30 abril 2009

5

A maquiadora dos meus sonhos: Joelle Mardinian


Baphón antes de começar:

MENINAS EU VI: Uma bailarina top da casa de chá dançando um saiidi com uma música... BALADI, que inclusive começa com taksim baladi. Tá no youtube. Agora se vc, reles mortal, dançar um taksim baladi com um bastão na mão diante da banca da pré seleção vai ser metralhada. É a vida.

*********************************************************************************
Há mais ou menos um ano atrás, encontrei em minhas andanças no youtube um vídeo de makeup em árabe de uma maquiadora síria que apresenta um programa em Dubai. No vídeo o nome dela era "Maa Joell Haas". Cacei no youtube alguma coisa sobre essa maquiadora, afinal, ela está na veia da maquiagem árabe e eu queria saber mais. Não achei nada, nada. Desisti. Mesmo assim guardei o vídeo aqui no micro e estudei alguns dos seus maneirismos como maquiadora pra me aperfeiçoar.
Hoje, no canal da Racco cosméticos do youtube vi um vídeo desta mesma maquiadora, mas no começo tinha um nome: Joelle! Ohhhhhhhhh... daí uma pesquisinha básica no (santo) Google e achei: Joelle Mardinian. Coloquei o nomezinho no youtube e ohhhhhhhhh!!! Vários vídeos muuuuito legais e dicas preciosas para uma make árabe sem ser caricata.

Antes, um pouquinho mais da maquiadora: ela nasceu em Beirut, e seu pai é italiano e a mãe síria. A mãe dela também era maquiadora, ou seja, ela viveu a infância toda entre sombras e pincéis. Foi estudar maquiagem em Londres, e ao voltar para os Emirados atingiu uma notoriedade como maquiadora de uma gravadora, fazendo as makes dos artistas para clips, ensaios fotográficos e eventos.
Como ela é linda de morrer, e fala super bem, ganhou um quadro em um programa feminino da MBC (a TV lá de Dubai), e logo veio a ter seu próprio show "Arabic makeover with Joelle". Gente, o que ela faz com a mulherada lá é assombroso! Esquece os quadros de transformação aqui do Brasil, o programa da mulher é o bicho!!!! Vou postar duas fotinhos de exemplos "antes e depois":





Pelo amor de Deus meninas, o que é isso!!! a mulher rulez!!!!!!!

O programa é patrocinado pela Yves Saint Laurent, então imagine uma mesa enooooorme cheia de YSL. Imaginou. Agora multiplique por 40. É o tamanho da mesa dela cheia de produtos YSL. É claro que tô exagerando. Mas nunca tinha visto tanto produto YSL junto na minha vida.

Eis aqui alguns produtos que ela mais gosta:

Clarins UV Plus SPF40 Anti Polution

Caneta-corretivo Touche Éclat Yves Saint Laurent

Sombras MAC a dar com pau... e pincéis também.

Base/Pó Divinora Teint Confort Guerlain

Curvex Shu Uemura (dãaaaa)

Bases Armani (eu nem sabia que a Armani tinha linha de maquiagem)

Make UP Forever Diamond Powder como pó finalizador.

Ah, e só para constar... já vi em váaarios vídeos dela (e olha que já vi uma porrada só hoje) que ela usa alguns pincéis de papelaria principalmente para delinear a sobrancelha.

Algumas dicas que pude "puxar" dos vídeos dela (vcs sabem que meu árabe é cof... cof... fluente... cof... cof...):

1. Ela NUNCA utiliza delineador líquido na linha dos cílios inferiores. Usa mesmo um bom lápis - pelo que posso perceber é o Engraved da MAC, mas o lápis da Tracta custa 10 conto e faz um efeito bom também, e sombra preta "bem preta" pra fazer a linha e esfumar. O pincel que ela usa é um chanfrado bem fino, para uma linha mais precisa. Eu pessoalmente amei, porque nunca consigo passar delineador líquido na linha dos cílios inferiores. Borra tudo.

2. Ela aplica o pó iluminador após a aplicação do corretivo líquido, logo após aplica o pó normal e no final da make ela aplica o pó iluminador DE NOVO. Acredito que seja porque ela utiliza tons bem escuros para fazer uma maquiagem árabe bem dramática, ela leva muito a sério o lance de iluminar.

3. Noto que no côncavo ela utiliza movimentos circulares para aplicar bem a sombra (e para me matar de inveja usa o pincel 217 da MAC, que vou ter que acabar comprando algum dia), e esfuma depois com um iluminador na linha da sobrancelha.

4. Bom, quando falamos de maquiagem árabe, falamos de sobrancelha PERFEITA. Ela corrige a sobrancelha e depois de bem marcada e pintada, "desenha" com um pincel fino e pó iluminador em volta da sobrancelha para destacá-la.

Estou louca para testar as dicas da Joelle, e quando eu crescer quero maquiar igualzinho a ela.

Bjs e bom feriado.





4

Sorteio surpresa

Bom dia meninas.

Quem me vê opinar nas comunidades sobre Make up do Orkut sabe que eu sou super fã da marca "creuza" Ruby Rose porque as cores de sombra são muito versáteis, têm boa durabilidade e esfumam muito bem. E o preço ajuda néam...

Nunca fiz muitos swatches de sombra (porque minha máquina não ajudava muito, agora ela ajuda), mas resolvi fazer esses pra vcs!

