28 junho 2009

4

Divas da Terra Brasilis - Ana Claudia Borges


Olá habibas!

Hoje vou falar da Ana Claudia Borges.

Aninha é uma figura especial pra mim porque foi num evento dela que eu dancei pela primeira vez para um público de dança do ventre em dezembro/2004. Minha primeira apresentação foi num evento da Só Dança que houve no Metrô República, em Setembro. O público "em geral" é bem diferente do público acostumado a dança do ventre. Mas Aninha, generosissima que é, avaliou minha dança e disse que eu podia dançar "sem medo". Nóooo.... quanto tempo isso faz!

Assistir a Ana Claudia dançar é mais ou menos você assistir ao Arnaldo César Coelho falar de arbitragem de futebol, ou assistir ao Gustavo Cerbasi falar de dinheiro, ou assistir a Fernanda Montenegro atuando: você tem certeza de que está vendo um profissional de altíssimo nível atuando naquilo que mais gosta da forma mais perfeita possível.

Além de bailarina excepcional (colocando a minha atual cidade Osasco - OZ para os íntimos - no mapa da Dança do Ventre em Sampa), a Ana é também uma formadora de papa-concursos: suas alunas fazem bonito nos concursos pela cidade afora. É professora extremamente carismática: suas alunas são APAIXONADAS por ela, e competentíssima.

Fui a uma Mostra de Dança do Ventre organizada por ela dia 24/06/2009 - assim como vou em 95% dos eventos que ela organiza, afinal, está pertim do meu trabalho - e fiquei maravilhada com o que vi. Suas alunas dançando muuuuito, um evento extremamente bem organizado e uma performance inabalável.

Para comprovar o que estou falando, eis o solo final (em duas partes) da Ana no evento.



Parte II:



Beijos e boa semana!!

25 junho 2009

5

Luto


Olá habibas.

Hoje meu coração está triste, muito triste. Não sei lidar com a morte, o desaparecimento de uma pessoa. Saber que a genialidade de Michael Jackson não está mais nesta terra, é desolador.
Michael Jackson é um artista que fez parte de TODA A MINHA VIDA, desde minha infância, quando ficávamos assistindo meu irmão Preto imitar os passinhos, dançando Thriller, minha adolescência - adorava estudar inglês com ele, um dos poucos artistas com uma pronúncia muito limpa nas músicas, minha vida adulta - seus tormentos sempre me ajudaram a tentar compreender o que se passa na mente de um ser humano rico e poderoso, porém absurdamente atormentado. Sempre adorei, vou gostar sempre.

Você pode pensar: mas o que raios um blog de Dança do Ventre está falando de Michael Jackson?
É engraçadíssimo... mas o mundo nos mostra semelhanças onde não imaginamos haver.

Michael Jackson é o maior exemplo de que talento aliado a um bom produtor e um marketing pesado em cima é certeza de sucesso. Cantava e dançava como ninguém. Tinha um carisma inigualável.
E que a "vivência no meio" nos perturba de uma forma a nos tentar a mudar nosso pensar, nosso agir e, por que não, nosso corpo?

Michael Jackson já havia vencido o preconceito da mídia. Era um artista negro na primeira página dos jornais e na capa das revistas mais badaladas. Vendia milhões e milhões de discos. Tinha tudo o que o dinheiro podia comprar. Mas não era satisfeito consigo mesmo.

Ao pensar nisso NA HORA me vêm as bailarinas de dança do ventre da atualidade. Algumas não precisam provar nada pra ninguém, já venceram MP, entraram na KK, têm o selo do Omar Naboulsi e são figurinhas carimbadas em TODAS as baladas árabes de SP. Mas estão aí, fazendo cirurgia no nariz, na barriga, tomando bomba, ou não comendo nada... tudo por que? A imagem não satisfaz... eu quero mais, e quero melhor, enfim.

Como não nos lembrarmos de Thriller, Billie Jean, Ben, Black and White, Remember the time, Heal the world, Man in the mirror? Você deixaria de gostar dessas músicas só porque o Michael Jackson ficou inacreditávelmente branco e esquisito? Não. Sua genialidade está acima disso.

Assim como a dança está acima da imagem, sempre.

Mas agora a alma atormentada do cantor, do artista, do gênio finalmente pôde descansar.

Vá em paz Michael!

Jamais esqueceremos de você!




"I´m starting with the man in the mirror,
I´m asking him to change his ways,
And no message could be any clearer,

IF YOU WANNA MAKE THE WORLD A BETTER PLACE
TAKE A LOOK AT YOURSELF AND MAKE A CHANGE!"

