discurso emocionado (e, indignado, com toda razão) de uma das maiores bailarinas de Dança do Ventre no Brasil, estrela maior por 26 anos da Casa de Chá.

*******************************************************************************

Agora posso ficar PUTA DA CARA? Deixa eu descer a ladeira: QUE MERDA É ESSA? PÁRA O MUNDO QUE EU QUERO DESCER! Isso é forma de tratar uma profissional que dedicou grande parte da sua vida à dança e principalmente à Casa de Chá? Por carta? Peraíiiiiiiiiiiiii. Será que o Sr. Sabongi perdeu todos os limites? Será que ele acha que tem tanta bala na agulha assim para praticamente expulsar a Lulu? Pôoooooooo, pára né? Ah, puta que la vida viu... tô irada. Mesmo.
1

Celebrities Bellydance


Olá habibas!!!

Há algum tempo atrás fui tomada de assalto por algumas alunas novas dizendo que queriam dançar “igual à Shakira e a Beyoncé naquele clip lá, muito louco”. Em nome da fidelidade do cliente a gente tem que ser política, e explicar que o foco das aulas é diferente, é ensinar a dança desde os passos básicos e ir progredindo, “educar os ouvidinhos” da aluna quanto à música árabe, blá,blá,blá...

Mas no fundo, o que eu penso mesmo é “Que porra é essa de querer dançar igual à Shakira meeeeeeeeeeeeu? Presta atenção!!!”

Nunca acompanhei NADA da Shakira enquanto dançarina. Acho o tom de voz dela meio cansativo, então todo o meu universo de conhecimento sobre essa cantora se resume às músicas "Ojos Así" e "Hips don´t lie". Mas diante da "nova demanda de mercado" resolvi assistir a alguns clips no youtube para saber do que estavam falando!

Daí, a dança "muito louca" lá eram alguns oitos pra baixo, umas ondulações, e muita cara de pxxxxxxx. O clip de "Hips don´t lie" é mais bonitim, esse de "beautiful liar" é coisa de bourdoir, se é que me entende!!!

O que penso disso tudo? É que as mulheres não querem a "dança do clip muito louco lá". Elas querem ser sensuais como a Shakira e a Beyonce... e isso amiga, não se aprende em sala de aula. Eu até gosto de colocar algumas músicas "seculares" em sala para aquecimento, adoro rock para tremidos, e inclusive uso as músicas da Shakira descritas acima para passar algumas sequências.

Bom, mas para continuar a "análise", assisti o clip "Ojos Así" do MTV Unplugged. PelamordeDeus.... não gostei não.

Daí passei para a versão de "Enta Omri" que ela dança antes de algumas das músicas do show dela... tem certeza de que vc quer não quer dançar igual à Lulu Sabongi?

Shakira pode até dançar bem... Beyoncé pode até dançar bem... mas certamente, ainda não mostraram pra nós.

Beijim

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...