Aqui está uma paletinha super legal que achei ontem em minhas andanças. 16 cores super versáteis para make árabe e 2 blushes MARA. Esse pêssego é tudo na vida da cidadã que quer ficar linda pra ir trabalhar.
Vamos às cores na pele:

Tons neutros que podem ser usados numa make do dia a dia tranquilamente.


Tons mais dramáticos que fazem a nossa festinha na hora de se enfeitar para dançar. Esse mais escuro não é um preto habibas, é um grafite LEEEENDO. E o roxo ao lado também é o máximo. Adoro roxo na make rosa!

Blushes: um rosão e um pêssego. Sinceramente eu amei esse pêssego para ir trabalhar, muito bonito mesmo.

Bom, e como estou voltando de férias ao trabalho, resolvi como presentinho de final de férias presentear uma das nossas queridas seguidoras com uma paletinha igual a essa! Fotinho pra vcs verem que a paletinha é nova e tá lacrada:


A da esquerda é a minha que está aberta (e já manchadinha, ô cuidado viu!!!), a da direita é para o sorteio.

Utilizei o programa sorteio virtual, fácil e prático. Inseri o número de seguidoras do blog (33) e cliquei em sortear. E o número sorteado foi:


Ordenando nossas seguidoras por ordem de "filiação" ao blog, temos... tchan... tchan....



BLOG DA BRU BRU!!!!!! Parabéns!!!!!!!!!
Bru Bru, entre em contato no meu e-mail para enviar seus dados (nome e endereço) para envio da paleta, ok?
Não esqueci não de que quando formos 100 seguidoras o prêmio será um DVD.
Isso é só uma lembrancinha, porque o que vcs me proporcionam ao entrar no blog, nos prestigiar, comentar, isso não tem preço realmente. Sem rasgação de seda. Muito, muito, muito, muito, muito obrigada. Mesmo!
Beijão meninas.

27 abril 2009

6

Competição de dança: Hezzy ya nawaem....

Olá habibas.. última semana de férias!!! Vamos aproveitar pra postar bastaaaaante, porque minha chefe deve estar morrendo de saudades de mim! Daí já viu né... trabalho demais, tempo de menosssssssssssss.

Já contei pra vcs que eu sou fanática por programas como Fama, American Idol e etc? Os da Globo "Fama", acompanhei do primeiro ao último programa sem perder um. Acho que seria super interessante ter um nos mesmos moldes para dança do ventre. Ihhhhhhhhhh, a LBC já chegou na minha frente, porque JÁ TEM. É o Hezzy ya nawaem (traduzido para o inglês: shake your body gorgeous - para o português? Aí enrola né...).

O programa já teve 2 edições, inclusive com participantes brasileiras: Maíra Magno e Mariana Barros, esta última terminou o programa em segundo lugar. A proposta se assemelha aos programas de música: cada episódio possui um tema, e o coreógrafo responsável, juntamente com a bailarina desenvolvem uma coreografia para apresentação. No palco, os jurados falam dos pontos fortes e fracos.

Os jurados são: Najwa Fouad (provavelmente o maior depósito de botox conhecido na medicina - ou ela perde para a Raqia Hassan?), Zaza Hassan, Simon Asmar e Nadia Assef.

Najwa Fouad dispensa apresentações. Uma das melhores bailarinas da era de ouro, vamos dizer que popularizou o estilo "grande espetáculo" para a dança do ventre. Amoooo muito esta bailarina, estudo-a bastante porque é uma referência para movimentos de braços.

Zaza Hassan é bailarino e coreógrafo no Cairo. Arrasa no folclore, e li que é muito bom de música clássica também. É um excelente professor também, com boas referências no mundo inteiro.

Simon Asmar é diretor da LBC, canal de televisão do Líbano.

Não achei nada sobre Nadia Assef, sorry. Maíra Magno, me ajuda mulher, pleaaaaaseeee!!

Não me pergunte nada sobre justiça de resultados, porque eu não acredito em concursos de programas de televisão. Tendo como base os programas brasileiros, vence quem tem que vencer, e ponto.

Mas como ferramenta de estudo, os episódios do Hezzy ya nawaem servem para nos conscientizar de que sequências longas também produzem um bom efeito na coreografia sem perda de qualidade. Na maioria das coreografias que pude assistir no youtube há repetições de passos que vão de 4 a oito vezes, até mais, e fica lindo. É diferente da dança praticada aqui, tão dinâmica e cheia de passos, mas fica muito bonito também.

Eis alguns links de vídeos do programa:
http://www.youtube.com/watch?v=S8prCNilzJI
http://www.youtube.com/watch?v=OiPAm-dKR6I
http://www.youtube.com/watch?v=ILSLmkxQbP0
http://www.youtube.com/watch?v=y839xFuPO-E
http://www.youtube.com/watch?v=5QEFylxtb-Y
http://www.youtube.com/watch?v=3kG47Ce0XMs

E, claro, como nosso país foi super bem representado, com vcs: Maíra Magno e Mariana Barros.

Maíra Magno


Maíra Magno


Amo Luxor Baladna!!!!!!!!!!!!!!

Mariana Barros


Mariana Barros


Final do programa


Beijos a todas...

23 abril 2009

7

O melhor investimento: Mahmoud Reda.

Tá bom gente, esta foto é antiga. Mahmoud Reda está velhinho.

Bom dia meninas.