23 junho 2009

6

O vídeo não mente... jamais...

Olá habibas!

Assim como as cartas e o espelho, o vídeo não mente, jamais!

O que eu acho mais impressionante é como é possível você assistir uma apresentação ao vivo e ficar embevecido, e depois assistir o vídeo e ver UM CAMINHÃO de defeitos. Será que estou ficando chata? E o pior, eu sou alvo de mim mesma!!!

Acredito que uma das principais ferramentas para o estudo da bailarina hoje é a facilidade com que se pode filmar uma apresentação. Além dos ensaios, que são fundamentais para a boa execução e também para o crescimento técnico, "se" assistir traz à luz, sem meias delongas, tudo o que pode ser melhorado.

Mas por que resolvi falar disso agora?

Peguei hoje com a Layla (que foi linda e levou no metrô pra mim, beijo Layla!!!!) o vídeo do espetáculo "Donas da Dança" que aconteceu depois do Bellencontro, que participei há algumas semanas atrás. (Quer saber o que rolou? Clique aqui)


Vou de mim né... EU HEIN!! Fiquei com vergonha das minhas mãozinhas "avederapina". Não sei que porra de cacoete que eu tenho de ficar com o punho abaixado o tempo inteiro. Pode ser porque meus pulsos doem e muito (é galerinha, 15 anos de carteira assinada me renderam uma baita tendinite), mas o fato é que visualmente é MUITO FEIO.



Alguém uma vez me disse que roupas justas são melhores para gordinhas. Essa pessoa deveria levar um tiro de AK47 bem no meio da fuça pra não sobrar nada!!!!!!!!! Meu derriére no vídeo ficou do tamanho da União Soviética (que era muuuuuito maior que a Índia). Se não for no mínimo "larguinho", ou pelo menos "decoradinho" NUNCA MAIS eu danço de roupa justa, ainda mais se for lisa.

Tenho muito a melhorar nas diagonais, e minha ondulação farida tem que ser mais proeminente, tenho que aproveitar mais o espaço, blá,blá,blá,blá,blá....

Enfim, voltando para o tema principal do post... viu como seu olhar crítico pode trazer benefícios à sua dança? Já iniciei a campanha "levanta pulso" aqui nos meus ensaios, e a roupitcha já está devidamente na costureira, eheehh...


Dê asas ao seu senso crítico, mas principalmente, deixe-o mais afiado ainda para si mesma, e você verá que melhora isso representará para sua dança!!!


Beijim

20 junho 2009

3

Meu novo começo!


Olá habibas!!!

Uma das fusões que mais me encantaram nos últimos tempos foi a fusão do Tango com a Dança do Ventre. Duas danças completamente passionais no último grau, envolvidas em mistério e beleza! Demais.

Massssss... influência maléfica da Luana Mello na minha vida... não me sinto isenta o suficiente para pegar uns passinhos de tango que vi no youtube por minutinhos na minha vida e fazer uma coreografia, colocar meu vestidim preto e o sapato alto e subir no palco. Vou ter de voltar pra sala de aula.

Obs.: Brincadeira Lú!!!

Assim sendo, essa semana vou começar as aulas de Dança de Salão. Estou com uma meta de aprender os passos do Tango em 8 meses, pra montar minha coreo. Caraaaaaca véeeei!!!! 8 meses? Mas daí o "Tango do Ventre" já saiu da moda!!!

Ótimo, nunca fui de modinha mesmo.

Beijim

16 junho 2009

5

Respondendo o Meme - e novidades:

Gostei dessa idéia de Meme viu? A Emine Elaine me convidou, vamos lá né?

…você dançaria agora? a que estou trabalhando (e quase começando a odiar, ô musiquinha difícil!!) Cairo.

…te deixa feliz? Ya Grayeb do Fadel Chacker - me toca profundamente.

…te arrepia? Enta Omri, sempre, em todas as versões.

…você dançaria com banda? Nebtedi Mnain el Hikaya, mas ainda não tive a oportunidade de dançar ao vivo.

…você jamais dançaria? Mashoura do Emad Sayyad. Assisti tantas vezes a Carlla Sillveira dançar essa música que não consigo colocar passos próprios nela!

…é perfeita para seduzir? Bahebak Ana Kteer do Wael Kfouri, com pouca luz e muito sentimento.

