18 dezembro 2008

3

Quem emociona?

Nur, a bailarina que "é" a música e a alegria de dançar...

Olá ayunis...

Tenho lido muito ultimamente sobre bailarinas que "emocionam" ou não emocionam (leia aqui uma discussão que surgiu no blog da Luanna sobre isso). Isso me toca muito. Em primeiro lugar, porque a avaliação da dança é algo tão pessoal, mas tão pessoal, que é impossível "convencer" a gregos e troianos sobre sua técnica. Alguns vão dizer que vc "pica fumo" (ou seja, precisa aprender mais), outros vão dizer que vc é a nova Nayma Akef, enfim... isso "depends of the eye of the beholder"...

Mas em um ponto, gregos e troianos sempre concordam: algumas bailarinas têm em suas mãos o poder de te transportar para um lugar mágico, e te colocar em contato com o que há de mais lindo na essência humana. Isso, meu amigo, INDEPENDE DA TÉCNICA. Existem bailarinas em São Paulo hoje possuem a técnica apuradíssima, literalmente arrebentam, mas ao vê-las dançar você vê simplesmente... passos unidos.

Isso porque hoje a preocupação em mostrar a técnica é tão intensa que as bailarinas se esquecem TOTALMENTE de sentir prazer ao se apresentar. Para mim, o dançar começa primeiro na alma! Dançar começa com o prazer intenso que vc sente ao escutar aquela música. Começa com o seu desejo íntimo de transformar aquela música em "sua música", e de transmitir ao público que ela é uma extensão do seu corpo. Dançar é transmitir ao público a felicidade intensa que o universo te proporcionou ao estar ali fazendo o que mais gosta.

Mas isso habibas é algo a caminho da extinção! Nas apresentações que tenho visto, a única expressão que consigo ver na cara das bailarinas é "Putz, como sou foda!!", "Tô abalando hein, te segura Samya Gamal" (e me desculpem as Hadaretes, mas ela é a rainha dessa expressão egocêntrica). Cadê a felicidade? Cadê o prazer? Não tem... Já era...

Estudar a expressão não é caricaturar a dança. Não é rir demasiadamente só porque está na hora do saiide, ou "sofrer" porque está na hora do tremido. EXPRESSÃO é você contar o que está sentindo com a música. Como é que vc dança "Enta omri"? Uma música que fala de uma paixão tão profunda que transmite toda a razão de existência para o outro "Você é TODA a minha vida". De qualquer jeito? Com cara de fodona? Tem certeza?

Minha mensagem de hoje é resgatar o prazer, a vontade, a beleza de dançar, de fazer as pessoas se conectarem novamente com o belo, e consigo mesmas. Grande beijo!!!

P.S.: Olhem a delicadeza, a majestade de Ana Botafogo... e ainda dançando na ponta!!! Está demais.

3 comentários:

  1. Oi! Vi que vc passou no meu blog. Obrigada! Estou só começando nessa vida de 'blogueira', haha. Mas seja sempre bem-vinda.
    Eu também A-DO-RO a Nur. E o engraçado é que a primeira vez que a vi dançando foi em um dos dvds da Lulu, em um grupo de 4 meninas, numa coreografia bem curtinha só pra exemplificar alguns movimentos que a Lulu tinha ensinado. Quando eu a vi, no fundo, com aquele sorriso e um astral tão legal, fui pesquisar pra descobrir quem era. Eu nunca a vi dançando pessoalmente, mas já vi muitos de seus vídeos, e ela realmente emociona. É um grande exemplo de bailarina.
    bjinho

    ResponderExcluir
  2. Gata,

    Tu mandou muito nesse post!

    Eu tb estou sempre em busca de uma dança que me emocione, por que união de passos a gente já tem de sobra. Acho que arte é algo que te transforma, não dá pra chamar de arte uma dança que não te toca.

    Concordo em gênero e grau com suas colocações. Aliás, em breve vou colocar um vídeo da Enta Omri que dancei no espetáculo, depois me diz se te tocou... Aiii

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi, Amar

    eu diria que estou no meio do caminho. Tentando aprimorar a técnica (e sim, fico muito nervosa com as pessoas "avaliando" minha dança) e ao mesmo tempo, curtir. A Maira Magno me deu um sermão outro dia por conta disso... e resolvi, definitivamente, relaxar e aproveitar minha dança, afinal não vivo disso e sim, eu estudo e procuro fazer o meu melhor. Logo, dane-se. Mas que me incomoda HORRORES eu não parecer qualquer menina da casa de chá, me incomoda... e acho difícil isso passar.

    ResponderExcluir

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...