Fiquei pensando ultimamente qual é o melhor investimento de dança. Vamos criar uma situação imaginária: vc está numa banquinha de CDs num evento qualquer, tem seus últimos 20 conto + a grana da passagem, mas vc não quer sair sem um DVD. Daí vc tem as seguintes opções:

- Festival do Egito - shows diversos
- Didáticos da Lulu
- Didáticos de americanas diversas (Jillina, Ansuya, Aziza, Tamallyn Dallal - aliás, esta última 20 conto nem cheirava - os DVDs dela estavam sendo vendidos no Mercado Persa a fantásticos 80 reais.)
- Show do Mahmoud Reda
- Coreografias do Mahmoud Reda.

Se fosse eu, o que faria? Ia embora a pé, e negociava TODO o meu dinheiro pelos DVDs do Mahmoud Reda.

Mas nem sempre foi assim...

Quando comecei a estudar, Reda pra mim era uma grande chatice. Aquelas coreografias nos filminhos antigos, tudo em grupo, roupinhas típicas, sinceramente não estava disposta a gastar dinheiro com isso. Eu queria mesmo é DVDs "made in USA", com aqueles shows escalafobéticos com véu wings, véu isso, véu aquilo e aquilo outro. Lia diariamente no fórum KK as bailarinas Samya Ju e Aysha alçarem Reda às alturas, determinarem como estudo obrigatório, dizerem que Mahmoud Reda mudou sua forma de enxergar a dança e blá, blá, blá...

Pensava sozinha: "Meu, não deve ser tudo isso MESMO", será que só eu estou errada?

Minhas primeiras professoras não tinham muito foco no folclore - e eu, por mim, não achava que aquilo ia fazer diferença na minha vida. Deus do céu, como eu era cega, surda, muda e retardada!!! Começo a me bater agora? Não, tá cedinho da manhã, já estou naturalmente com cara de quem levou uma surra.

Quando comecei a coreografar, em 2005, Jesus, eu levava cada pau das músicas que era uma enormidade. Deusulivre. Mas eu fiz um workshop da Carlla Sillveira que me lembrou daquele nome que eu não dava tanta importância "Mahmoud Reda". Eu sabia que ele era coreógrafo. Sabia também que o povo estudava com afinco. Fui atrás da dica, lógico.

É gurias, eu estava errada e o mundo estava certo. REDA ROCKS!!!!!!!!!!!! Mahmoud Reda não é só um grande coreógrafo de folclore (aliás, se não me engano, o grupo Nacional de Dança do Egito desde 2007 é o Reda), mas um "farejador de sentimento". Suas coreografias não são só passos reunidos, mas uma exaltação ao melhor do Egito. Mesmo ele usando e abusando de certos passos (no vídeo que vou postar, Ya Msafer Wahdak, ele usa e abusa do passo grego e arabesques), a dança é leve, cadenciada, fluida, linda.

Assim sendo, se na hora de comprar bater a dúvida não hesite: Mahmoud Reda! Você não vai se arrepender. Nunca.

Em tempo: este post teve a contribuição da Lory, que postou em seu blog a versão em dupla de Ya Msafer Wahdak, e é um blog ótimo. Depois dão uma olhadinha lá.´

Beijo

22 abril 2009

12

Há espaço para uma Susan Boyle na Dança do Ventre?


Hi gals!!!!

Eu também não poderia deixar de falar do fenômeno do youtube: Susan Boyle. A cantora feia, baixinha e gordinha que deixou Simon Cowell com cara de apaixonado no programa Britain´s got talent! E ainda cantou uma música do "Les Miserables", que, como diria minha professora de canto Mônica (sim, eu estudei canto lírico e popular, mas isso é uma outra história), tem o poder de alçar às alturas um cantor preparado, e lançar aos crocodilos um cantor meia-boca. Enfim, a mulher é boa mesmo...

E agora ela vai gravar discos, tem produtores se estapeando pra produzir seu primeiro álbum... Já estão dizendo que a versão dela de Cry me a river é melhor do que o original de Barbra Streisand. Realizou seu sonho e provou que dom e talento estão acima da "estampa" pessoal.

Trazendo a cena para a dança do ventre, imagino um salão enorme, todo decorado em estilo árabe, com bailarinas pra tudo quanto é canto para avaliar, e mais outras tantas para assistir, e entra uma senhora gordinha, sem cabelos escovados, sem maquiagem árabe "da moda", com uma roupinha da 25 de março.

O apresentador pergunta a ela:
- Qual estilo vai dançar?
Ela responde:
- Meu objetivo é fazer uma dança mais tradicional possível, porém com meu toque pessoal.

O apresentador continua:
- Qual bailarina atual mais te inspira?
Ela responde:
- Ansuya senhor (como assim, tirando os snujs a Ansuya só sabe chacoalhar os peitos em público!!) - Cara de "oh, vários minutos perdidos"

O apresentador finalmente pergunta:
- Qual música vai dançar?
Ela responde:
- Set el Hosen.

Daí, o pensamento geral é: além de ela nos fazer perder tempo, vai nos fazer perder muuuuito tempo, porque a versão mais curtinha de Set el Hosen deve ter uns 12 minutos.

A bailarina pega seu véuzinho de voal, o qual ela pagou R$ 15,00 na Shiva da 25 de março e segue triunfante para o centro do palco.