…você dançaria para sua profe do coração? Putz... tenho duas! Pra minha profe Aleeha, que foi minha primeira, dançaria Ya msafer wahdak, que foi nossa primeira coreo juntas. Pra minha profe Shaide, "Serpente do Nilo" do CD Arabesque, que era a coreo tsunami que eu queria aprender mas saí da escola antes.

…te traz boas lembranças? Shik shak shok e minha primeira apresentação.

…te faz chorar? Lissah Fakir, e tenho muita dificuldade em controlar as lágrimas com ela.

...você escuta sem nunca enjoar? Wayyak, Farid el Atrashe. Quando escuto parece que estou num filme dos anos 50...

…você dedica para quem te enviou esse meme? Putz, acho lindo a Emine de galabeya, então vou dedicar Luxor Baladna, meu Said preferido!!!

E agora a vez é da Naznin, da Zahira, e da Salma!!! Participem Girls!!!!

*****************************************************************************
Novidade!!!

Então meninas... desisti do blog de trocas de vídeos. AHHHHHHHHHHHHHHH...

Mas.... resolvi pirar na batatinha e colocar um blog só de vídeos.

Eu sou maníaca por youtube, e sempre vejo vídeos que nem sempre fazem parte dos temas que eu escrevo aqui no blog. Mas eu gostaria de dividir porque são bacanas, engraçados, enriquecem o estudo de dança e maquiagem, enfim. Diversos.

O primeiro post é sobre as apresentações de Bollywood do programa So you think you can dance. Esqueça os produtos tabajaras que vc tem visto por aí: esse povo sabe BEEEM como fazer uma fusão!

Então, esse é meu brinquedo novo: Pra Assistir e Aprender!


Espero vcs lá comentando muito hein!!!

Beijo

15 junho 2009

3

Por que os grandes mestres caem no esquecimento?


Olá habibas!!!

Vi esse texto na comunidade Fanáticas por Dança do Ventre sobre a Shahrazade, uma das, senão "a" precursora da Dança do Ventre no Brasil e achei importante postar aqui para divulgar o trabalho dessa que foi Mestra das chamadas "grandes mestras" de hoje como Lulu Sabongi, Hayat el Helwa, Suheil (Layaly Suheil, de quem falei há uns posts atrás)...

Enjoy!

*****

POR QUE OS GRANDES MESTRES CAEM NO ESQUECIMENTO?

Por que grandes mestres caem no esquecimento e novas lendas(farsas)se
propagam com tamanha facilidade e rapidez neste meio?
A quem ou à quê propósitos pode servir a propagação destas mentiras?
Por que é tão fácil para as pessoas aceitarem falsos ídolos?
Será que isso é mais uma faceta cruel de uma "cultura descartável" como a
nossa que faz questão de a todo momento trazer à mídia novos nomes, novas
caras, não importando se este novo é verdadeiro ou se tem qualidade???
Todas que estudam a dança do ventre por algum tempo sempre aprenderam que
a precurssora no ensino e na divulgação da DV no Brasil é Shahrazad Shahid.

A grande mestra , que no momento, apesar de tudo o que já contribuiu
para a divulgação e o ensino desta arte, passa por dificuldades financeiras e é
mantida por algumas poucas ex alunas, ainda tem seu reconhecimento usurpado.
Não bastava a estas pessoas lhes deixarem no esquecimento, querem também
agora tirar a última glória que lhe resta, a de ter sido a pioneira.

Mas apesar da própria Shahra não ter condições de vir a público se defender, uma
vez que não domina os conhecimentos da internet, ela possui ferrenhas defenssoras
do seu legado, suas ex alunas que não permitirão de forma alguma que aconteça com
ela o que aconteceu com Fuad Haidamus (legítimo precurssor da música árabe no Brasil),
seu legado não será esquecido e nem usurpado.

Leiam e divulguem o trabalho de Shahra e a verdadeira história da DV no Brasil.
Tributos à Mestra Shahrazad Shahid/ A Tribute to Sharazad Shahid(13 artigos )

http://arabesc.multiply.com/market/item/21/21

**************************

Minha aula com Shahrazad/POR: THANIA RIBEIRO


(inicialmente publicado em - http://www.angelfire.com/co2/dventre/shahra.html)


"A primeira vez que ouvi o nome SHAHRAZAD foi através de uma amiga minha. Ela havia participado de uma aula experimental com a Shahrazad, uma pequena palestra onde ela falou da sua vida e experiência e depois foi analisando individualmente as participantes e orientando o que cada uma precisava para corrigir os seus pontos fracos.

