11 dezembro 2008

4

Destination Anywhere

Esse é o nome do 2o CD solo do Jon Bon Jovi, e essa música uma das mais especiais pra mim. Mas usei esse título para descrever onde vão dar atitudes de algumas pessoas “raks sharki” na internet: “qualquer lugar” ou, na minha opinião “lugar nenhum”.

Sim, estou falando da Luanna Mello.

Eu sou fanzoca da Luanna, e não poderia deixar de me posicionar sobre os posts que estão rolando no multiply sobre ela. Mas resolvi escrever aqui que é “minha casa”, onde escrevo “o que quiser”, e porque, acima de tudo, minha paz não tem preço.

First of all: discordar é sempre permitido, e às vezes, até positivo. Acredito que quem é simples ADMIRADOR de dança do ventre tem um relacionamento muito diferente com a dança do que quem depende dela pra viver. Isso é ruim? Não. Acontece em 100% das profissões. Eu sou uma admiradora do Corinthians (torcedora fanática mode on: OOOOOOOOO, TODO PODEROSO TIMÃO), e acho um escândalo eles contratarem o Ronaldo fenômeno em final de carreira só para arregimentar patrocínio. Mas a verdade é que o Sr. Andrez Sanches que é quem paga a conta é que sabe onde o calo aperta. Na dança, a mesma coisa.

Para mim pode soar escandaloso que uma bailarina poste em seu blog que ela dança por dinheiro, mas e aí? Eu também, para fazer meu trabalho e prestar consultoria sobre um assunto que eu domino não dou as caras se as notinhas não estão sobre a mesa (ou na conta). Se vc não recebe seu salário, você se sente no direito de reclamar e até de não trabalhar, não é mesmo? Então, vc faz por dinheiro também? Ah ta...

Luanna tem uma postura fundamentalista em relação ao profissionalismo na dança do ventre. Concordo com ela 100%? Claro que não. Acho inclusive que é um erro rotular que é ou quem não é profissional, se quem tem tal tipo físico não é profissional, se vai ser um dia, enfim. A dança JAMAIS assume uma postura excludente, e existe mercado para TODO MUNDO. Para gordas e magras. Simplesmente porque quem dá as cartas não são as gostosonas que dançam e sim o CONTRATANTE. E se aquela bailarina que é mais gordinha quer viver de dança, mas está com dificuldade de fechar shows, ela pode aperfeiçoar a técnica, pode aprimorar sua didática e se tornar professora, coreógrafa... whatever! O fato é: ESPAÇO TEM.

Mas não posso deixar de admirar a Luanna por se esfolar de ensaiar, cuidar do corpo e lutar por um espaço que a bailarina de dança do ventre hoje ainda não tem.

Quem a critica fecha os olhos para a grandiosidade da iniciativa que ela está tomando, e os frutos quem vai colher não é só ela, são todas as bailarinas de dança do ventre que quiserem desenvolver projetos de um cunho, digamos, mais “comercial”, e a dança vai deixar de ser coisa só de “festival”, “feira de automóveis”e “casa de chá”, para se tornar uma competitiva opção de entretenimento.

O ensaio da Contigo! é outro ponto. Está muito bonito, embora eu seja meio das “antigas” e veja com um certo receio qualquer coisa que mostre um pouco mais do corpo. Porém não é direito de ninguém pixar. Putz meu, a Claudia Ohana saiu na PLAYBOY (mostrou a perereca, pra quem não sabe) para divulgar seu personagem na novela. Alguém falou que por causa disso ela seria uma atriz menos talentosa? De jeito nenhum. Tudo isso porque transferimos para a dança um pudor medieval. Quem é bailarina de dança do ventre não pode nada porque “a dança em si já evoca sensualidade”. Ah, puta merda né? Estamos no século 21 gente!!!!!!!!! E num universo em que a última moda é silicone nos peitos (que, isso sim, eu acho “demais”, se vc discordar comigo, faça um redondo grande em frente ao espelho e veja se não é muito mais apelativo – ops, tema para outro post), o povo reclama de um ensaio bonito e de bom gosto... ah pelamor viu...

Só vi críticas positivas do show da Luanna, o que me leva a crer que quem mete o pau não esteve na platéia para avaliar. Eu não fui, mas já escrevi pra ela e sou a PRIMEIRA da fila do DVD, quando sair. Acredito que quem se sente no direito de criticá-la hoje, tem por OBRIGAÇÃO de assistir ao show antes de sair falando.

Ah, e em tempo. Esse não é um post de rasgação de seda. Não ganhei ingresso grátis da Lu, e nem nenhum benefício por postar em sua defesa. Mas como já disse Jesus, o maior administrador de todos os tempos (que com 12 executivos fundou a maior empresa do planeta), daí a César o que é de César, masssssssssssssss, daí a Deus o que é de Deus.

4 comentários:

  1. parabéns. o que não queremos para nós, não devemos desejar aos outros. tneho certeza de que a Luna faria o mesmo por você, ou, todas nós, que respeitamos a arte e o segmento da dança. beijo grande!

    ResponderExcluir
  2. Nrega linda,

    A Lu acabou de me mandar o link e eu fiquei realmente impressionada. Nem tenho palavras para agradecer tudo o que escreveu, principalmente por eu saber que vc não é puxa saco, daquelas que concordam com tudo o que eu escrevo. Obrigada por ter escrito tudo isso, por respeito e companherismo!

    Sua atitude é impagável!

    MUITO obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Que é isso Lu, sei que vc faria o mesmo por uma colega de profissão. A GRANDE verdade é que á internet virou terra de ninguém, onde todo mundo se esconde atrás de nicks e escreve o que quiser...

    Continue simplesmente sendo você, e fazendo seu trabalho.

    A dança do ventre sempre agradece!!!

    Um beijão.

    ResponderExcluir
  4. Flor, falou e disse.
    Quando se é bom, bonito e bem feito a coisa pega fogo.
    Luanna é tudo isso e muito mais.
    E a inveja, come solta.
    Nada mais a acrescentar a não ser que virei tua fã por defender de forma tão digna essa pessoa maravilhosa que Luanna é
    ;)

    ResponderExcluir

Mentes que pensam e fazem os outros pensar!!! Muito obrigada pelos seus comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...