Dança Set el Hosen de forma tão perfeita que algumas bailarinas na sala choram. Outras a observam embevecidas. Ficam maravilhadas com sua beleza, elegância, com a perfeição de seus movimentos. Esqueçam a apresentação da Najwa Fouad, ou da Claudia Censi, ou da Lulu Sabongi, ou da Noites no Harém: a dança dela é muito melhor. Canetinhas não param um segundo. Fotos, sorrisos, poses. A bailarina faz sua pose final e observa a todos triunfante. Aplausos de pé. Linda. Linda. Linda.

Mas não pense, cara leitora, que o futuro dessa bailarina imaginária se assemelhará ao da Susan Boyle original. Simplesmente porque não admitimos, mas não permitimos o "feio" em nosso meio de dança do ventre. Essa bailarina imaginária, provavelmente terá nota 10 nos certificados das bailarinas presentes, irá tirar fotos, se lembrar daquele momento para sempre, mas não irá dançar como estrela principal em um espetáculo de dança, nem vai ser convidada por aquele derbackista no festival para acompanhar seu trabalho. Não vai dançar nas festas árabes nem se trocar aquele figurino barato por um figurino egípcio. Dança bem, mas é "só isso", e a dança é o "conjunto da obra": técnica, figurino, beleza, tudo...

Acho que este vídeo da Susan Boyle deve nos tocar também enquanto admiradoras da arte da dança do ventre, pois estamos cada vez mais subjugando a arte a um papel "secundário", como "mais um atributo", quando este deveria ser o principal.

Quanto à bailarina imaginária? Tomara que os aplausos jamais se esgotem.

Grande beijo.

P.S. Pra vc que ainda não viu o vídeo de Susan Boyle, veja abaixo:


video

21 abril 2009

2

Bellydance Forever Divas - Nour



Booom dia meninas... bom feriado a todas.

Pra quem mora em Sampa e está a fim de curtir um feriado cheeeeeiooooo de gente, a pedida é o Show do Andrea Boccelli no Parque da Independência (em frente ao Museu do Ipiranga). A abertura dos portões será às 14 horas e o show será às 16 horas. Bom divertimento.

**************************************************************************************
Acho que minha busca eterna pela dança será a leveza e a elegância. Pra ser sincera, eu me acho dançando qualquer coisa leve e elegante como um... javali correndo lindamente pela savana.

Existem bailarinas muito elegantes no Brasil, mas neste quesito eu estudo mesmo é a maravilhosa Nour. Ela é uma pluma, muito delicada dançando, e, oh God, LINDAAAAAAAAAA.

Mas quem não a conhece habibas, não se engane: ela é Russa. Isso mesmo! Made in Russia total! E a Russia tem formado excelentes bailarinas (outra ótima é a Natalya Streltchenko) - uma coisa muito legal, se a gente for pensar que a dança pode ter "chegado" lá há 20 anos. Quer dizer, não penso que houvesse dança do ventre na Rússia antes de Mikhail Gorbachev ter aniquilado a URSS e aberto os portões do mundo aos soviéticos.

Enfim, a graças ao carequinha de mancha na cabeça, hoje a Nour é minha professora do vídeo. E a técnica apuradíssima, e a leitura musical impecável. Pra quem quer, como eu, aprender mais sobre leveza, técnica e suavidade, indispensável. Com vocês: Nour.







E para quem mora no Sul, ou quer um bom motivo para visitar essa belíssima região do nosso país, Nour vai fazer workshop e show no mês de Junho. Enjoy!!!!!!!!




20 abril 2009

0

Preconceito academias - escolas de dança tradicionais com a Dança do Ventre.


Olá habibas...

Visitei o tópico na comunidade do Orkut "Fanáticas por Dança do Ventre" que dissera sobre o preconceito de uma determinada escola de Balé com a Dança do Ventre:

"Olá meninas,não sei se aconteceu com vcs ,mas a minha turma e minha professora temos penado com o preconceito nas escolas de dança,no comerço do ano trocamos porque a dona da antiga escola nos "sacaneou" muito,além dela estragar o figurino da presentação de fim de ano ela chamava nós todas de odalisca e incitava as bailarinas clássicas a arremedar a gente, isso porque nós fomos a turma mais elogiada no aulão público.

Bom quando entramos pra essa escola nova ia tudo as mil maravilhas,pensamos achamos nossa casa, o dono da escola de arte resolve fazer uma fusão com um ballet badalado,na reunião de fusão a dona da escola falou que não tinha dança do ventre no seu quadro devido a falta de procura,mas que por enquanto ela não ia mexer,acabamos ficando na direção do dono,que falou com a minha professora que por enquanto iamos continuar, e nós já estávamos combinando de fazer uma festa arábe pra promover a dança do ventre.

Há 2 semanas a dona do ballet tah pressionando as aulas serem transferidas pra outro dia, já que terça e quinta ela quer exclusividade, hj cheguei na escola e foram programadas o aulão público e a comemoração do dia internacional da dança, nós não fomos convidadas a nos apresentarmos. Estamos sendo boicotadas, me causou um desapontamento enorme .

Lembro da minha primeira apresentação que as bailarinas riam de nós na cochia,mas quando o público aplaudiu de pé, elas ficaram sem graça.

Vocês já enfrentaram algo parecido na escola de dança?" (By Ceres)

Achei interessante trazer esse texto pra vocês porque muitas também podem estar fazendo aulas em academias de ballet e trazerem sua experiência.

No meu caso, eu dou aulas em academia de ginástica. Já engoli vários sapos também.