Eu não sabia então, mas agora eu entendi que este é uma das grandes habilidades da Shahrazad, localizar o nosso ponto fraco e nos dizer o que precisamos para superá-lo, e nos fornecer formas de fazê-lo.

Minha amiga ficou encantada com ela, com a forma que ela detectou após observá-la por muito pouco tempo qual era o seu problema. Shahrazad passou um exercício para que ela pudesse trabalhar e corrigir este pequeno problema.

Na época eu havia começado há pouco tempo a estudar dança do ventre, mas guardei a informação e pensei: 'um dia vou ter aulas com ela'. Eu também havia ficado encantada com tudo que minha amiga me contou sobre ela.

Demorou um pouco mais para passar de admiradora para loucamente apaixonada por esta arte, com a vontade louca de aprender cada vez mais.

Tempos depois e mais envolvida no meio da dança, já havia tomado conhecimento da polêmica que existe em torno do nome SHAHRAZAD. Ouvi muita coisa! Mas de tudo que eu ouvi havia duas unanimidades: uma sobre ela ter um gênio extremamente difícil, a outra era sobre a qualidade do trabalho dela.

Apesar de tudo que eu ouvi, decidi procurá-la por achar que ela teria respostas para a minha busca. Estava disposta a enfrentar o gênio difícil que todos falavam tanto a respeito. Pensei: vou pagar o preço pelo conhecimento.

Quando cheguei a sua casa, depois de uma jornada de carro, ônibus, metrô e caminhada que levaram três horas, estava receosa do que iria encontrar. Vi uma senhora caminhar em minha direção com um sorriso acolhedor, um abraço de boas vindas. Fomos para a sala, coloquei minha roupa, Shahrazad sentada em uma cadeira fazendo perguntas, pediu para eu dançar corpo minha experiência de dança, sentiu minha energia, reconheceu minhas qualidades, e sim, detectou minhas faltas, afinal era isto que fui buscar lá.

Desde aquele dia até hoje, conheci várias 'Shahrazad', e naquele mesmo dia me encantei definitivamente por ela. Dona de uma personalidade complexa, pressinto o temperamento tão falado, mas não foi o que vivi com ela. Shahrazad, às vezes é mãe extremada, às vezes ciumenta. Pega pela mão e dá conselhos. Outras vezes ela é criança, pede que não a esqueça, que segure a sua mão, que a faça entender. Mulher vaidosa, olhar que desnuda. Por vezes mística, por vezes religiosa. Conta sua vida, chora e ri. Tem certezas profundas, mas pergunta a si mesma se estava realmente certa. Uma cientista, uma apaixonada.

Encontrei o que fui buscar? Encontrei muito mais. E quando ela fala, sinta-se uma serpente ... eu me sinto! Acho que há certas coisas que nós, apaixonadas por esta arte, temos que experimentar. Uma delas é conhecer Shahrazad! Ela faz parte da história da dança do ventre brasileira, uma lenda, uma polêmica, uma mestra que cria movimentos no teu corpo... Somos suas herdeiras, temos o direito e o dever de preservar o seu trabalho. Não me interessa o passado, nem mesmo o futuro, tudo que aprendi com Shahrazad vai ficar comigo para sempre!"

14 junho 2009

11

A dificuldade com as críticas


Olá habibas!!!

Como já dizem por aí, somos um país de técnicos de futebol. São 200 milhões de técnicos com uma seleção brasileira na ponta da língua criticando o pobre (e burro, talvez) do Dunga. Ele, coitado e combalido, vai para a televisão, contesta com argumentos as críticas que recebe e, de tempos em tempos, somos obrigados a concordar com o que ele faz. Um exemplo é o Elano. Eu mesma o xinguei de tudo quanto é nome quando ele escalou o Elano, e hoje sou obrigada a engolir e admitir que o Elano é peça-chave na seleção.

Outro exemplo sou eu mesma. Tô cuidando agora de uma base de dados com 300.000 registros. Há quem diga que eu tenho que desenvolver no Access, e que minha análise no Excel fica lenta. Eu rebato que até demoro para analisar, mas ninguém contesta meus números - aumentei um "negócio" que era mantido em R$ 60 milhões para R$ 600 milhões, vc contestaria um número desse?

Utilizei esses exemplos simples para ilustrar que as críticas fazem parte do universo de QUALQUER profissional.

Mas na dança do ventre... humpf... eu NUNCA VI um povo tão avesso a críticas.

