28 fevereiro 2009

5

Mas, afinal, o que é fluidez?


Sabe meninas, uma pergunta que fica martelando minha cabeça todo dia, desde o meu primeiro dia de aula é: mas, afinal, o que é fluidez?

Minhas primeiras anotações de estudo, vindas diretamente das fitas da Lulu que eu praticamente comia todos os dias, notificam: Samia Gamal é fluida, Taheya Karioka é fluida, Najwa Fouad é fluida.... Instruções sobre fluidez é o que mais tem: “A dança deve ser como uma fumaça perfumada, sem corte....” “Quando você dança é como se vc estivesse escrevendo com mel, sem corte...”(Jade el Jabel), enfim... Tudo isso eu leio, escuto, mas acho que o povo mais escreve do que faz. Observe:

Você já viu um vídeo da Samia Gamal? Eu já vi! Um monte... Ela é linda, mas fluidez, pra mim, não é o seu forte. Ela tem trocas rápidas, e um oito pra cima que é infinito, fora os braços, sempre muito, muito, muito... E dizem por aí que ela é fluida. Muito diferente, por exemplo, de Nayma Akef, essa sim, muito fluida, “gruda” os movimentos de uma forma muito legal! Não deixa de fazer depois uma comparação no youtube pra ver.



Sohair Zaki dispensa comentários, acho que ela é uma das poucas antigas que desperta admiração EM TODO MUNDO, mas essa apresentação de Leylat Hob é primorosa, com trocas suaves e delicadas:



Eu adoro a Dina, sabe? De verdade... me identifico com a alegria nas suas apresentações, mas não posso deixar de admitir que ela não é fluida de jeito nenhum.

Acho a dança do ventre que se executa no Brasil muito peculiar, no sentido de que todo mundo quer mostrar TUDO o que sabe em TODAS as músicas/danças, etc.. Excesso de passos mesmo. Na minha opinião isso compromete, E MUITO, a fluidez, porque nem sempre a ligação dos passos acontece de forma suave, e vemos o famigerado “Tranco” fora do contexto (aqui leia-se fora da batida da música). Vamos pegar como exemplo a Serena Ramzy (que eu adoro muito, muito, muito). Ela utiliza poucos passos em suas composições, porém sua dança é muito limpa, e, na minha humilde opinião, muito fluida também. Pode ser considerado pobre? Não, se avaliarmos a execução dos movimentos: tudo com a maior perfeição.



Uma boa forma de se avaliar no quanto de fluidez se pode chegar, é comparar os vídeos da Lulu e da Carlla Sillveira com aquela música famosa (e dificílima) do Emad Sayyad. Eu sou fã de pular de pompom na mão da Carlla Sillveira, a acho uma das maiores, senão a maior, coreógrafa do Brasil da dança do ventre. Ela mistura elementos de diversos níveis de dificuldade, porém ligando-os com uma perfeição ímpar:



Já a Lulu faz um improviso, e, na minha opinião fica uma dança de quem tava meio puto na hora sabe? Como sou daquelas cuja opinião é de que a dançarina deve exalar alegria e sentimento, a dança para mim "soou estranha". Veja:



Vejam que são duas danças feitas propositadamente para o vídeo, mas a Carlla dá uma ênfase maior à sua dança, e Lulu já valoriza sua própria imagem.

As americanas também são mestras em elaborar coreografias, mas já tantos, tantos, tantos passos, e trocas tão rápidas na velocidade da luz, que a fluidez fica comprometida também.



Mas há excessões, claro, como a Tamallyn Dallal. Essa apresentação dela é a perfeita expressão da fluidez e da delicadeza - Ya msafer wahdak:

http://www.youtube.com/watch?v=kye5eCqMGE4

E vocês, habibas queridas, o que acham? Já acharam a fórmula mágica para a fluidez na dança? Vamos trocar experiências.

Um beijo

5 comentários:

  1. Minha maiooooor dificuldade é encarnar a "fadinha" enquanto danço. E puxa, isso é uma das coisas mais lindas na dança, a tal da fluidez que comentou. Mas é por isso que a gente se mata estudando ne? hihihi

    Mil beijos, amei seu blog! E obrigada por ter visitado meu cantinho =)

    ResponderExcluir
  2. oi, gostei muito do seu texto, fluidez realmente é de ferrar, o termo e sua própria definição no dicionário deixam muito espaço para reflexões e interpretações, acho meio difícil definir claramente o que seja.
    minha linha de interpretação da palavra segue mais ou menos o mesmo rumo da sua, concordo com suas opiniões aqui expostas, assisti todos os vídeos e adorei.
    Concordo que Samia Gamal, Dina e aquela americana (Rania né?) não tem fluidez seguindo nossa linha de raciocínio, e mesmo assim as duas primeiras são divinas, já as americanas em geral (com raras excessões), aff, prefiro pular, decididamente não curto.
    Souheir e Taheya Karioka para mim são os melhores exemplos de fluidez que há, sou fão incondicional de ambas.
    Eu acho que a minha dança tem essa tal fluidez que se diz, mas há controvérsias hehehe, confira (se puder) alguns vídeos meus e diga o que acha, assim trocamos figurinhas.
    bjocas, Elaine

    OBS: seguem os links dos vídeos mais recentes.
    http://www.youtube.com/watch?v=frWSO5chqeM
    http://www.youtube.com/watch?v=Mnjegj5OOVY
    http://www.youtube.com/watch?v=TRrKPQGQqrU

    ResponderExcluir
  3. nossa, olha que coisa: eu nunca tinha pensado em fluidez dessa maneira. sempre me vinha em mente 'delicadeza'. agora, pensando bem, achei seu post super esclarecedor. tem bem mais a ver com 'ligação de movimentos' do que a delicadeza em si. obrigada por postar os vídeos, assim exemplifica melhor. beijãozão!

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post sobre fluidez.Parabéns... Tenho gasto bastante tempo para ler seus posts antigos. Vejo que pensamos de maneira semelhante em muitas coisas. Vamos manter contato.
    patricia.noce@gmail.com

    Ah! Eu sou de Osasco!

    Beijos
    Patty { Rayzel }

    ResponderExcluir
  5. Muito legal o post...

    Eu nunca tinha pensado exatamente em fluidez, mas também via essa dança que você colocou da Carlla, e babava!! Apensar de ser a profissional que ela é, e ter todo esse repertório de movimentos, ela não sobrecarrega a dança, fica tudo muito leve, gostoso de assistir. Acho que fluidez é uma boa palavra para definir mesmo.

    Acho que na minha dança eu tenho uma certa tendência a "encher de coisas". Tenho que me controlar. Acho que uma dança mais simples e muito bem executada é muito mais bonita de assistir.

    Parabéns pelo post. Ficou ótimo!

    bjinho

    ResponderExcluir

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...