Comecei por convite da minha primeira professora de dança. Na época eu fazia aulas na Shaide Halim, e a professora da academia me convidou para substituí-la pois ela iria morar na Holanda. Conversei com a Shá, que me disse que eu tinha condições de assumir uma turma e lá fui eu. Houve uma festa na academia, para que eu pudesse apresentar meu trabalho, treinei pra caramba e levei El hob Kolloh amooo muito essa música, mas é bem difícil. Isto feito, três dias depois a coordenadora me chamou na academia para acertarmos os detalhes.

Olha a conversa: ela me disse que tinha adorado, que concordava com a decisão da professora anterior em me chamar pra substituí-la, mas que ela tinha ouvido das "meninas que faziam aula" que eu não sabia nem dançar direito, quanto mais assumir a turma. Enfim, que eu teria "problemas com público" e que a academia só manteria a turma se houvesse retorno financeiro.

Putz, que bordoada... era minha primeira turma e eu teria que rebolar pra que houvesse alunas. Mas não teve jeito. No começo eram 4 ou 5 meninas por aula, quando muito, devido a minha inexperiência em ensinar. Eu era ruim mesmo (não que eu me ache A PROFESSORA, mas melhorei bastante...). Toda aula achava que iam me demitir...

Mas tem um porém: eu dou aulas sexta feira à noite, vejam vocês! O horário que ninguém quer. Nem as alunas, porque minha concorrência é quase imbatível: A BALADA. Tava difícil.

Comecei a fazer aulas com a Níjme, que me ajudou enormemente no quesito didática. Aliás, pra quem quer ser professora, indico muuuuuito, porque ela é realmente uma mestra no "ensinar a ensinar". A turma foi crescendo (graças a Deus). Mas ainda era bastante instável: numa semana tínhamos 15 meninas em sala, outra semana tínhamos 3. Aos trancos e barrancos, no final de 2007 fizemos a primeira festa árabe de final de ano na academia. Era, aliás, a primeira festa árabe que foi feita na academia, mesmo havendo professoras há 7 anos.

Foi um sucesso. A procura aumentou muuuito. Desde então levo minhas alunas pra dançar em festivais, a aula tem boa procura, estamos na expectativa de criar mais um grupo.

Ainda assim, em todas as aulas a recepcionista conta as alunas pra ver se "a aula dá lucro". Continuo dando aulas na sexta, embora todo mundo CLAME pra que a aula seja em outro dia. Ainda tem professor querendo me tirar meia hora de aula pra que as aulas dele sejam "num horário padrão"... O preconceito com a dança do ventre fora do ambiente "escola de dança do ventre" é imenso, mas pode ser contornado com dedicação, resultados e, principalmente, um boa conversa.

Um beijo.

18 abril 2009

2

Matéria Nova: Construindo um solo.

Olá habibas alunitchas do Galpão 21 Fitness:

Complementando nossa matéria em sala de aula - Construindo um solo - estou mandando a relação de artistas / músicas que podem ajudá-las a escolher uma música moderna para a montagem do solo.

Não se esqueçam que os ritmos devem ser Baladi 2D e Saiidi.

No E-mule, 4Shared, Rapidshare façam a busca com a expressão "Bellydance".





Cantores:

Hakim
Ehab Towfic
Fadel Chacker
Amr Diab
Elissa
Natasha Atlas
Nancy Aajram

Músicas legais:

El salamo aleikum (Hakim)
Talakik (Hakim)
Ya grayeb (Fadel Chacker)
Habibi (Amr Diab)
Maaoul (Fadel Chacker)

E pras habibas que acompanham nosso blog, please, dêem dicas para nossas habibas de músicas modernas para que possam conhecer cantores / músicas diferentes.

Grande Beijo

16 abril 2009

10

Mamãe, quero ser a Saida!!!


E aí habibas...

Ontem fiquei o dia inteiro preparando um vídeo tutorial de uma make pra vcs, mas eu e o youtube não estamos nos entendendo, droga!!!! Mas vou dar um jeitim...

Como tirei o dia pra ficar mufina (expressão nordestina pra aquele dia que vc quer ficar de preguicinha), na parte da manhã resolvi estudar o vídeo Volume 2 da Saida. Aquele em que ela está bronzeadinha.

Antes de falar qualquer coisa, vou explicar minha relação com meus DVDs: nem sempre eu assisto o DVD assim que eu compro. Tenho DVDs que jamais assisti (como, por exemplo, os workshops da Claudia Censi), quando der na telha eu assisto. E o da Saida era um desses, eu comprei ano passado, assisti a interpretação dela de Alf leyla we leyla e mais nada. Então ontem resolvi passar o bicho todo.

Fiquei assombrada! Não pelo talento da Saida não, que ela é maravilhosa todo mundo sabe, mas ela se transformou na bailarina que é mais copiada no mercado brasileiro. Qualquer lugar que vc for: casa de chá, mercado persa, eventos de dança em geral, vc vai ver o arabesque da Saida, a postura da Saida, a batidinha no rosto da Saida, os giros triplos da Saida, a roupa parecida com a da Saida. Lembrei-me até que num festival aqui em Osasco, uma bailarina dançou Tammiil (a música do primeiro DVD) com uma roupa que lembrava o figurino da Saida: calça com meia saia atrás, e os movimentos eram praticamente os mesmos.