Somos extremamente mimadas desde nossas primeiras aulas de dança. Quando fazemos nossas primeiras apresentações ouvimos sempre "que linda", "vc esteve maravilhosa", "fantástica". Quando progredimos e a qualidade vai aumentando, os elogios também vão aumentando: "Nossa, que quadril fantástico", "Que belíssima apresentação", "Que máximo...".

E as críticas? Praticamente não existem.

Daí quando encontramos alguém corajoso o suficiente para elencar as situações nas quais a bailarina pode melhorar, ela aceita a crítica como "desafio" e tenta "mostrar" o quanto a pessoa estava errada? NÃAAAAAOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!! Aparece uma legião de fãs, senão a própria bailarina com um milhão de razões pelas quais o crítico pode se considerar uma pessoa amarga e mal-amada.

Lembro-me de minha participação no antigo fórum KK, lá em 2004, 2005. A Aysha usava uma roupa curtinha a lá Dina de Jeans, confeccionada pela Simone Galassi. Naquela época eu ia bastante à KK (não era quase 50 conto por pessoa, era mais acessível). Quando a Aysha dançava com aquela roupa não me incomodava, sinceramente. A dança da Aysha era tão maior que ela podia dançar com um saco de lixo, eu nem ia me incomodar.
Mas um dia eu fui à KK e vi a Nevenka dançando com aquela roupa. As caras e bocas da Nevenka trazem A MIM, PESSOA INDIVIDUAL, OPINIÃO PESSOAL, um toque de vulgaridade desnecessários - e olha que nem fui acompanhada nesse dia. Quando a dança é levada a um patamar menor a gente começa a observar tudo, inclusive a roupa. Vi que era curta, que quando a bailarina fazia um arabesque dava pra ver a calcinha, que era de jeans claro que parecia surrado, enfim. A dança em si não era ruim não, pelo contrário. A Nevenka dança muito bem. Mas havia outras coisas que estavam mais à mostra do que a dança.

Na inocência de quem acha que um fórum é para expor suas opiniões pessoais sobre a bailarina, no tópico que falava dela eu lancei sem dó: "Achei a roupa de jeans o uó da requenguela". Minhanossssinhora!!!!!!!!!!!

Nunca recebi tanto e-mail dizendo que eu era "chata, mal-amada, mal-educada" na minha vida, credo em cruiz!!! Tentei entrar novamente no fórum, não consegui. Fiz um novo avatar para ver o que estava acontecendo, descobri que fora delicadamente expulsa pelos srs. Jorge Sabongi e Douglas, porque era uma forista que incitava o fórum ao caos absoluto. Mas eu só tinha feito uma crítica. E fazendo continha de mais e menos, ela só se apresentou com aquela roupa mais uma ou duas vezes na KK. Será que eu estava de todo errada?

Viu como bailarinas e fãs são avessos à críticas?

Como melhorar tudo isso?

Fazendo igualzinho todo mundo faz: encarando a crítica como um desafio. Se você ouviu que não dança nada, estude, estude, estude, para convencer na próxima vez que você sabe tudo. Quando alguém disse que você é igual à Saida, trabalhe para que sua próxima apresentação tenha um toque irrepreensível de personalidade. Quando alguém disse que você é vulgar demais, trabalhe para que suas próximas apresentações sejam mais elegantes.

Rebata as críticas com mais qualidade, que é o melhor argumento ever...

Beijins

09 junho 2009

5

Tutorial Make - Amarelo e Azul



Olá habibas!!!

Em homenagem a amiguinha Naznin que ABALOU AS ESTRUTURAS do E-ventre no concurso amador dançando "Luxor Baladna" - uma das minhas preferidas, resolvi fazer esse tutorial de make inspirado na make que ela usava no Bellencontro, o dia em que nos conhecemos pessoalmente.

Esta make pode ser usada no palco, se feita com uma base preta para intensificar as cores, ou na balada, na festa junina, wherever you want!!! É só pirar.

Um beijo a todas e mais uma vez parabéns Naznin pela vitória!!!



06 junho 2009

5

Divas da Terra Brasilis: Suheil



Olá habibas...

Bom, este mês eu resolvi voltar para os didáticos de dança. Não sei por que. Cansei um pouquinho de apresentações (Saida foi o meu mês de abril, infelizmente o mês do Mercado Persa, e tomei paulada desnecessária aqui no blog - e Maio foi o meu mês Mahmoud Reda, graças a Deus), olhei pra minha estante e peguei um DVD que eu comprei faz um tempãaaaaao, e nunca tinha assistido inteiro: Suheil Coreografia POP. Já tinha visto outros vídeos da Suheil no youtube,
mas o fato é que o título não me deu tesão não. Então comprei, vi uma vezinha a performance do final, e ele ficou esquecido na estante. Mas este mês resolvi estudá-lo e...................