Daí resolvi passar meus vídeos do Mercado Persa pra conferir: é de ficar bobo. As classificadas para a final, todas começavam suas coreografias com uma pose extraída diretamente dos vídeos de apresentações da Saida. Esse ano tinha uma bailarina que ao vê-la dançar, vi praticamente tudo extraído da Saida, e duvido que ela seja aluna da Saida.


A pedido da Deby, vou postar alguns vídeos. Observe:

Os vídeos foram retirados, meninas. Bailarina brasileira é assim mesmo: quando é para elogiar, o faça em voz alta, mas quando é para analisar friamente (porque eu não acho que comparações com a Saida seja críticas perjorativas), esteja pronto para receber "chumbo grosso" em seu próprio espaço.

Evoluções com saia, arabesques, giros e chutes altos. Made in Saida.

Este também meninas, foi retirado porque bailarina brasileira não sabe receber críticas.

Essa aqui faz um improviso IGUALZINHO ao improviso do vídeo da música Little Baladi, do Volume 2 da Saida.

Este vídeo foi deletado por solicitação da bailarina, leia na página de comentários. Aliás, não leia na página de comentários que eu apaguei. Quem quer democracia que vá para o Orkut numa comunidade sem moderação. Grata.

Mais arabesques com a perna bem alta a lá Saida... cansa, cansa, cansa...

Ah, só para deixar registrado, o tema do concurso era Samia Gamal, mas da dança da Samia Gamal não vi nada. Colocaram até uma música extraída de um de seus filmes, mas nem assim... só deu Saida.

Que pasó niñas?

Fonte de inspiração é uma coisa, temos várias, egípcias, brasileiras e até argentinas, mas copiar tudo? É a tecla que eu pessoalmente sempre bato: cadê a interpretação individual, a personalidade na dança?

Vamos refletir nisso, será que é saudável tomar todos os passos de uma bailarina, ao invés de estudá-los e aplicar neles nossa interpretação pessoal?

Um beijo.

14 abril 2009

5

Dai aos fotógrafos profissionais o que lhes pertencem!!!


Olá girls!

Voltando a vida normal depois de 7 dias de completo MEIO DE MATO, sem internet, sem computador e praticamente sem televisão. Vixe, tava "na nóia" de dar uma tecladinha, ehehhe...

Olhando meu orkut não pude deixar de comentar... os peitos por aí andam aumentando mesmo...
Meu post de hoje é para falar de fotografia profissional em eventos de dança.

A maioria das pessoas que conheço consideram este tipo de serviço supérfluo. Afinal, TODAS as meninas e maridos levam máquinas fotográficas, pra que contratar serviço de profissional, certo?

ERRADO. Gente, em primeiro lugar, quem foi que disse que a foto que vc tira fica igual à foto profissional, tirada com uma câmera supermegahiper escalafobética (traduzindo: boa mesmo) no ângulo correto?

Pra vcs terem um bom comparativo, eis uma foto minha tirada com minha câmera que é semi profissional, e uma foto posada, tirada pela Adelita Chohfi.

Minha foto (tirada pelo meu amôooooo)


Foto tirada pela Adelita Chohfi

Favor não reparar nas gordurets de tia Verinha...

Percebe a diferença? É muito gritante gente... Um fotógrafo é o profissional que se formou pra isso, consegue tirar de vc o melhor ângulo, na melhor iluminação, e a foto pode ser bem utilizada em seu portfólio de bailarina.

Continuando as fotos comparativas, vamos comparar uma foto do palco com uma foto tirada por um profissional.

Foto tirada pela prima de uma de minhas alunas:

Foto tirada por Adelita Chohfi:


Ah, sim, e não é qualquer profissional não tá? Eu sempre faço boas referências da Adelita porque já há uns 3 ou 4 eventos que compro seus CDs de fotos com 100% de aproveitamento.
Recentemente fui a um evento no qual cada foto custava R$ 2,00 e as fotos saíram uma porcaria.
Quanto custa um CD de fotos num evento gente? 40, 50 paus? Se vc tem um grupo de 5 meninas, divide, 10 paus pra cada uma e todas tem as fotos super legais do evento, todas vão aproveitar as fotos e o profissional de fotografia também vê seu esforço reconhecido. Afinal, pensa que é bolinho passar 8 horas em pé ou agaixado para observar seus melhores ângulos?

Não deixe essas palavras caírem no vento não habibas! Valorizem o profissional de fotografia nos eventos de dança.

Bom, sobre ensaios profissionais tudo o que eu disser é babar mais o ovo. Viram a foto do post? Preciso dizer mais sobre a competência da Adelita?

E, claro, vamos fazer uma propaganda da Adelita que ela merece!
Ela merece! Ela merece! Ela merece!!!



Adelita Chohfi
Contatos: (011) 8283-8822 / 3241-1565
E-mail: fotosp@superig.com.br
Portfólio: http://www.flickr.com/photos/adelita/collections

Beijo grande a todas.

07 abril 2009

6

Leque de Seda - Fan Veil Bellydance


Olá habibas...

Bom, já deu pra perceber que eu tô de férias? EEEEEEEEEEEEE... Post todo dia, tempo livre para pesquisa, fala sério? TODO MUNDO MERECE!! Mas eu vou viajar hoje e só volto depois da páscoa. HAPPY EASTER PRA NÓIS!!

Venho falar hoje de algo que me encantou profundamente: a dança do leque de seda, ou em bom inglês Fan Veil Bellydance. Vi o leque no stand do Mercado Persa da Hana Sedas - que aliás sempre traz as novidades em véu em primeira mão para o Brasil (não amiga, eu não ganhei um leque para fazer este jabá, mas sabe que não é má idéia? Ehehehe...), só perde estrelinhas porque os preços não são lá tão camaradas néam? Mas elas parcelam. Então.

Hoje, depois de arrumar o furacão que ficou minha sala, fui dar uma pesquisada na NET sobre o tal Fan Veil, e que grata surpresa. O efeito do leque com o véu de seda é linnnnnnnnnndo!!! Muito diferente. Sou apaixonada também por cultura japonesa, e vejo uma séria influência da dança de leques feita pelas gueixas - Odori (com excessão da "soltura e retomada" ou seja, jogar o leque e pegá-lo de novo). Como dica de vídeo, vc pode assistir ao filme "Memórias de uma gueixa", onde são feitas 2 danças Odori. E o filme é lindo também. O efeito que a seda dá com o leque é de uma ondinha muito leve... Amey!


Minha única restrição é que a maioria das apresentações baseadas no véu: comum, poi, fan, wings e afins é que a dança fica um pouquinho deixada de lado. Pra mim, a dança perfeita será o manuseio do acessório e uma bela execução de dança. Mesmo assim, tô muito feliz com essa nova descoberta.

Pra quem quer fazer aulas de Fan Veil, acho que a Giuliana Scorza da escola Harém Dança do Ventre ministra aulas (aliás, pra falar correto, ela é uma GRANDE MESTRA do véu em Sampa). Vamos fazer diferente: CAMPANHA GIULIANA SCORZA GRAVA UM DVD DIDÁTICO COM O MANUSEIO DOS DIFERENTES VÉUS PRA GENTE!!! Eheheh... Quem sabe dá certo?


Beijos e Feliz Páscoa a todas.



06 abril 2009

5

MP 2009 - Impressões...


Olá meninas... acabou o Mercado Persa! Graças a Deus... porque ir ao Mercado Persa é como receber aqueles sobrinhos pestinhas na sua casa: alegria na hora em que chega, alegria na hora em que vai embora. E que calor!!!!!!!!!!! Deus do céu!!!!

Minhas habibas arrasaram, e a tia babona está aqui ainda olhando para as fotos maravilhada e lembrando do dia em que elas mesmas olhavam para si no espelho e diziam "mas Verinha, desse jeito eu não consigo..." Mas a mágica do professor é essa mesma, transformar o não do corpo teimoso em sim, e a retribuição é o sorriso de cada uma ao deixar o palco.

Mas vamos lá né... falar do Mercado Persa.

Todo ano é bem diversificado, grupos bem ensaiados, outros nem tanto. Achei que os grupos "de nome" deixaram um pouco a desejar, e os grupos "sem nome" vieram pra deixar sua marca. Eu nunca guardo o nome do grupo, só a cidade. Tinha um grupo de tribal de Ilha Solteira, dançou lá pelas 2 horas da tarde, MELDEUS!!!!!!!!! Belíssimas, com uma coreografia tsunami (coreo tsunami é aquela em que cada batida da música é um passo diferente e difícil, e não repete passo nenhum nunca... brincadeira, mas é bem dinâmica MESMO) super bem ensaiada, uma harmonia incrível, e um nível impecável.

O grupo da Fátima Braga do Tricoflor Paulista, ops, São Paulo Futebol Clube, também arrasou com o tango "do ventre".

Foram os que mais me chamaram a atenção.

Agora o que fiquei bolada é com o concurso profissional. Até fiquei procurando na NET quem ganhou e não achei. Vi várias amigas, torci por todas, vi lindíssimas bailarinas, o nível subiu bastante. Mas uma coisa me incomodou: o número de arabesques por metro cúbico estava altíssimo!

Eu entendo que a perfeita execução de arabesques denota uma evidente evolução na dança, por que, embora pareça simples, é um movimento no qual você necessita ter uma perfeita consciência corporal, precisa de treino, precisa de estudo. Mas tudo demais é muito, e o arabesque não é um passo tipicamente oriental, mas uma incursão de ballet clássico na dança (quem é mais letrado nesse assunto me corrija se eu estiver errada). Então, um ou dois arabesques vá lá, mas TODA a execução com arabesques pra mim é afetado.

Tinha uma bailarina de branco lá que fez uns 50 arabesques na dança dela. Dançou bonito, mas eu queria mais dança do ventre, entendeu? Não gostei não.

Tietei bastante. A Rhazi é um amor, e me procurou mesmo... olha que fofa. Aliás assistiu minha apresentação, não dá nem pra fazer um embromations que tem testemunhas, ehehhe. Ela é o máximo.

A Jade é uma fofíssima, já cheguei me apresentando "oi Jade, brigamos muito no Orkut, lembra de mim, sou a Vera". A pessoa é assim mesmo, briguenta. Mas concordo com ela quando diz que as pessoas perdem a oportunidade de aprender com as discussões e a coisa cai no barraco. E a Jade é a Jade né gente. Linda, dança muito e simpática. Perfeita.

E, claro, minha mestra "virtual" (lembra do post das professoras do vídeo?) maior, a bailarina que eu estudo mais depois da Randa Kamel: Carlla Sillveira!!!! Linda, linda, linda................




Beijos e boa semana!!!!

03 abril 2009

4

Dica utilíssima: Quer ganhar um workshop da Carlla Sillveira?



Olá girls!