VIXIMARIANOSSINHORA!!!!!!!! A coreografia "parece" simplezinha, quando vc não está no foco de executar os movimentos com perfeição. Sem compromisso parece baba. Mas não é não!
As ligações são bem complexas, e as sequências muito rápidas. O que me encantou foi o formato americano do DVD: primeiro as combinações, depois as sequencias coreográficas. E a PERFEIÇÃO da Suheil.

Ela é linda, e bem simpática no vídeo. É bailarina clássica de formação, então podemos esperar braços leves e giros perfeitos. É bailarina de dança do ventre há mais de 20 anos, então seus movimentos são simples (coisa de bailarina antiga né gente, as bellynerds new generation preferem movimentos escalafobéticos porcamente executados do que os simples bem executados), mas executados com perfeição.

Quem é de Sergipe ainda pode acompanhar essa bailarina em suas aulas na TV Cajú. Dei uma olhadinha no youtube, muito didática e fácil de acompanhar.

Eu recomendo muito mesmo! Agora ela está lançando um DVD de Método Acadêmico, e, claro, sou a primeirona da fila porque tudo o que eu puder aprender para deixar minhas habibtys (orgulho de titia, estão cada vez melhores) ainda mais maravilhosas eu tô super dentro.


Com vocês: Suheil.






03 junho 2009

3

Selinho e Prêmio Blog Dourado

Olá habibas...

Há algum tempo atrás a Janaína do Mais que bonitas criou um selinho para homenagear os blogs que são parceiros dela. Eu pess
oalmente adooooro selinhos, e agradeço a Jana de coração. 


E dessa vez super orgulhosa, ganhei o Prêmio Blog Dourado, outorgado pela Salma Fairuz do blog Salamaleiko.

Abaixo, minha indicação no blog dela... fiquei emocionada (principalmente com a parte do mata a cobra e mostra o pau... sabe como é né gente, adoooouro!)


Vamos falar mais sobre o prêmio:

O mote de criação do prêmio é o seguinte: "É um prêmio que homenageia os melhores blogs e tem sua simbologia nas cores que utiliza. A cor azul representa paz, profundidade e imensidão. A cor dourada a sabedoria, a riqueza e a claridade das idéias. O prêmio em si representa a união entre os blogueiros." 
A Origem do Prêmio: 

A jornalista venezuelana 
Martha Colmenares, expoente da luta contra a opressão chavista e que muito nos serve de exemplo, agraciou com prêmio virtual o Blog do Clausewitz... Ela estipulou algumas regras, que as chamou de sugestões: 

1. Estabelecer um link com o Blog que outorga o Prêmio e se possível seu criador; 
2. Selecionar 3 ou mais blogs que considere merecedores; 
3. Realizar um breve comentário sobre o Blog que concede o Prêmio;
4. Os premiados porão um banner com o logotipo do prêmio em seu Blog. 
O Blog Amar el Binnaz:

O blog começou como um espaço de interação entre alunas e professora. Hoje ele é um espaço para discussão de idéias, com o objetivo principal de enaltecer a Dança do Ventre, criar um ambiente formador de opinião, mas também aberto a receber opiniões. 

Meus blogs indicados:

Roberta Salgueiro - Yallah!            http://yallah.wordpress.com/
Admiro graaaandemente a Roberta Salgueiro como pesquisadora da dança, e sua generosidade de espírito tem trazido às estudantes de dança do ventre textos mágicos sobre folclore árabe, e sua forma de escrita sagaz nos tira da "zona de conforto" para pensar nos rumos da dança. Brilhante!!!

Gamila - Do corpo sem ventre            http://corposemventre.blogspot.com/
Porque ela fala com uma propriedade, uma verdade!!! TODO MUNDO MERECE ler e pensar no que essa mocinha escreve. Fantástica!!!

Emine Elaine - Ventre Vida               http://ventrevidadancadoventre.blogspot.com/
Me identifico muito com Elaine, adoro suas opiniões quando ela passa por aqui, e sua forma de ver a dança, bem como sua habilidade em escrever tudo, nos traz textos maravilhosos. Bárbara!

Mais uma vez obrigada à Salma, e parabéns às meninas!!!!!!!!!!!!

Beijim 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...