Fuçando pelo orkut hoje de manhã, achei essa mensagem na comunidade Fanáticas por Dança do Ventre:

Quer ganhar o workshop da Carlla? Clica aqui...

Olá Meninas.
O Espaço Manatt trará para São Paulo a Carlla Sillveira dia 16/08/09.
Quem estiver interessada entre em nosso perfil e deixe registrado seu e-mail. Dia 30/06/09 iremos divulgar a ganhadora aqui na comunidade fanáticas!
Serão dois temas: técnicas de quadril e sequências inéditas.
A ganhadora terá free pass nos dois...
Podem ficar tranquilas que depois exlcuiremos o seu e-mail para ninguém mais ter acesso ok?
Encaminharemos a ficha de inscrição do work em seu e-mail com todas as informações.
Maiores detalhes:
2645-2111
Espaço Manatt de Dança Oriental
Daniella e Rhazi Manatt


Já fiz um work de snujs com a Carlla Sillveira e vale muuuuuuito a pena. E quem não ganhar, guarda aqueles dinheirinhos que é um investimento com super retorno.

Parabéns pra Rhazi que além de linda, dançar maravilhosamente, ainda faz uma coisa boa dessas.



Grande beijo. (E que venha o Mercado Persa)

02 abril 2009

1

Por que tudo de brasileiro tem que ser no grito? Pincéis O Boticário



Hey girls... Mercado Persa chegando, um dia inteirinho de sofrer com o calor, o aperto, os chiliques lantejoulísticos, as rabugices do marido sem paciência e... a gente não vê a hora! Ô tanto pra sofrer, pelamor!!!!!!!!!!

Estou aqui pra fazer um mimimi pra essa porcaria de lei do consumidor do Brasil que nos leva a ter sempre que fazer barraco pra fazer valer nossos direitos.

Estou farta disso!!!

Explico:

Pra Telefônica arrumar minha linha que estava muda há mais de um mês, somente com reclamação na Anatel.

Pra Sky cobrar o que foi combinado, somente no Procon.

Pra Catho nos dar o direito que está no código de defesa do consumidor, somente no Procon.

Pra Telefônica cancelar o speedy da casa da minha mãe, que tinha 8 anos (sim, você leu 8 anos) sem cobrar multa de fidelização (8 anos de contrato, fidelização normalmente é só 1 ano), somente na Anatel.

Daí o Boticário lançou a linha nova de pincéis. Entre seus novos pincéis tem o ÚNICO duo fiber do Brasil para aplicação de base (que graças a Deus, logo em breve teremos o da Duda Molinos que parece ser até melhor). Eu acredito que a aplicação da base com esse tipo de pincel faz muuuuuito a diferença, tenho alguns de marcas internacionais, e estava doida pra testar esse até para minhas habibas aluninhas poderem comprar o seu e fazer uma make linnnnnnnda para o Mercado Persa. Não deu.

Simplesmente O Boticário informou aos seus consumidores que iria colocar a linha nas lojas no dia 23/03/2009, porém os pincéis ficaram, segundo as vendedoras da loja "parados na alfândega". São os pincéis da Body shop, importados, todo mundo sabe.

Mas algumas lojas dos grandes centros e cidades "selecionadas" receberam os pincéis.

Fiquei puta com essa explicaçãozinha de merda, sabe por que?

Já trabalhei na aduana há alguns anos atrás. Sei que:
1. Quando a mercadoria é nacionalizada, e dá canal verde, é liberada imediatamente após classificada pelo siscomex. Mesmo dia da chegada da carga.
2. Quando dá canal amarelo, existe somente conferência dos documentos. Mesmo dia da chegada da carga.
3. Quando dá canal vermelho existe somente conferência da fatura internacional com a carga física (tipo um ticar nota fiscal sabe?) 1 a 2 dias após a chegada da carga.
4. Quando dá canal cinza, o pior de todos, existe a conferência geral: fatura internacional, declaração de importação, carga, documentos de trânsito brasileiros.

Aí é que está! Enquanto trabalhei na aduana, o único tipo de carga que dava canal cinza eram as cargas de prata para confecção de objetivas da Kodak. Só. O resto, no máximo canal vermelho. Será que uns pincéizinhos de maquiagem fariam o estrardalhaço suficiente para dar canal cinza?

E mesmo se desse: o máximo de tempo que demorou para o desembaraço de uma carga canal cinza foi 30 dias. A pergunta é: O Boticário, uma empresa tão séria, anunciaria uma data de lançamento SEM TER os produtos devidamente nacionalizados? Duvido!!!!

Bom, assim sendo, mandei uma reclamação para o Estadão. Falei tudo isso que escrevi aqui. Qual não foi minha surpresa, NO MESMO DIA (30/03/2009), eu estava com os pincéis na mão. O Boticário me ligou e disse que "uns pincéis foram entregues na loja próxima à sua casa". Cheguei na loja e nem as vendedoras conheciam os pincéis. Vergonha. Fora o Pincel Fan que vem com uma capinha que uma vez tirada não pode ser recolocada. Deusulivre!
Ah, mas só foi um exemplar que chegou lá tá. Não poderei recomendar a ninguém que vá comprar porque eles só mandaram um exemplar pra mim por conta da reclamação. Absurdo.

Cansada. Cansada de ter que gritar sempre, ser chamada de impaciente e barraqueira para ter meus direitos respeitados. MIMIMIMIMIMI!!!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...